Mónica Carvalho
Mónica Carvalho
21 Ago, 2020 - 10:45

VIH e doença de Crohn: Infarmed divulga novos medicamentos

Mónica Carvalho

Novos tratamentos estão disponíveis em meio hospitalar para o tratamento do VIH e da doença de Crohn. Saiba quais.

VIH e doença de Crohn

A Autoridade Nacional do Medicamento (Infarmed) indica a disponibilização de novos medicamentos para o tratamento da infeção por VIH e para a doença de Crohn. Tratam-se de medicamentos comparticipados a 100% pelo SNS e apenas de prescrição hospitalar, como tal, cedidos pelas farmácias dos hospitais.

“O medicamento Dovato (Lamivudina + Dolutegravir) obteve autorização para ser utilizado em meio hospitalar na indicação de tratamento da infeção pelo Vírus da Imunodeficiência Humana tipo 1 (VIH1) em adultos e adolescentes com mais de 12 anos de idade e que pesem pelo menos 40kg, sem resistência conhecida ou suspeita à classe de inibidores da integrase, ou à lamivudina”, adianta o Infarmed.

Em Portugal, e de acordo com o Relatório do Programa Nacional para a Infeção VIH, SIDA e tuberculose, referido pelo Infarmed, até 15 de abril de 2018, existiam 57.574 casos de infeção por VIH. Destes, 22.028 atingiram o estadio SIDA até final desse ano e registaram-se 14.500 óbitos. A incidência de casos nos últimos anos variou entre 8 a 10 por cada 100 mil habitantes. Os novos diagnósticos ocorreram maioritariamente em homens (71,4%), correspondendo a uma razão homem/mulher de 2,5.

mulher a tomar medicação

Também os pacientes com doença de Crohn poderão aceder a um novo tratamento: o medicamento Stelara (ustecinumab), que também já obteve autorização para ser utilizado em meio hospitalar. Poderá ser aplicado no “tratamento de doentes adultos com doença de Crohn ativa moderada a grave que apresentaram uma resposta inadequada, deixaram de responder, demonstraram ser intolerantes à terapêutica convencional ou a um antagonista do TNFα ou têm contraindicações médicas para essas terapêuticas.”

A doença de Crohn é uma patologia inflamatória crónica do trato gastrointestinal, que pode afetar qualquer grupo etário, sendo o diagnóstico mais comum em jovens adultos. Dados nacionais de 2007 atribuem à doença de Crohn uma prevalência de 73 por cada 100 mil habitantes.

Fontes

  1. Infarmed – “Disponível novo tratamento para VIH”, disponível em: https://www.infarmed.pt/web/infarmed/infarmed/-/journal_content/56/15786/3994839
  2. Infarmed – “Doença de Crohn tem novo tratamento”, disponível: https://www.infarmed.pt/web/infarmed/infarmed/-/journal_content/56/15786/3995101
Veja também