Psicóloga Ana Graça
Psicóloga Ana Graça
04 Mar, 2021 - 16:40

Como aumentar a confiança e a autoestima com 5 hábitos diários

Psicóloga Ana Graça

Ser autoconfiante implica acreditar em si mesmo, o que nem sempre é fácil. Como aumentar a confiança e a autoestima? Conheça 5 hábitos para por em prática!

como aumentar a confiança e a autoestima

Em algum momento da nossa vida, já todos nos sentimos inseguros, com menor autoconfiança, com dúvidas acerca das nossas habilidades e competências. Como aumentar a confiança e a autoestima nesses momentos? Estes 5 hábitos diários simples e práticos podem ser úteis.

Autoestima e autoconfiança

Autoestima, autoconfiança, autoimagem. Estes conceitos estão presentes no nosso dia-a-dia e todos somos incentivados a domina-los. Mas afinal, o que significam? De forma simples, referem-se à forma como nos vemos, àquilo que pensamos sobre nós mesmos e ao valor que nos atribuímos.

Quando atravessamos situações especialmente stressantes e desafiadoras, podemos sentir menor autoestima e menor autoconfiança. Sentir que somos um fracasso, que não somos especialmente bonitos, que somos inferiores aos outros, que não somos bons o suficiente.

Mulher a olhar para o horizonte a partir da janela de casa

Pontualmente, estas avaliações negativas são normais e comuns. O problema surge quando estas crenças negativas acerca de nós mesmos se tornam frequentes e são assumidas como verdades absolutas. Nestas situações, estamos perante uma baixa autoestima.

Baixa autoestima e baixa autoconfiança podem ter consequências negativas, nomeadamente quando há:

1. Dificuldade em reconhecer as suas próprias qualidades;

2. Tendência para duvidar de si mesmo e para se culpabilizar quando algo não corre bem;

3. Foco excessivo nos erros e no que não correu tão bem conforme planeado;

4. Sentimentos como tristeza, ansiedade, vergonha, raiva e frustração;

5. Evitamento de desafios e novas oportunidades;

6. Pior desempenho laboral/académico;

7. Angústia ou zanga excessiva perante qualquer crítica/desaprovação, por menor que seja;

8. Esforço excessivo para agradar aos outros;

9. Evitamento do contacto social;

10. Maior propensão para ser criticado, usado e para não se defender;

11. Menos envolvimento em atividades de lazer, por acreditar não ser merecedor de momentos de prazer ou diversão;

12. Autocuidado negligenciado.

Tendo em conta o impacto negativo que a baixa autoestima e a pobre autoimagem podem ter, importa tentar perceber como aumentar a confiança e a autoestima, de forma simples e prática (1).

Como aumentar a confiança e a autoestima? 5 hábitos diários

Como aumentar a confiança e a autoestima? Através de treino diário. É verdade, requer prática e compromisso. Eis alguns hábitos a ter em conta:

1.

Manter um pensamento positivo

Mulher a transformar pensamentos negativos em pensamentos positivos

Todos somos únicos, diferentes e, por isso, especiais. Todavia, pensar de forma positiva acerca de nós mesmos não é natural para todas as pessoas. Pelo contrário, é uma habilidade que precisa ser treinada.

Como fazê-lo? Primeiro, identifique os pensamentos negativos que tem acerca de si mesmo (“ninguém gosta de mim”; “nunca faço nada bem”) e procure substitui-los por pensamentos mais positivos e realistas.  

Para tal, elabore duas listas: uma com os seus pontos fortes e outra com as suas conquistas/realizações. Pode pedir ajuda a familiares e amigos na construção de ambas as listas. Leia as listas diariamente e vá acrescentando novas qualidades e sucessos.

2.

Procurar novos desafios

Ao invés de evitar novos desafios e novas oportunidades, há que procura-los. Defina, para si mesmo, novos desafios, que possa concluir de forma realista. Aproveite e coloque em marcha algumas das coisas que tem adiado por insegurança.

Para além de novos e estimulantes desafios, não se esqueça de realizar aquelas atividades que lhe dão mais prazer e alegria. Mime-se, pelo menos uma vez por dia.

Mulher a transformar pensamentos negativos em pensamentos positivos
Veja também Como transformar pensamentos negativos em pensamentos positivos?
3.

Rodear-se das pessoas certas

jovem em videochamada com amigos

Partilhe as suas dificuldades com familiares e amigos e conte-lhes acerca destes novos hábitos que está a implementar na sua rotina diária. Talvez encontre familiares e amigos com as mesmas dificuldades e talvez possam encontrar soluções em conjunto.

Como aumentar a confiança e a autoestima? Através da sua rede de contacto social! Passe mais tempo junto daqueles de quem mais gosta e procure travar novas amizades.

4.

Afastar-se das pessoas erradas

Evite pessoas e situações que o fazem sentir-se mal consigo mesmo. Se não lhe acrescentam nada de positivo, afaste-se.

5.

Acabar com as comparações

jovem a caminhar na rua feliz

As comparações podem levar ao desespero. Há que acabar com as comparações com os outros e praticar a aceitação. As comparações tendem a ser injustas, pouco fundamentadas, negativas e indutoras de ansiedade (2,3).

Fontes

  1. Lim, L., Saulsman, L., & Nathan, P. (2005). Improving Self-Esteem. Perth, Western Australia: Centre for Clinical Interventions.
  2. Burton, N. (2012). Building Confidence and Self-Esteem. Psychology Today. Disponível em: https://www.psychologytoday.com/intl/blog/hide-and-seek/201205/building-confidence-and-self-esteem
  3. Abrams, A. (2017). 8 Steps to Improving Your Self-Esteem. Psycholy Today. Disponível em: https://www.psychologytoday.com/us/blog/nurturing-self-compassion/201703/8-steps-improving-your-self-esteem
Veja também