Viviane Soares
Viviane Soares
10 Dez, 2019 - 16:50

Associação vai suspender adoções porque os “animais não são presentes”

Viviane Soares

Sociedade Protetora dos Animais do Porto vai suspender adoções até ao dia 6 de janeiro. Isto porque tem verificado que os animais são adotados nos dias 23 e 24 de dezembro e regressam passados poucos dias.

Associação vai suspender adoções porque os "animais não são presentes"
O artigo continua após o anúncio

A Sociedade Protetora dos Animais do Porto anunciou que vai suspender a adoção de animais a partir do dia 15 de dezembro até ao dia 6 de janeiro, de forma a evitar que os animais sejam tratados como presentes de Natal. Sabe-se que outras associações e abrigos vão adotar a mesma medida, precisamente pela mesma razão.

Em declarações à Lusa, uma responsável da Sociedade Protetora dos Animais referiu que, desta forma, pode-se “mostrar à população, principalmente aos mais jovens, que os animais não são para ser oferecidos. Um animal quer-se no dia 24 de março, abril ou junho e não só a 24 de dezembro”.

Acrescentou ainda que os restantes serviços mantêm-se operacionais, sendo possível visitar e começar o processo de adoção dos animais. Porém,  esse só ficará concluído a partir de dia 7 de janeiro.

Esta é uma medida que vem reforçar a adoção responsável e, tendo em consideração o estatuto jurídico dos animais, voltar a sublinhar que é necessário deixar de considerá-los como “coisas”.

Veja também: