Viviane Soares
Viviane Soares
25 Jul, 2019 - 09:51

Estudo do Infarmed: protetores solares utilizados em Portugal são seguros

Viviane Soares

Autoridade Nacional do Medicamento analisou 35 protetores solares disponíveis no mercado, com fatores de proteção entre 30 e 50+.

Estudo do Infarmed: protetores solares utilizados em Portugal são seguros
O artigo continua após o anúncio

Os protetores solares utilizados em Portugal são seguros, conclui um estudo da Autoridade Nacional do Medicamento (Infarmed).

De acordo com o relatório publicado no site oficial da entidade reguladora, foram realizados 245 ensaios, nos quais foram analisados 35 protetores solares com fatores de proteção entre 30 e 50+. A lista dos protetores analisados está disponível no documento.

Estes protetores foram colhidos no mercado entre maio e junho deste ano, sendo que 91,4% dos produtos que foram analisados eram provenientes da União Europeia. Os restantes 8,6% provieram de países terceiros, nomeadamente dos Estados Unidos e Brasil.

No documento, o Infarmed refere que a análise laboratorial destes produtos “incidiu nas vertentes química e microbiológica, designadamente, determinação do Fator de Proteção Solar in vitro e avaliação da qualidade microbiológica”.

A conclusão é a de que os produtos apresentam um fator de proteção correspondente ao declarado na embalagem e cumprem os requisitos de qualidade e segurança.

Veja também: