Rita Mendo
Rita Mendo
24 Mar, 2017 - 17:56

Bronquiolite: tudo o que precisa de saber sobre a doença

Rita Mendo

A bronquiolite é uma infecção aguda das vias aéreas inferiores, muito frequente nos dois primeiros anos de vida. Saiba mais.

Bronquiolite: tudo o que precisa de saber sobre a doença

A bronquiolite é uma infeção respiratória, que tem maior incidência no fim do Outono e durante o Inverno e que afeta crianças de grupos de risco variados, sobretudo durante os dois primeiros anos de vida.

Existem várias medidas adequadas para evitar que uma criança seja infectada, bem como outras que devem ser tidas em atenção para o tratamento adequado da bronquiolite.

Durante a infecção, as pequenas vias que transportam o ar até aos pulmões ficam obstruídas, o que dificulta a entrada e saída de ar e, consequentemente, a oxigenação do sangue.

Saiba mais sobre a bronquiolite com as informações que recolhemos.

Bronquiolite: perguntas e respostas

1. Quais são os sintomas da bronquiolite?

febre e bronquiolite

Os sintomas iniciais de bronquiolite são secreções e obstrução nasal, por vezes acompanhadas de tosse e febre.

Com o avançar da infecção, a tosse pode agradar, ficando a respiração mais rápida, ofegante e com esforço evidente. Nesta fase, os país notam, por norma, ruídos respiratórios agudos.

Em bebés mais pequenos, a bronquiolite pode causar pausas respiratórias.

2. Qual é a duração de uma bronquiolite?

Por norma, as crianças melhoram num período de 1 a 2 semanas. A criança deve voltar à sua vida normal assim que se sinta bem, com normalização da alimentação e sem dificuldades respiratórias.

As crianças devem ser habitualmente reavaliadas pelo médico.

3. Em que situações deve contactar o pediatra?

pediatra

Deve recorrer ao pediatra, quando:

  • a criança tenha dificuldade respiratória;
  • o bebé mamar menos de metade da dose habitual, em duas ou três refeições ou se não urinar durante 12 horas;
  • a febre seja elevada (> 39ºC);
  • a criança tiver outros problemas de saúde, como cardíacos, pulmonares, imunológicos ou neurológicos;
  • a criança esteja muito cansada ou irritada, quando a situação não é habitual do dia-a-dia da própria criança.

4. É possível prevenir a bronquiolite?

A verdade é que não existe uma vacina ou forma de prevenção eficaz, em geral.

O ideal é evitar o contágio, para que a infecção não se propague. Assim, a lavagem das mãos deve ser frequente, deve ser limitado o contacto entre pessoas com infeções respiratórias e são de evitar os locais com grande concentração de pessoas, poluídos e com muito fumo de tabaco.

5. Como se trata a bronquiolite?

hidratar em bronquiolite

A maioria das bronquiolites são leves e não necessitam de tratamento específico.

Algumas medidas podem ser úteis em casa, nomeadamente:

  • Criar um ambiente calmo;
  • Evitar factores irritadiços, como o tabaco;
  • Elevar a cabeceira da cama a 30º graus;
  • Fazer refeições mais pequenas e com intervalos mais curtos;
  • Manter uma boa hidratação, dando água nos intervalos das refeições;
  • Desobstruir as vias aéreas através da lavagem nasal frequente, com soro fisiológico ou aspiração de secreções.

Veja também: