Publicidade:

Quer perder peso? Como passar da teoria à prática?

Se quer perder peso não basta, apenas, diminuir a ingestão alimentar e escolher alimentos mais saudáveis. Para mudar a sua alimentação terá de mudar alguns comportamentos. Terá de sair da sua zona de conforto e explorar novos hábitos e novas formas de lidar com a comida. E esta parte não é nada fácil. Saiba como conseguir.

Quer perder peso? Como passar da teoria à prática?
Mude o seu pensamento e consiga perder peso.

“Eu até sei o que devo comer e o que devo fazer para emagrecer. Passar da teoria à prática é que é mais complicado.” Identifica-se com esta frase?

Aqui abaixo, sugerimos-lhe algumas questões para reflexão que lhe irão dar o impulso necessário se quer perder peso e sair da zona de conforto, começando a mudar alguns hábitos na sua rotina diária.

Para perder peso não basta, diminuir a ingestão alimentar e escolher alimentos mais saudáveis. Para mudar a sua alimentação terá de alterar alguns comportamentos. Terá de sair da sua zona de conforto e explorar novos hábitos e novas formas de lidar com a comida. É aqui que se torna difícil passar da teoria à prática.

Neste exato momento se ainda não conseguiu introduzir novos hábitos na sua vida, encontra-se na chamada “zona de conforto”. Num processo de mudança terá de sair dessa zona de conforto e isso, numa fase inicial, irá ser acompanhado de algum desconforto. E porquê? Por medo do desconhecido, medo da mudança, de como será e de como se irá sentir.

Então terá de percorrer alguns passos que a ajudarão a passar dessa zona de conforto para uma zona de ação. Lembre-se que os resultados que tanto pretende só vão aparecer se começar a agir.

Quer perder peso? Então reflita sobre alguns pensamentos e consiga o que sempre desejou


quer perder peso e reflexao de pensamentos

Como passar da zona de conforto para uma zona de ação? Reflita sobre as seguintes questões, que lhe darão uma outra perspetiva sobre a sua vida e que não lhe deixarão indiferente.

1. “O que é que me está a manter nesta zona de conforto?”

Identifique quais são as principais razões pelas quais ainda não conseguiu introduzir os hábitos alimentares que queria na sua vida.

2. “O que é que eu vou perder, nos próximos 5 anos, se não conseguir emagrecer agora?”

Reflita sobre as consequências na sua vida, que terá a longo prazo, se não fizer nada para mudar nos próximos anos.

3. “O que é que eu vou ganhar quando emagrecer?”

Reflita sobre os benefícios do emagrecimento e o impacto positivo que isso terá na sua vida.

4. “Que estratégias posso encontrar para momentos em que estou mais em baixo ou em convívios com familiares e amigos?”

Identifique as situações que poderão causar compulsão alimentar. Reflita sobre algumas estratégias que poderá aplicar na prática para mudar o seu padrão alimentar nessas ocasiões.

Em suma


Responda a cada uma destas questões, de forma sincera, e não se deixe ficar pela primeira resposta, aprofunde o mais que puder. As suas respostas serão o impulso que lhe estava a faltar.

Para entrar mais rapidamente na zona de ação, tem de perceber exatamente o que a mantém na zona de conforto, compreender o que pode ganhar e perder ao longo do processo de mudança. E após esta reflexão elaborar um plano de ação com algumas estratégias práticas que lhe dêem uma perceção mais clara de como tudo se pode encaixar na sua rotina.

Veja também:

Nutricionista Teresa Silva Nutricionista Teresa Silva

Teresa Silva é nutricionista, coach de emagrecimento e atualmente criou o programa Dieta para a Vida para ajudar mulheres que estão com dificuldades em emagrecer. Este programa permite que, através de um passo a passo, descubra o que a tem verdadeiramente impedido de emagrecer, que resgate a força de vontade e a motivação para começar a alterar alguns hábitos alimentares no seu dia a dia, que ganhe uma nova auto estima e que atinja o corpo e a imagem que sempre quis, mantendo esses resultados a longo prazo para que nunca mais se volte a preocupar com o peso. A Teresa Silva é licenciada pela Faculdade de Ciências da Nutrição e Alimentação da Universidade do Porto, certificada em eneacoaching pelo Instituto de Eneacoaching e formadora na área da nutrição comportamental.

O Vida Ativa disponibiliza e atualiza informação, não presta serviços de aconselhamento nutricional, de saúde ou de treino. O Vida Ativa não é proprietário nem responsável pelos produtos e serviços de terceiros apresentados, por conseguinte não será responsável por quaisquer perdas ou danos que possam resultar de quaisquer imprecisões ou omissões. A informação está atualizada até à data apresentada na página e é prestada de forma geral, tratando-se de textos meramente informativos, pelo que não constitui nem dispensa a assistência profissional qualificada e individualizada. Caso pretenda sugerir uma atualização, por favor, envie-nos a sua sugestão para: [email protected].pt.