Psicóloga Ana Graça
Psicóloga Ana Graça
06 Set, 2022 - 20:07

Início das aulas: como enfrentá-lo com otimismo? 4 dicas

Psicóloga Ana Graça

Setembro é sinónimo de início das aulas e importa ajudar os pais e as crianças a enfrentarem este regresso com otimismo.

As férias terminaram. É altura de matar saudades dos colegas e descobrir a escola e disciplinas novas ou redescobrir as antigas. É importante que o início das aulas seja vivido com otimismo e, como sabemos, a atitude dos pais tem grande influência na atitude dos filhos. Assim, importa fomentar uma atitude positiva em pais e filhos!

Início das aulas: ansiedade ou otimismo?

Menino a entrar na sala de aula com máscara

Se para algumas crianças o início das aulas é vivido com otimismo e alegria, para outras, os receios e inseguranças face aos novos desafios que irão encontrar ganha espaço.

A transição de meses de aconchego familiar e ambiente de férias para a rotina e ambiente escolar é uma mudança para a qual os mais novos necessitam do apoio familiar.

Para que esta adaptação seja bem-sucedida é fundamental que a família invista neste momento e o transforme numa transição segura. Vamos então tentar compreender de que forma podem pais e filhos adotar uma atitude mais positiva perante o início das aulas.

Início das aulas: como enfrentá-lo com otimismo?

4 dicas!

O início das aulas é um momento corrente e esperado no dia a dia das famílias, que pode ser vivenciado de diferentes maneiras. Eis algumas dicas para que os pais cultivem o otimismo no regresso às aulas.

1

Cultivar o seu próprio otimismo

Como vimos, a atitude dos pais tem um grande poder de influência na atitude dos filhos, logo, se os pais encararem o regresso às aulas com otimismo e atitude positiva, é mais provável que os filhos também o façam.

Experimente realizar o seguinte exercício: pense nas experiências positivas que teve ao longo do seu percurso escolar e partilhe-as com os seus filhos. Reflita também sobre os momentos engraçados e positivos que experiencia ao longo do dia de trabalho e mostre aos seus filhos que apesar do esforço que trabalhar e estudar implicam, também existem recompensas e muitos momentos positivos.

2

Cultivar e manter uma boa sintonia escola-família

Se família e escola estiverem em sintonia é mais provável que o início das aulas seja vivido com maior tranquilidade e otimismo. Esta boa articulação facilita a adaptação dos mais pequenos e garante-lhes uma maior sensação de segurança.

3

Fomentar o convívio com os colegas

O contato com outros colegas continua a ser um fator importante para que as crianças se adaptem de forma positiva à rotina escolar.

O contacto e o convívio entre os mais pequenos tem o potencial de fomentar o interesse pelas atividades e conhecimentos que são transmitidos no contexto escolar.

4

Garantir a estabilidade familiar

Quando na família se vive um clima positivo e coeso e quando os elementos da família mostram capacidade para, em conjunto, resolver os seus problemas e lidar com os conflitos que surgem, tal irá refletir-se na forma como as crianças presenciam e vivenciam os momentos de transição escolar.

Famílias que conseguem estabelecer rotinas, linguagem clara e partilha de afetos tendem a ser capazes de vivenciar as transições e adaptações escolares com menos stress.

Assim sendo, é importante que a família converse sobre o novo o início das aulas, sobre a mudança de professores/sala, sobre os novos horários, de forma simples e descomplicada.

Veja também