Viviane Soares
Viviane Soares
01 Ago, 2019 - 11:06

Dia Mundial do Cancro do Pulmão: tabaco é o fator de maior risco

Viviane Soares

Sociedade Portuguesa de Pneumologia divulga vídeo que reforça a importância da cessação tabágica, uma vez que a doença afeta sobretudo os fumadores.

Dia Mundial do Cancro do Pulmão: tabaco é o fator de maior risco
O artigo continua após o anúncio

Assinala-se esta quinta-feira, 1 de agosto, o Dia Mundial do Cancro do Pulmão. De acordo com dados da Sociedade Portuguesa de Pneumologia (SPP), anualmente são diagnosticados cerca de quatro mil novos casos de cancro em Portugal, um dos que apresenta maior taxa de mortalidade.

O tabagismo é considerado um dos fatores de risco mais relevantes no desenvolvimento desta doença. No entanto, e segundo a SPP, outros fatores como a exposição ao rádon, a fibras de amianto e à poluição ambiental, também podem ter um papel importante.

Em termos de prevenção, o ideal é deixar de fumar e evitar ambientes de risco. Recorde-se que os centros de saúde disponibilizam consultas de apoio especialmente dirigidas a fumadores. Além disso, há um conjunto de outras terapêuticas no mercado que podem facilitar o processo, ainda que só funcionem se tiver mesmo vontade de deixar de fumar.

Na maioria dos casos, o diagnóstico peca por tardio, embora as técnicas de diagnóstico e terapêutica cirúrgica se tenham desenvolvido significativamente nos últimos dez anos.

Para quem sofre da doença, os tratamentos são agressivos e muitas vezes incapacitantes. Ainda assim, não será demais recordar que o Infarmed aprovou o ano passado um novo tratamento para os doentes com cancro do pulmão em estado avançado: a imunoterapia – tratamento este já disponível em todo o Serviço Nacional de Saúde.

Assim sendo, neste dia em particular, a Sociedade Portuguesa de Pneumologia fez questão de passar uma mensagem sobre a importância da cessação tabágica, divulgando o seguinte vídeo:

Veja também: