Farmacêutica Cátia Rocha
Farmacêutica Cátia Rocha
24 Abr, 2018 - 11:32

Infeção na Gravidez: conheça os riscos e as consequências

Farmacêutica Cátia Rocha

Durante a gravidez, o organismo materno passa por diversas alterações fisiológicas que sustentam o bebé em crescimento e preparam o parto. É assim um momento de especial vulnerabilidade na vida de uma mulher, pelo que é necessário que tenha especiais cuidados para evitar uma infeção na gravidez e garantir a sua saúde e do bebé.

Infeção na Gravidez: conheça os riscos e as consequências
O artigo continua após o anúncio

O desenvolvimento de infeção na gravidez representa principalmente um risco para a mãe, no entanto existem também infeções com risco de serem transmitidas ao bebé através da placenta ou durante o parto.

Além disso, a maioria dos medicamentos utilizados para tratar infeções têm contraindicações na gravidez pelo risco de efeitos adversos no feto.

É assim importante conhecer quais as infeções mais comuns na gravidez e como diminuir os riscos de as contrair.

PORQUÊ A MAIOR SUSCETIBILIDADE A INFEÇÃO NA GRAVIDEZ?

infecao na gravidez

A gravidez afeta todos os sistemas do corpo. Alterações nos níveis hormonais e no funcionamento do sistema imunitário tornam a mulher mais vulnerável a infeções e outras complicações.

Fazendo a analogia, na gravidez o sistema imunitário tem que trabalhar mais, uma vez que suporta dois seres. Isso faz com que a mulher seja suscetível a uma possível infeção na gravidez.

Os problemas podem aparecer ainda no primeiro trimestre de gravidez e estender-se durante toda a gestação, como são os casos recorrentes de infeção urinária. O tratamento para cada infeção, vai depender do que o médico julgar necessário e também da particularidade de cada caso específico.

INFEÇÃO URINÁRIA NA GRAVIDEZ

infecao urinaria na gravidez

Além de alterações na função imunitária, alterações hormonais também podem aumentar o risco de infeção na gravidez. Estas flutuações nos níveis hormonais afetam frequentemente o trato urinário.

O organismo aumenta a produção de uma hormona chamada progesterona que contribui para o relaxamento dos músculos do ureter e da bexiga. Deste modo, a urina permanece na bexiga durante mais tempo, o que aumenta o risco de desenvolver uma infeção do trato urinário.

Além disso, temos o facto de o útero se expandir durante a gravidez, colocando mais pressão sobre os ureteres (tubos que transportam a urina dos rins para a bexiga).

O artigo continua após o anúncio

A candidíase na gravidez aparece em mulheres com uma frequência 10 vezes maior do que em outros períodos da sua vida.

COMO EVITAR ESTA INFEÇÃO NA GRAVIDEZ?

De forma a evitar uma infeção urinária, a grávida deverá urinar com frequência de forma a reter a urina na bexiga o mínimo de tempo possível. Além disso, ajuda manter uma higiene frequente e com produtos adaptados à higiene íntima e ainda, beber bastante água por dia, cerca de 1,5 litros.

CANDIDÍASE NA GRAVIDEZ

candidiase na gravidez

Esta infeção é causada por um fungo que pertence à flora vaginal, a Candida Albicans. Este fungo está normalmente presente no nosso organismo sem provocar danos físicos na mulher.

No entanto, durante a gravidez o pH natural da vagina (pH de 4) sofre alterações, bem como ocorre um aumento do nível de estrogénios, verificando-se as condições favoráveis à multiplicação descontrolada deste fungo, podendo então desenvolver-se uma candidíase vaginal, que apesar de não ser um problema grave, deve ser sempre tratado por se tornar desagradável e incómodo para a grávida.

COMO EVITAR A CANDIDÍASE NA GRAVIDEZ?

  • Manter a área genital o mais seca possível (o fungo prolifera num ambiente quente e húmido);
  • Usar cuecas de algodão, utilizar roupas confortáveis e evitar vestir calças apertadas;
  • Lavar frequentemente a região genital e no final secar muito bem a região;
  • Evitar banhos de imersão quentes;
  • No caso de biquíni/fato de banho molhado, retirar imediatamente após uso e substituir por um seco;
  • Evitar o uso de pensos absorventes diários, pois acabam por criar um efeito estufa e aumentar ainda mais o problema.

OUTRAS INFEÇÕES COMUNS NA GRAVIDEZ

gravida doente

INFEÇÃO NA GRAVIDEZ COM RISCO PARA A MÃE

Estas incluem essencialmente as infecções do trato urinário e candidíase acima mencionadas

INFEÇÃO NA GRAVIDEZ COM RISCO PARA O BEBÉ

Outras infeções são particularmente problemáticas para o bebé. Por exemplo, citomegalovírus, toxoplasmose e parvovírus podem ser transmitidos da mãe para o feto.

Algumas infecções podem ainda ser particularmente prejudiciais para a mãe e para o bebé. Tais como:

  • Sífilis;
  • Hepatite;
  • HIV;
  • Infeções por streptococcus do grupo B.

Veja também: