Conheça as 5 linguagens do amor e descubra a preferida do seu parceiro

Existem diferentes linguagens do amor, diferentes formas de demonstrar aquilo que sentimos. Conheça quais são e, descubra qual a preferida do seu parceiro.

Conheça as 5 linguagens do amor e descubra a preferida do seu parceiro
Qual a melhor forma de demonstrar o seu amor?

Alguns autores defendem a existência de 5 linguagens do amor, ou seja, 5 formas diferentes dos casais apaixonados demonstrarem os seus sentimentos de amor e afeição um pelo outro: o toque físico; palavras de afirmação; tempo de qualidade a dois; troca de presentes; pequenos atos/serviços feitos em prol do parceiro.

Os autores que defendem a existência destas diferentes linguagens do amor acreditam que todos nós expressamos o amor de forma diferente e nos sentimos amados também de formas distintas.

Argumentam também que quando estamos envolvidos numa relação amorosa devemos tentar descobrir qual das linguagens do amor faz o nosso parceiro sentir-se amado e fazer uso da mesma.

Assim, se um parceiro expressa o seu amor através de pequenos gestos mas a pessoa amada precisa de tempo de qualidade em casal para se sentir acarinhada, ambos irão sentir-se frustrados e a mensagem de amor não será entendida.

Quais as 5 linguagens do amor?


linguagens do amor e presente

1. Toque físico

Demonstrar amor através do toque físico pode envolver uma ampla gama de comportamentos, nomeadamente: dar as mãos; beijar; ter intimidade sexual. Para algumas pessoas, o toque físico é a principal forma de demonstrar e sentir o amor. Quando estas pessoas recebem contato físico sentem-se valorizadas, amadas e apreciadas.

Apimente a sua relação!
Dê o boost que precisa à sua relação com o estimulante sexual certo. Encontre aqui!

De facto, uma das chaves para um relacionamento saudável e duradouro é manter a intimidade física. O toque é vital e aproxima o casal física e psicologicamente, e, em inúmeras circunstâncias o toque pode ser mais forte que o contato verbal ou emocional.

2. Palavras de afirmação

Demonstrar o amor através de palavras de afirmação implica elogiar o parceiro e dizer o quanto este é apreciado e amado.

3. Tempo de qualidade

Envolve dar atenção exclusiva ao parceiro quando estão juntos, colocando as distrações de lado e garantindo que o parceiro é a principal preocupação.

4. Troca de presentes

Algumas pessoas sentem-se amadas quando recebem presentes do parceiro amoroso, sobretudo quando esses presentes demonstram esforço e consideração.

5. Pequenos atos/serviços feitos em prol do parceiro

Fazer pequenas coisas em prol da pessoa amada, que de alguma forma facilitem e melhorem a sua vida.

Como descobrir qual das linguagens do amor prefere a pessoa amada?


casal feliz

Pergunte-se a si mesmo: o que é que o meu parceiro reclama? Queixa-se de que nunca passamos tempo juntos ou de que não o valorizo? Fica magoado quando não lhe ofereço um presente ou quando não temos de qualidade a sós?

Ou seja, em vez de se perguntar (como provavelmente costuma fazer) como é que gosta de expressar o seu amor, pergunte o que é que faz o seu parceiro sentir-se amado.

Em suma…


Os autores que defendem a existência destas 5 linguagens do amor ,acreditam que apesar dos casais poderem usar todas as linguagens para expressar amor e carinho, cada pessoa tem uma linguagem dominante.

Acreditam ainda que as relações amorosas resultam melhor quando as principais linguagens de amor dos parceiros estão alinhadas, ou seja, quando as pessoas demonstram o seu amor da forma que o parceiro mais aprecia. Dito de forma simples, a ideia passa por demonstrar o amor pela pessoa amada de uma forma que esta entenda e aprecie.

Seja sensível às necessidades da pessoa que ama e procure descobrir qual a melhor forma de expressar todo o seu amor. Na dúvida, recorra a todas as linguagens, já que o amor, o carinho e o cuidado com o outro nunca são demais. Recorra ao contacto físico e às palavras de carinho e elogio, dedique tempo a atividades e momentos especiais a dois, esteja presente e ajude no dia-a-dia do seu parceiro e não se esqueça que todos gostamos de ser mimados com pequenos presentes e lembranças.

A sua relação já não é o que era? Escolha aqui o estimulante sexual à sua medida e sinta a diferença!

Veja também:

Psicóloga Ana Graça Psicóloga Ana Graça

Mestre em Psicologia, pela Universidade do Minho, com a dissertação “A experiência de cuidar, estratégias de coping e autorrelato de saúde”. Especialização (Pós-Graduada) em Neuropsicologia Clínica, Intervenção Neuropsicológica e Neuropsicologia Geriátrica. Membro efetivo da Ordem dos Psicólogos Portugueses, com especialidade em Psicologia Clínica e da Saúde e Neuropsicologia. Para além da Psicologia é apaixonada por viagens, leitura, boa música, caminhadas ao ar livre e tudo o que proporcione felicidade!