Psicóloga Ana Graça
Psicóloga Ana Graça
29 Dez, 2020 - 09:35

Sente dificuldade em terminar tarefas? Estas 6 dicas podem ajudar!

Psicóloga Ana Graça

Frequentemente, começa uma tarefa e não a acaba? A dificuldade em terminar tarefas é uma constante? As tarefas acumulam-se? Vamos tentar ajudar!

Mulher a procrastinar e com dificuldade em terminar tarefas

Todos nós, por vezes, adiámos determinadas tarefas. O problema surge quando a dificuldade em terminar tarefas, o evitamento de tarefas difíceis e a procura deliberada por distrações se tornam rotina, fogem do controle e provocam sentimentos de desmotivação, frustração, culpa e desilusão.

Adiar até não poder mais…

Como melhorar a sua capacidade de tomar decisões

Procrastinar passa por tomar uma decisão, sem motivo válido, para adiar ou não concluir uma tarefa ou meta com a qual se havia comprometido e, em vez disso, fazer algo de menor importância, apesar de daí poderem advir consequências negativas.

Existem diferentes áreas da nossa vida em relação às quais podemos procrastinar. Algumas são mais óbvias (estudar; trabalhar), enquanto outras podem passar mais despercebidas (iniciar uma dieta; iniciar a prática de atividade física; fazer uma avaliação médica).

As desculpas usadas pelos procrastinadores são muitas e variadas. O cansaço, a falta de tempo, a ideia de que se trabalha melhor sob stress, entre muitas outras. Estas desculpas ajudam a amenizar a culpa associada à procrastinação e ajudam a justificar a dificuldade em terminar tarefas.

Adiar ou não terminar determinadas tarefas pode, no imediato, trazer consequências positivas, como por exemplo o alívio do desconforto provocado pela tarefa ou uma maior sensação de prazer e bem-estar, ao substituir a realização da tarefa por outra atividade mais divertida.

Todavia, a longo prazo, as consequências negativas avolumam-se. A culpa e a vergonha têm lugar, a autocrítica ganha espaço, as tarefas acumulam-se e cada vez se torna mais difícil confrontá-las, e as perdas e os castigos tendem a surgir (por exemplo, perda do emprego).

Em suma, a procrastinação, na qual se inclui a dificuldade em terminar tarefas, é um comportamento bastante comum. Contudo, há uma diferença entre a procrastinação mais comum que todos fazemos em certos momentos e a procrastinação mais problemática, que requer ajuda (1).

Como não perder a motivação em teletrabalho
Veja também Como não perder a motivação em teletrabalho? 5 dicas!

Sente dificuldade em terminar tarefas? Estas 6 dicas podem ajudar!

Mulher a fazer uma lista de tarefas

Se está a começar a perder o controlo sobre os comportamentos de procrastinação e se a dificuldade em terminar tarefas começa a afetar de forma significativa a sua vida diária, importa aprender mais sobre este tipo de comportamentos, bem como aprender a superá-los. Eis 6 dicas que podem ajudar:

1

Procurar aspetos positivos na tarefa

Todas as tarefas têm aspetos ou consequências positivas. Concentrar-se nelas pode ser uma boa ajuda. Por exemplo, se está a realizar uma corrida e sente vontade de desistir, pode concentrar-se no bem que correr faz ao seu bem-estar físico e emocional.

2

Monitorizar o progresso

Importa verificar o progresso, analisar se a tarefa está a correr bem, se está próximo de atingir o objetivo desejado. Avaliar o ponto em que está, comparar com o ponto inicial, congratular-se pelo que já foi cumprido, ajudam a perseverar na tarefa.

3

Definir prioridades

É importante ser realista. Comprometer-se com tarefas que é capaz de cumprir, no tempo proposto. A capacidade de priorizar também se treina.

Experimente listar todas as suas tarefas. Analise, de forma realista, quais são as que necessitam ser realizadas nos tempos mais próximos e quais são as que podem ser realizadas depois.

Com essa triagem feita, ordene as tarefas que restaram por ordem de importância e, assim, terá encontrado o seu ponto de partida.

4

Dividir as tarefas

Por vezes, as tarefas parecem tão grandes e tão complicadas, que acabam por levar à desistência.

Dividir as tarefas em pequenos passos pode ajudar a combater a dificuldade em terminar tarefas. Desta forma, as tarefas vão parecer mais pequenas e simples, e a motivação para as realizar até ao fim tende a aumentar.

5

Aprender a conhecer-se

Para algumas pessoas é mais motivador e proveitoso realizar as tarefas mais aversivas primeiro, já que a seguir, restarão apenas tarefas mais agradáveis para fazer.

Todavia, para outras pessoas esta estratégia seria devastadora e levaria a que não realizassem nenhuma das tarefas com as quais se haviam comprometido.

Importa que cada pessoa se procure conhecer melhor, que experimente diferentes estratégias, de forma a perceber quais se adaptam melhor a si.

O ideal é que cada pessoas perceba qual o momento do dia em que é mais produtivo e quais as estratégias que resultam melhor, de forma a tirar partido desse conhecimento.

6

Recompensar-se

Planear recompensas e tempo de lazer ajuda a enfrentar as tarefas menos agradáveis. Assim, importa planear momentos de recompensa após a finalização das tarefas mais temidas.

As recompensas podem ser diversas, desde pequenos momentos de pausa, momentos de socialização ou atividades de grande diversão.

O segredo está em balancear as tarefas mais aversivas com estes momentos de maior prazer (1 ,2).

Fontes

  1. Saulsman, L., & Nathan, P. (2008). Put Off Procrastinating. Perth, Western Australia: Centre for Clinical Interventions.
  2. Pogosyan, M. (2020). 4 Strategies for Persevering Through Difficult Tasks. Psychology Today. Disponível em: https://www.psychologytoday.com/us/blog/between-cultures/202003/4-strategies-persevering-through-difficult-tasks
Veja também