Farmacêutica Rita Teixeira
Farmacêutica Rita Teixeira
16 Jan, 2020 - 09:30

Medicamentos para a gripe: quais os mais aconselhados?

Farmacêutica Rita Teixeira

Chegam os meses mais frios e as gripes aumentam. Por isso, é importante saber quais são os medicamentos para a gripe mais indicados. Tome nota.

Medicamentos para a gripe: quais os mais aconselhados?
O artigo continua após o anúncio

Os medicamentos para a gripe devem ser prescritos de acordo com os seus sintomas, mas é importante, ainda assim, que conheça os tipos de gripe para depois perceber a diferença entre todos os medicamentos que lhe podem ser aconselhados.

Esta doença, predominante nos meses mais frios, pode ter sintomas ligeiros, mas também pode ter sintomas mais agressivos, dependendo da carga viral que o afetou. Por isso, proteja-se.

O que sabe sobre a gripe?

DECO Proteste. Soluções caseiras para a gripe. Disponível em: https://www.deco.proteste.pt/saude/doencas/dicas/tratar-a-gripe-medicamentos-e-solucoes-caseiras#  Direção-Geral de Sáude. Gripe. Disponível em: https://www.dgs.pt/saude-publica1/gripe.aspx   Tesini, B. (MD). Influenza. Disponível em: https://www.msdmanuals.com/pt-pt/casa/infec%C3%A7%C3%B5es/v%C3%ADrus-respirat%C3%B3rios/influenza-gripe

A gripe é uma doença infecciosa causada pelo vírus Influenza, que apresenta algumas semelhanças às típicas constipações de Inverno. Sabe-se que, por ano, afeta cerca de 15% da população mundial, sendo por isso uma doença comum, mas que pode ser tratada de forma eficaz e rápida, com os melhores medicamentos para a gripe.

Esta doença, a gripe sazonal, em países como Portugal, afeta a população entre os meses de Dezembro e Março, durando cerca de 10 a 22 semanas sendo que se pode ficar com gripe em qualquer altura do ano, apesar de ser o inverno a estação mais propensa ao desenvolvimento do vírus.

A gripe é uma doença viral aguda e extremamente contagiosa. Começa normalmente com uma simples dor de garganta, corporal ou de cabeça, atingindo depois picos de febre e muita tosse. Este sintomas de gripe manifestam-se abruptamente e durante cerca de 5 a 7 dias.

Apesar de ser benigna é responsável por uma elevada mortalidade em pessoas com idade superior a 65 anos, doentes crónicos ou imunodeprimidos.

Quais os principais tipos de gripe?

Os vírus afetam o organismo de diferentes formas e, dependendo das estirpes, podem desenvolver-se diferentes tipos de gripe, sendo alguns mais moderados e de simples eliminação com certos medicamentos para a gripe, e outros mais graves.

1. Gripe sazonal

Esta é a chamada gripe comum, que é originada por diferentes tipos de vírus mas que dura entre 7 a 10 dias, tendo sintomas menos agressivos, quando tratados de forma ideal. Apesar de ser de resolução ‘fácil’ e não ser considerada grave, deve-lhe ser dada a importância que merece para que seja tratada da forma mais eficaz. Quando a gripe não é totalmente eliminada e tratada, pode evoluir para casos mais graves como a pneumonia.

O artigo continua após o anúncio

2. Gripe suína (H1N1)

Este tipo de gripe desenvolve-se devido a uma variação do vírus Influenza, sendo primeiramente encontrada em porcos e depois em alguns seres humanos. É mais grave que a anterior, podendo levar a morte quando não tratada imediatamente.

3. Gripe variante (H3N2)

Típica em aves e suínos, esta gripe pode afetar também o ser humano levando a casos de epidemia. Os sintomas são mais intensos e graves que os anteriores, podendo também levar a morte quando não tratada desde o início.

4. Gripe aviária (H5N1)

Apresenta sintomas mais fortes que a gripe sazonal, podendo ser acompanhada de náuseas, vómitos, diarreia e conjuntivite. Esta gripe é transmitida pelas aves e afeta o Homem, levando a problemas de saúde graves ou morte.

Quais as principais causas e sintomas?

Como tratar uma gripe de forma eficaz?

Os principais sintomas da gripe são:

  • Cefaleias
  • Febre alta
  • Tosse
  • Espirros
  • Dores de garganta
  • Congestão nasal
  • Vómitos
  • Diarreia
  • Dores musculares
  • Olhos lacrimejantes

Principais medicamentos para a gripe comum

A gripe é uma doença muito comum, especialmente nesta altura do ano, e existem alguns medicamentos que pode comprar na sua farmácia, com o aconselhamento do seu farmacêutico, para diminuir os sintomas e sentir-se melhor. No entanto, é sempre aconselhado que visite o seu médico para este o avaliar e lhe diagnosticar o melhor tratamento dependendo do seu caso.

Estes medicamentos visam aliviar os sintomas, trazendo-lhe uma sensação de bem-estar e menos dores, sendo que a própria gripe cura-se espontaneamente, entre 5 a 7 dias.

1. Anti-inflamatórios, analgésicos e antipiréticos

Tal como já foi dito, esta classe de medicamentos não aceleram a cura, uma vez que não conseguem eliminar o vírus. Podem, no entanto, ser utilizados para tratar inflamações, como por exemplo na garganta (anti-inflamatórios), para baixar a febre (antipiréticos) ou diminuir as dores ligeiras (analgésicos).

Os medicamentos mais comuns são o ibuprofeno, nimesulida, naproxeno, acetaminofeno, paracetamol e ácido acetilsalicílico. Todos estes têm ação rápida, mesmo quando em comprimidos.

O artigo continua após o anúncio

2. Anti-histamínicos

As alergias são reações do organismo a determinada substância, com libertação da histamina. Quando o contacto com essas substâncias é grande m há uma maior libertação de histamina e os sintomas são nariz entupido, olhos lacrimejantes e dificuldade respiratória. Assim, estes medicamentos atuam como descongestionante nasal, diminuindo também os sinais de alergia.

A loratadina, desloratadina ou o fexodenadina são os anti-histamínicos mais receitados pelos médicos e aconselhados pelos farmacêuticos.

3. Expectorantes

Quando se fala em gripe, é importante falar desta classe de medicamentos, uma vez que aquando de uma gripe, é normal que se acumulem impurezas nas vias respiratórias. Assim, estes medicamentos para a gripe vão remover as impurezas do ar inspirado, ajudando no tratamento e promovendo uma recuperação mais rápida. São os chamados medicamentos para a tosse com expetoração, ajudando o organismo a limpar os pulmões.

Normalmente está presente o sulfoguaiacol e a prometazina, descongestionantes das vias respiratórias, no Bisolvon, Mucosolvan ou Vick 44E.

4. Antitússico

Associados a sintomas gripais, está quase sempre a tosse. Esta é benéfica para a doença, uma vez que ajuda a limpar as vias respiratórias e os pulmões, no entanto quando esta se torna crónica, deve ser combatida, para não comprometer o sistema circulatório. Estes medicamentos para a gripe, atuam no sistema nervoso central, inibindo as ações da tosse irritativa, reduzindo-a e reduzindo os estímulos para que ela não aconteça.

Os mais comuns são Bisolvon, atossion, levodropropizina ou hytós plus.

5. Descongestionantes nasais

Tal como o nome indica, estes medicamentos ajudam a descongestionar a fossa nasal, ajudando a reduzir o edema na mucosa. São aplicados diretamente no nariz, diminuindo significativamente a sensação de nariz entupido.
Os mais aconselhados são o vibrocil, rhinomer, sinomer e o nasex.

6. Antivíricos

São estes os únicos medicamentos capazes de eliminar uma gripe, uma vez que atuam na fonte do problema: nos vírus. Estes medicamentos têm que ser prescritos pelo médico e devem ser receitados em apenas alguns casos para eliminar os vírus, sendo que também têm uma ação preventiva.

O artigo continua após o anúncio

Na maior parte das vezes o médico prescreve Tamiflu, Oseltamivir, para combater a gripe e os sintomas em adultos e crianças com mais de 1 ano.

Vacinação contra a gripe

Como tratar uma gripe de forma eficaz

Todos estes medicamentos aqui indicados, devem ser tomados quando passa por um episódio de gripe. No entanto, a vacina contra a gripe, que é a forma de prevenção mais eficaz, é aconselhada a toda a população.

Esta deve ser tomada a seguir ao verão, de forma a evitar a altura mais propensa ao desenvolvimento do vírus. As vacinas podem ser trivalentes ou tetravalentes havendoalguams diferenças entre elas.

A Trivalente, é aconselhada a crianças com menos de 3 anos e protege de 3 tipos de gripe: 2 variações da A (H1N1 e H3N2) e 1 variante B.

A Tetravalente, aconselhada à restante população, previne a contaminação por os 2 tipos de variação A indicados em cima, e 2 tipos de variação B (o Yamagata e o Victoria).

Apesar de toda a população ter acesso à vacina contra a gripe, ela é prioritária e gratuita, através do Sistema Nacional de Saúde, a:

  • Crianças entre os 6 meses e os 5 anos
  • Grávidas
  • Profissionais de saúde do Serviço Nacional de Saúde (médicos, enfermeiros, técnicos hospitalares…)
  • Idosos, com mais de 60 anos
  • Pessoas internadas ou residentes em instituições
  • Doentes integrados na rede de cuidados continuados, doentes que aguardam transplante ou que fazem quimioterapia
  • Guardas prisionais e reclusos
  • Portadores de trissomia 21, diabetes mellitus, fibrose quística, défice de alfa-1 antitripsina sob terapêutica de substituição, doença pulmonar obstrutiva crónica, patologia do interstício pulmonar sob terapêutica imunosupressora, doença crónica com comprometimento da função respiratória, da eliminação de secreções ou com risco aumentado de aspiração de secreções
  • Bombeiros
Veja também

Fontes