Drª Patricia Azevedo | Médica Veterinária
Drª Patricia Azevedo | Médica Veterinária
07 Jan, 2020 - 16:33

8 dicas para educar um cão nos primeiros meses

Drª Patricia Azevedo | Médica Veterinária

Educar um cão nos primeiros meses é muito importante, pois vai condicionar o comportamento do cão durante o resto da sua vida. Conheça algumas dicas e saiba o que deve ensinar ao seu cão nesta fase.

8 dicas para educar um cão nos primeiros meses

Se adotou um cachorro ou está a pensar em adotar, saiba que é muito importante definir regras desde cedo e ensinar-lhe todas as regras básicas para que as possa aprender numa fase inicial e tornar-se num cão adulto bem comportado e saudável. Assim, educar um cão nos primeiros meses é essencial.

Por que é que é importante educar um cão nos primeiros meses?

Os cães enquanto são cachorros têm uma maior capacidade de absorver a informação, tal como acontece com as crianças. Por essa razão, é mais fácil ensinar as coisas a um cachorro do que a um cão adulto.

Nos primeiros meses de vida do cão, este vai aprender a lidar com o mundo, e os comportamentos que adquire nesta fase vão-se refletir na idade adulta. Assim, se não quer que o seu cão adulto sofra com problemas comportamentais ou não tenha regras e não seja obediente, deve educar um cão nos primeiros meses.

8 dicas para educar um cão nos primeiros meses

Existem vários comportamentos que o seu cachorro deve aprender, e deve também aprender a lidar com o mundo em seu redor.

1. Ensine-o a andar à trela

educar um cão nos primeiros meses: andar à trela

Uma das coisas que deve ensinar logo ao seu cachorro é a andar à trela, pois enquanto são pequenos a aprendizagem é mais fácil e o seu porte mais pequeno permite aos tutores conseguirem segurá-lo melhor. Um cão que não seja treinado a andar à trela, principalmente de grande porte, na idade adulta vai tornar os passeios impossíveis, pois pode puxar a trela e tentar fugir.

2. Ensine-o a brincar de forma correta

Os cachorros devem ser ensinados a brincar, até porque muitos deles brincam a morder e a arranhar as pernas, mãos e braços. É importante estabelecer os limites desde cedo e ensinar-lhes que esses comportamentos não são aceitáveis. Caso contrário, no futuro estes cães podem desenvolver problemas comportamentais e acabar por ferir, ainda que não intencionalmente as pessoas, o que os torna perigosos.

Compre brinquedos indicados para cães como brinquedos para roer, peluches, ossos. Existe uma grande variedade de brinquedos que podem ser utilizados pelos cães como entretenimento.

3. Ensine-lhe alguns comandos

Educar um cão nos primeiros meses: comandos

Ensinar aos cães comandos como “senta”, “deita”, “fica”, “aqui”, pode ser muito útil, pois um cão obediente é mais fácil de passear e, desta forma, pode sair com o seu cão sem receios, porque sabe que em qualquer situação o cão irá obedecer-lhe.

Este treino pode ser iniciado por si em casa, através de reforços positivos, ou pode inscrever o cachorro em aulas de treino para cachorros.

4. Ensine-o a ficar sozinho

Saber ficar sozinho é muito importante para o seu cão ser saudável e equilibrado. Tal como as pessoas, os cães devem saber estar sozinhos e estarem confortáveis com isso. Um cão que não sabe estar sozinho desenvolve problemas comportamentais, nomeadamente ansiedade por separação.

Habitue desde cedo o seu cão a passar momentos sozinhos, para que o encare como uma situação normal.

5. Restrinja-lhe os espaços

educar um cão nos primeiros meses: restrinja-lhe os espaços

Se pretende que o seu cão adulto não tenha acesso a determinados espaços na casa, o ideal é criar esse hábito logo que o cachorro chega a casa. Dessa forma, o cão vai-se habituar e saber quais os locais permitidos e proibidos.

Tentar ensinar o cão que não pode ter acesso a determinado espaço depois de este estar habituado a ir para esse local livremente pode ser mais difícil e criar confusão e stress no animal.

6. Habitue-o às idas ao veterinário

Um grande pesadelo para o seu cão pode ser ir ao veterinário, mas não tem que ser assim. Tente fazer com que as primeiras visitas ao veterinário sejam experiências positivas.

Pode pedir conselhos e colaboração do seu médico veterinário para que o cachorro associe as visitas a algo positivo. A este propósito, saiba que a rede da Vetecare tem uma vasta rede de profissionais em medicina veterinária em todo o país que não terão mãos a medir para colocar o bem-estar e conforto do animal em primeiro lugar. Por apenas 13€ por mês, pode usufruir de um plano de saúde animal que poderá ajudá-lo nesta tarefa.

Desta forma, será muito mais fácil levar o seu cão às consultas quando for adulto e para o seu médico veterinário também será mais fácil de manusear.

7. Ensine o local certo para fazer necessidades

educar um cão nos primeiros meses: fazer as necessidades no local certo

Este é um dos principais problemas que preocupa os tutores de cães, e deve ser ensinado logo desde cedo ao cachorro, para garantir uma boa aprendizagem.

Existem várias dicas para ensinar o seu cachorro a fazer as necessidades no local certo, no entanto, a chave é ter paciência, consistência e dar ao cão reforços positivos. Nunca recorra à punição.

8. Habitue-o a estar com outros animais e pessoas

A sociabilização em cachorros é uma das coisas mais importantes para garantir cães adultos saudáveis. Enquanto cachorros devem conhecer o máximo de locais, pessoas, animais, para que se habituem ao mundo em seu redor.

Cachorros com uma fraca sociabilização podem ter medos e fobias em adultos, como por exemplo medo a crianças, não se darem com outros cães ou gatos. Assim, é crucial garantir que o seu cachorro está em contacto com todo o tipo de animais, pessoas e em diferentes locais para nada lhes ser estranho.

Em suma

Para ensinar um cachorro deve ter muita paciência e persistência, optando sempre por métodos de ensino que incentivem o cão e nunca através da punição. O método de treino mais utilizado hoje em dia é o treino com reforço positivo.

Este tipo de treino baseia-se na utilização de um prémio (reforço positivo), por cada vez que o cão tiver um comportamento desejado, e pode, portanto, ser utilizado para treinar diversas situações. O reforço positivo pode ser qualquer coisa, desde que seja algo que o cão goste muito e, portanto, que interprete como um incentivo ou prémio.

Com este tipo de treino, educar um cão nos primeiros meses torna-se mais fácil, uma vez que é muito simples arranjar reforços positivos que os cativem (como comida ou brincadeira).

Fonte

  1. Battaglia, C. L. “Periods of Early Development and the Effects of Stimulation and Social Experiences in the Canine”. Elsevier – Journal of Veterinary Behavior – Carmen L.Battaglia. Disponível em: https://www.sciencedirect.com/science/article/abs/pii/S1558787809001555?via%3Dihub
Veja também