Psicóloga Carolina Pinheiro
Psicóloga Carolina Pinheiro
22 Jan, 2020 - 10:51

Descobriu que o seu filho fuma? Saiba como deve agir

Psicóloga Carolina Pinheiro

Há alguns comportamentos que podem indicar se o seu filho fuma. Saiba como agir nesta situação.

Como proceder no caso de descobrir que o seu filho fuma

O cérebro das crianças e adolescentes ainda se encontra em fase de desenvolvimento pelo que é mais suscetível a dependências. Neste sentido, se o seu filho fuma, a necessidade de prevenção do início do uso do tabaco é essencial, dada a dificuldade dos adolescentes em interromper o uso do tabaco (1).

O seu filho fuma? Mensagens a transmitir

Estratégias de comunicação entre pais e filhos

Se o seu filho fuma ou percebe que possa ter começado a fumar, pode transmitir algumas destas mensagens (1, 2):

  • O tabaco causa doenças respiratórias
  • Cancro da boca, esófago e pancreático
  • Doenças cardiovasculares
  • Morte prematura em crianças e adultos
  • Dificuldades no desempenho desportivo
  • A rapidez com que a dependência do tabaco se desenvolve e a gravidade da dependência do tabaco
  • A redução na dor, ansiedade, sentimentos positivos de euforia, atenção, aumento da memória e aprendizagem, pode ser aliciante para um adolescente. A verdade é que a longo prazo tem um efeito negativo no estado emocional. Este efeito, está ligado à libertação de alguns neurotransmissores no Sistema Nervoso Central, que acontecem no ato de fumar

Para os fumadores passivos, bebés e crianças em particular, também há riscos, nomeadamente:

  • Morte súbita e inesperada na infância (SUDI)
  • Doenças respiratórias / torácicas e infeções
  • Função pulmonar reduzida, doença do ouvido médio e ataques de asma

A maioria dos adolescentes não sabem que outros dispositivos de cigarros, como os eletrónicos, contêm também nicotina e que esta é viciante.

As mensagens devem ser claras, pessoalmente relevantes e adequadas à idade, geralmente com 5 anos de idade já as conseguem entender.

COMO DEVO AGIR COM O MEU FILHO?

Embolia cerebral: o princípio do AVC

Dê o exemplo

Os estudos referem que as crianças/jovens que vivem com pais ou outras pessoas que fumam têm muito mais probabilidade de começar a fumar. Não se esqueça, as crianças moldam mais facilmente um comportamento do que o que lhe diz. Se fuma, não o faça em casa ou no automóvel.

Comunicação

Converse sobre os seus sentimentos sem os desvalorizar; sobre os seus medos, dúvidas, escute-o. É importante que os filhos sintam que os pais estão disponíveis para os ouvir e que se preocupam com a sua opinião. Estabeleça uma relação, desde cedo, de confiança com o seu filho.

Crie rotinas

As crianças, ao contrário do que possa pensar, gostam de rotinas. Crie o hábito, desde cedo, de todos os dias falar um pouco com o seu filho sobre o seu dia. Isto fará com que saiba o que se passa no seu dia (sem ser interrogatório), conheça os seus hábitos, companhias, etc.

Consequências

Se descobriu que o seu filho fuma é importante que entenda que os adolescentes que fumam tornam-se dependentes da nicotina mais rapidamente do que os adultos. Faça-o compreender as consequências de curto, médio e longo prazo do ato de fumar: problemas de saúde para si e outros; a questão financeira, entre outros exemplos que já lhe demos acima.

Parar de fumar também significa que não está mais a prejudicar os outros através do fumo passivo. 

Mostre alternativas

Depois das consequências, mostre o que pode beneficiar:

  • Economiza dinheiro. Mostre os custos que fumar acarreta e explique que ao parar de fumar, pode gastar o dinheiro que economiza em algo que gostava de ter ou ter uma recompensa como uma ir ao cinema ou uma refeição fora, entre outras
  • Benefícios para a saúde. Exemplifique: os níveis de monóxido de carbono e oxigénio no sangue voltam ao normal (semelhante aos que nunca fumaram); o paladar e olfato melhoram, saúde oral, uma redução no risco de morte súbita devido a um ataque cardíaco, função pulmonar mais eficiente, etc
  • Descubram juntos alternativas como praticar algum desporto
  • Parar de fumar vai fazer com que se sinta mais apto e mais capaz de participar em atividades físicas. Por sua vez, isso pode beneficiar sua saúde mental e bem-estar

Socialização/ Saber dizer “Não”

Muitos dos comportamentos considerados de risco podem iniciar-se apenas pela curiosidade e o desejo de exploração do jovem, bem como pela influência do meio (pares, família, etc). 

Explique que ele não é obrigado a fumar caso alguns dos seus amigos o faça. Não é isso que irá fazer com que não possa integrar um grupo de amigos. Com isto, trabalha outras competências com o seu filho.

Mostre que notou mudança no seu comportamento

Se perceber que o seu filho fuma, fale abertamente com ele sem o julgar ou culpar.

As diretrizes fornecidas pelo American Academy of Pediatrics (AAP) e Serviço de Saúde Pública dos EUA permitem identificar e oferecer aconselhamento, tratamento, recomendações de tratamento e / ou encaminhamento para filhos e pais dependentes de tabaco (2).

A US Preventive Services Task Force recomenda que os médicos pediatras e de cuidados primários ofereçam intervenções, incluindo educação ou aconselhamento breve, para evitar o início do uso de tabaco em crianças e adolescentes em idade escolar. O aconselhamento de um profissional de saúde reduz o risco de iniciar o tabagismo. 

Fontes

  1. Siqueira, L. M. Nicotine and Tobacco as Substances of Abuse in Children and Adolescents. Committee on substance use and prevention. American Academy of Pediatrics, Pediatrics January 2017, 139 (1); DOI: https://doi.org/10.1542/peds.2016-3436
  2. Farber, H., Walley S. (2015). Clinical Practice Policy to Protect Children From Tobacco, Nicotine, and Tobacco Smoke. American Academy of Pediatrics, 136 (5). DOI: https://doi.org/10.1542/peds.2015-3108
  3. NHS Self Help Inform: Stopping smoke. Acedido em 17 de janeiro. Disponível em: https://www.nhsinform.scot/healthy-living/stopping-smoking/reasons-to-stop/benefits-of-stopping
  4. Sugestões para pais de Adolescentes: Guia de práticas parentais positivas. Disponível em:
    https://www.yumpu.com/pt/document/read/12545233/guia-de-praticas-parentais-positivas
Veja também