Publicidade:

Infeção urinária: causas, sintomas e tratamentos

A infecção urinária é uma infecção mais comum em mulheres e afeta os órgãos do trato urinário, sendo dividida em infecções da uretra, da bexiga ou do rim.

 
Infeção urinária: causas, sintomas e tratamentos
Saiba mais sobre esta patologia.

A infeção urinária é a infeção mais comum no ser humano. Trata-se de uma infeção do trato urinário e, ainda que não existam números concretos, sabe-se que afeta principalmente as mulheres (pelo menos 50% das mulheres sofre de, pelo menos, uma infeção urinária ao longo da vida). Os homens também são afetados (ainda que com menor frequência) e no caso do sexo masculino, ocorre tendencialmente na infância e após os 50 anos de idade, muito devido a problemas relacionados com a próstata.

Dada a sua elevada incidência, importa saber o que origina a infeção urinária, quais os sintomas mais frequentes e, quais os tratamentos disponíveis.

Em que consiste a infeção urinária?


infecao urinaria trato urinario

A infeção urinária é provocada pela presença de microrganismos patogénicos no aparelho urinário. Dependendo do local do trato urinário onde estes microrganismos se instalam, podem definir-se vários tipos de infeção urinária. São elas:

  • Cistite (quando se desenvolve na bexiga);
  • Pielonefrite (quando a infeção tem lugar nos rins);
  • Prostatite (quando ocorre na próstata);
  • Uretrite (quando os microrganismos infeciosos se instalam na uretra).

A grande maioria das infeções deve-se à presença de bactérias no aparelho urinário, sendo a mais frequente a bactéria Escherichia coli, mas pode também dever-se à presença de fungos, vírus ou uma grande variedade de parasitas.

Quais as causas da infeção urinária?


infecao urinaria gravida

Entre as causas mais comuns para o desenvolvimento das infeções urinárias destacam-se:

  • Diabetes;
  • Doenças sexualmente transmissíveis (as relações sexuais facilitam a entrada das bactérias do exterior para a uretra; ainda assim convém ressalvar que a infeção urinária não se trata de uma doença sexualmente transmissível);
  • Desidratação;
  • Cirurgias que envolvam o aparelho urinário;
  • “Pedra” nos rins (ou litíase renal, como é designada em termos médicos);
  • Obstrução urinária (ou seja, quando se permanece durante muito tempo sem urinar);
  • Infeções ginecológicas;
  • Menopausa;
  • Gravidez (neste caso verificam-se uma série de fatores que potenciam o desenvolvimento de infeções urinárias como: o aumento do tamanho dos rins, o deslocamento da bexiga devido ao desenvolvimento do feto ou o aumento dos níveis de progesterona).

 

Sintomas mais comuns da infeção urinária


infecao urinaria urina copo

Dos tipos de infeção urinária referidos anteriormente, as mais comuns são a cistite (infeção na bexiga) e a pielonefrite (infeção dos rins).

Entre os sintomas habituais, podem enumerar-se:

  • Dor ou ardor ao urinar;
  • Dificuldade ou (por oposição) urgência de urinar;
  • Pequenas perdas de urina;
  • Presença de sangue na urina (designada como hematúria);
  • Urina com uma tonalidade concentra e mau cheiro;
  • Dor na bexiga;
  • Arrepios;
  • Febre alta;
  • Dor na região lombar (na zona dos rins);
  • Náuseas;
  • Vómitos.

Em caso de manifestação destes sintomas (em particular os últimos cinco) deve consultar de imediato o seu médico para que seja diagnosticada e tratada a sua infeção.

Tratamento habitual para uma infeção urinária


infecao urinaria antibiotico

Para diagnosticar (ou confirmar) uma infeção urinária, o seu médico pode requerer a realização de análises à urina ou outros exames médicos adequados, como uma ecografia renal ou uma radiografia.

O tratamento pode fazer-se através da administração de antibióticos, mediante as indicações médicas. Deve além disso beber água em abundância (para ajudar a eliminar os agentes infeciosos).

Como prevenir uma infeção urinária?


infecao urinaria mulher a beber agua

A infeção urinária é uma patologia desconfortável e dolorosa. Para prevenir o seu aparecimento deve adotar alguns cuidados que podem prevenir infeções futuras, tais como:

  • Beber água com abundância (1,5 a 2 litros de água por dia);
  • Urinar sempre que sentir necessidade e evitar retê-la por longos períodos (como viu anteriormente é uma das causas de muitas infeções);
  • Lavar as mãos (antes e depois de urinar);
  • Lavar e limpar no sentido da vagina para a região anal;
  • Uso de preservativo (no caso dos homens ajuda a evitar o contacto com agentes infeciosos);
  • No caso das mulheres, evitar a utilização de espermicidas e diafragmas (podem ser substituídos pela pílula, por exemplo);
  • Urinar depois das relações sexuais.

Saber identificar os sintomas sozinho não basta. Por isso, em caso de manifestação dos sintomas acima descritos, não tente auto-medicar-se. Ao invés disso, consulte o seu médico que lhe indicará os métodos de tratamento mais apropriados ao seu caso.

Veja também:

O Vida Ativa disponibiliza e atualiza informação, não presta serviços de aconselhamento nutricional, de saúde ou de treino. O Vida Ativa não é proprietário nem responsável pelos produtos e serviços de terceiros apresentados, por conseguinte não será responsável por quaisquer perdas ou danos que possam resultar de quaisquer imprecisões ou omissões. A informação está atualizada até à data apresentada na página e é prestada de forma geral, tratando-se de textos meramente informativos, pelo que não constitui nem dispensa a assistência profissional qualificada e individualizada. Caso pretenda sugerir uma atualização, por favor, envie-nos a sua sugestão para: [email protected].