Psicóloga Ana Graça
Psicóloga Ana Graça
07 Set, 2018 - 14:40

Saiba como desenvolver a inteligência emocional nas crianças

Psicóloga Ana Graça

Crianças que aprendem a gerir as emoções têm mais probabilidade de serem pessoas bem-sucedidas. Como desenvolver a inteligência emocional nas crianças?

Saiba como desenvolver a inteligência emocional nas crianças
O artigo continua após o anúncio

A inteligência emocional nas crianças é um dos componentes mais importantes para o seu ajustamento psicológico, havendo inclusive evidências que demonstram que as crianças com perturbações de ansiedade apresentam défices ao nível da inteligência emocional.

Mas como podemos potenciar a inteligência emocional nas crianças? Vamos descobrir!

Inteligência emocional nas crianças

inteligencia emocional nas criancas

Existem diferentes formas de medir e expressar a inteligência. A inteligência humana não se limita ao raciocínio verbal e matemático. Estas competências são importantes mas são apenas um dos modos de a inteligência se expressar. A inteligência possui várias facetas, talentos, capacidades e habilidades.

A inteligência emocional é essencial para o ser humano viver bem consigo mesmo e com o mundo que o rodeia. É a capacidade que nos permite desenvolver e manter no tempo relações humanas de qualidade, motivar e persistir apesar das frustrações, controlar os impulsos, gerir o nosso próprio estado de espírito, sentir empatia pelos outros e ter esperança.

Quando falamos de inteligência emocional das crianças, não estamos a falar de crianças que não choram, que não se irritam, ou que não se sentem frustradas. Uma criança emocionalmente inteligente é aquela que aprimora constantemente o conhecimento e o domínio das suas próprias emoções. É aquela que é capaz de identificar os seus próprios sentimentos e emoções e avaliar de que forma estes interferem com o que as outras pessoas sentem.

Ao potenciar o desenvolvimento da inteligência emocional nas crianças, os pais e educadores estão a dar-lhes a oportunidade de:

  • Usar as emoções de forma eficaz;
  • Ter um maior controlo sobre os impulsos;
  • Ser mais sociáveis e menos agressivas;
  • Comunicar de forma mais adequada o seu estado emocional;
  • Estabelecer relações mais saudáveis ao longo da sua vida;
  • Sentir maior segurança na resolução dos problemas diários e perante as adversidades da vida;
  • Crescer de forma saudável e tranquila, tornando-se adultos mais saudáveis e felizes emocionalmente.

11 formas de estimular a inteligência emocional nas crianças

mae a conversar com crianca

Mais do que classificar as crianças, importa ajudá-las a identificar e a cultivar as suas competências e os seus talentos naturais. A inteligência emocional nas crianças pode e deve ser treinada e estimulada desde cedo, através da qualidade das interações da criança com os outros.

Pode, por exemplo:

1. Mostrar à criança o quanto é amada

Através de palavras, gestos, ou até de um simples sorriso pode mostrar à criança como expressar o amor.

O artigo continua após o anúncio

2. Permitir que a criança se expresse abertamente

Deixar sempre que a criança fale sobre os seus sentimentos e emoções.

3. Verbalizar em palavras os sentimentos e as emoções

Se a criança se sente triste com algum acontecimento, utilize a palavra tristeza. Se está contente, utilize a palavra alegre.

4. Ouvir a criança

Os pais devem ouvir, sem julgar nem minimizar o que as crianças estão a sentir naquele momento. Os pais devem evitar dizer-lhes como é que elas se deveriam estar a sentir.

5. Relacionar as expressões faciais com os sentimentos e as emoções

Pode utilizar um espelho e pedir à criança para fazer uma cara triste, zangada ou alegre. Pode também aproveitar o momento da leitura da história ou dos desenhos animados para perguntar à criança como é que as personagens se sentem.

6. Conversar sobre as situações do dia-a-dia

Perguntar à criança o que faria em determinada ocasião ou situação que possa ocorrer no seu dia-a-dia.

7. Ensinar estratégias para exprimir sentimentos

Mostrar à criança que é possível gerir os sentimentos de raiva e frustração através do respirar fundo ou fazendo uma pausa. Ensine a criança a recorrer aos pensamentos positivos para contornar a tristeza;

8. Fomentar o diálogo familiar

Orientar a criança nas suas escolhas e decisões, entendendo as suas angústias e dúvidas.

9. Estimular a resiliência

Explicar à criança que nem sempre tudo irá acontecer como deseja e que, por vezes, é necessário lidar com problemas e superar obstáculos.

O artigo continua após o anúncio

10. Impor limites

Ensinar a criança a lidar com o “não”.

11. O tempo para brincar é importante!

As brincadeiras servem para as crianças exprimirem emoções e explorar o mundo que as rodeia. A brincadeira fomenta a interação e o respeito pela opinião do outro.

Veja também: