Rita Mendo
Rita Mendo
10 Mai, 2017 - 10:13

SOS-Criança: Linha de apoio à criança, um serviço para os mais novos

Rita Mendo

A linha de apoio à criança pretende ouvir e dar voz às crianças e jovens, promovendo e defendendo os seus direitos. O SOS Criança é um serviço de prevenção.

SOS-Criança: Linha de apoio à criança, um serviço para os mais novos
O artigo continua após o anúncio

A linha de apoio à criança tem como objetivo dar apoio à criança em Portugal, principalmente à criança em risco, maltratada e/ ou abusada sexualmente, desaparecida, desintegrada na escola, com conflitos com os pais, que se sente rejeitada ou tem ideação suicida, procurando encontrar soluções para estas situações/problemas.

Esta linha conta com vários serviços e objetivos. Fique a saber quem pode contactar este serviço e em que medida pode ajudar a sua criança e família.

Linha de Apoio à Criança: todas as informações

sos crianca

1. Como contactar o SOS-Criança?

Caso a criança precise de alguma informação, proteção ou apenas conversar, poderá contactar o serviço através dos seguintes meios:

Em caso da criança estar perdida, em fuga, desaparecida ou em caso de rapto, a criança ou familiar relacionado com a criança poderá ligar diretamente para o 116 000. Neste caso, durante o período noturno, fins de semanas e feriados, as chamadas serão diretamente encaminhadas para a Polícia Judiciária.

2. O SOS-Criança é um serviço pago?

Não. Este serviço é totalmente gratuito e confidencial, de forma que a criança ou relativos possam ligar sem receios.

3. Quando posso contactar o SOS-criança?

O horário de atendimento desta linha é de 2ª feira a 6ª feira, das 9h às 19h. No entanto, como referido anteriormente, em caso de perigo da criança, chamadas efetuadas durante o período noturno, aos fins de semana e feriados são encaminhadas para a Polícia Judiciária.

4. Quem pode ligar para o SOS-criança?

Este serviço, de âmbito nacional, tem como público-alvo:

  • Crianças e jovens até aos 18 anos;
  • Famílias das crianças e jovens;
  • Profissionais que trabalham na área;
  • Cidadãos com preocupações neste âmbito.

5. Quais são os objetivos deste serviço?

A linha de apoio à criança pretende ser um serviço de pretensão, disposto a ajudar todas as crianças e jovens que mais necessitam.

O artigo continua após o anúncio

Tem, como principais objetivos:

  • Promover e defender os direitos da criança:
  • Ouvir e dar voz à criança e ao jovem;
  • Apoiar a criança e a família;
  • Promover a integração social da criança e da família;
  • Combater as situações de desaparecimento, rapto e abuso sexual de crianças;
  • Garantir à criança o direito à palavra, proteção em situação de risco ou mau trato, quando privada de afeição, isolada, abandonada, ameaçada de agressão física ou sexual, negligenciada ou obrigada a trabalhar prematuramente.

6. Em que medida são dados os apoios?

A linha de apoio à criança pretende que, a partir da criação de uma relação baseada na compreensão e humanização, se incremente a auto-confiança e auto-estima, estimulando as capacidades de reação do utente e mobilizando-o a mudar a sua situação.

Através do acompanhamento junto das entidades competentes, visa-se aferir o ponto da situação em que a criança se encontra, promovendo um trabalho de parceria multidisciplinar.

Pretende-se, ainda, mediar os problemas e estabelecer pontos de diálogo entre pessoas e instituição, no sentido de potencial a eficácia das respostas.

7. Por quem é constituída a equipa?

O serviço dispõe de uma equipa técnica, constituída por:

  • Psicólogos;
  • Assistentes sociais;
  • Educadores de infância;
  • Mediadores escolares;
  • Juristas.

>> Descarregue aqui o panfleto SOS-Criança para todas as informações sempre à mão!

Veja também: