Farmacêutica Cátia Rocha
Farmacêutica Cátia Rocha
30 Mai, 2017 - 15:15

Valores da tensão arterial normais e hipertensão

Farmacêutica Cátia Rocha

A hipertensão arterial afeta cerca de 2 milhões de Portugueses. É importante controlar os valores da tensão arterial e saber como intervir se necessário.

Mulher a medir valores da tensão arterial

A circulação do sangue, que tem por destino chegar a todas as células do organismo, implica que haja alguma pressão sobre as paredes das artérias.

Esta pressão, que é normal e até essencial para que o sangue atinja o seu destino, é a chamada “tensão arterial”. Existem, no entanto, uma série de fatores — de ordem genética ou ambiental — que podem fazer com que esta pressão sobre as paredes das artérias aumente em excesso. Estamos, então, perante um cenário de hipertensão – valores da tensão arterial altos.

Em Portugal, existem cerca de dois milhões de hipertensos. Todavia, deste número, apenas:

  • 50% sabe que sofre desta patologia;
  • 25% está medicado;
  • 11% tem a tensão efetivamente controlada.

O QUE É A TENSÃO ARTERIAL “MÍNIMA” E “MÁXIMA”?

valores de tensao arterial

O conceito de tensão arterial “máxima e mínima” (ou “sistólica e diastólica”) refere-se ao valor máximo alcançado com a contração do coração (sístole) e ao valor mínimo quando o coração a seguir se distende e relaxa (diástole).

A pressão arterial é quantificada através de dois números:

  • O primeiro número e mais alto, corresponde ao valor máxima alcançado com a contração do coração (quando está a bombear sangue). É a chamada pressão arterial sistólica (máxima).
  • O segundo número indica-nos a pressão que o sangue exerce nas artérias, quando o coração está relaxado. É a chamada pressão arterial diastólica (mínima).

VALORES DA TENSÃO ARTERIAL: CLASSIFICAÇÃO

MáximaMínima
Até 120Até 80Normal
120-13980-89Pré – hipertensão
140-15990-99Hipertensão – estádio 1
Acima de 160Acima de 100Hipertensão – estádio 2

Os valores da tensão arterial ideais devem ser inferiores a 120/80. Acima destes valores, acresce o risco de doença coronária ou acidente vascular cerebral (AVC).

Números recentes indicam que com o estilo de vida atual, cada vez mais sedentário, cerca de 1 em cada 10 jovens com menos de 20 anos apresenta valores de tensão arterial acima do considerado normal.

OS MELHORES APARELHOS PARA MEDIR A TENSÃO ARTERIAL

Já não precisa de ir à farmácia mais próxima para medir a sua tensão arterial. Atualmente, já pode adquirir um aparelho para ter em casa e que se adapte às suas necessidades.

Precisa de um aparelho mais simples? Algo mais sofisticado que se ligue ao smartphone para registar todos os dados? Ou um mais pequeno para quando viaja? Seguem as opções para todas as necessidades. Escolha a sua:

Como medir a tensão arterial em 6 passos:

Para medir os valores da tensão arterial deve seguir os seguintes passos:

  1. Escolher um local tranquilo para fazer a medição;
  2. Repousar cerca de 10 minutos antes da medição;
  3. Apoiar o braço onde será feita a medição numa superfície plana;
  4. Não falar enquanto a medição é efetuada;
  5. Fazer 2 a 3 medições e calcular a média;
  6. Anotar o dia, hora e valor obtido.

Considerações importantes

Antes de fazer a medição deve ter os seguintes cuidados:

  • Evitar substâncias estimulantes como o café, álcool ou tabaco, até 30 minutos antes da medição.
  • Evitar roupas apertadas.
  • A medição no braço é mais fiável do que no pulso.

COMO CORRIGIR OS VALORES DE TENSÃO ARTERIAL ALTOS?

medidas para corrigir a tensao arterial

A primeira medida a adotar logo que sejam detetados valores altos é o tratamento sem fármacos. Está provado que mudar alguns hábitos de vida é muito eficaz e muitas vezes suficiente para baixar os níveis de tensão arterial.

Para tal, existe um conjunto de medidas fundamentais que devem ser seguidas no sentido de aumentar a saúde cardiovascular, tais como restringir o sal, perder peso, ter uma alimentação mais saudável, entre outras.

Quando estas medidas não são suficientes, deve então recorrer-se aos fármacos. Estes devem ser prescritos pelo médico, segundo as características de cada paciente.

O tratamento deve ser vigiado e ajustado pelo controlo dos valores da tensão arterial (manter um registo dos números, medidos em casa, ou por exemplo na farmácia local, com a frequência aconselhada pelo médico, é importante para o controlo da doença).

O tratamento medicamentoso tem de ser mantido mesmo que a tensão arterial tenha os valores normalizados, porque, caso interrompa, os valores de tensão arterial voltarão a subir.

Veja também