Nutricionista Ana Neto
Nutricionista Ana Neto
20 Fev, 2017 - 17:14

Dieta para colonoscopia: o que precisa de saber

Nutricionista Ana Neto

A colonoscopia é um exame que pretende avaliar o interior do intestino, pelo que necessita de uma preparação adequada: dieta para colonoscopia.

Dieta para colonoscopia: o que precisa de saber

A colonoscopia é um exame que ajuda a avaliar o interior do cólon, utilizado para diagnosticar diversos problemas no intestino, como cancro, úlceras, diverticulite e outros. Este exame necessita de uma preparação prévia, na qual está incluída a dieta para colonoscopia, que engloba os cuidados alimentares a ter antes (e depois) do exame.

Dieta para colonoscopia: como deve ser?

A dieta para colonoscopia, que faz parte da preparação para este exame, deve começar 3 dias antes.

É importante começar a diminuir o consumo de alimentos ricos em fibras, como frutas, verduras e feijão para ajudar a limpar o intestino e garantir uma boa visualização do intestino por dentro e facilitar a realização do exame, mesmo antes de começar a tomar o líquido próprio para a limpeza do intestino.

Dieta para colonoscopia: o que comer antes

Dieta para colonoscopia: o que precisa de saber

Nos dois dias antes do exame é muito importante NÃO ingerir legumes, leguminosas, leite, frutos vermelhos, nem frutas com sementes, como por exemplo, maracujá, uvas ou kiwi.

Deverá nesses dias aumentar a sua ingestão de água/líquidos.

Alimentos permitidos na dieta para colonoscopia:

  • Chá
  • Sumos claros e sem polpa
  • Gelatinas
  • Bolachas/biscoitos secos (Ex. bolachas tipo Maria, água e sal…)
  • Pão branco (nunca integral) com manteiga
  • Sopa Branca (com batata, arroz ou massa); Carnes/ Peixe magros, cozidos ou grelhados Arroz
  • Puré de batata
  • Massa
  • Ovo cozido
  • Fruta sem sementes e sem casca (maçã, pêra…)

Nota:  Isto são recomendações gerais, pelo que é importante pedir orientações por escrito com detalhes sobre os cuidados que deve ter antes da colonoscopia na clínica/hospital onde irá realizar o exame, para não ter que repetir o procedimento por não ter sido feita uma limpeza correta.

Dieta para colonoscopia: o que não comer

Dieta para colonoscopia: o que precisa de saber
  • Carne vermelha e carne em conserva, como carne de lata e salsicha
  • Verduras cruas e folhosos como alface, couve e brócolos
  • Frutas inteiras ou com casca
  • Leite e derivados
  • Feijão, soja, grão-de-bico, lentilhas, milho e ervilha
  • Cereais integrais e sementes cruas como linhaça, chia, aveia
  • Alimentos integrais, como arroz e pão
  • Oleaginosas como amendoim, nozes e castanha
  • Pipocas
  • Comidas com elevado teor de gordura, como lasanha, pizza, feijoadas, enchidos e alimentos fritos
  • Líquidos de cor vermelha ou roxa, como sumo de uva e melancia
  • Bebidas alcoólicas

Recomendações importantes para antes de fazer o exame

São necessários alguns cuidados importantes para a preparação para o exame:

  • Junto com o produto de preparação só pode ingerir líquidos transparentes, como água, chás e sumos claros e sem polpas
  • Depois da ingestão do preparado, pode ingerir líquidos claros e chupar rebuçados
  • Não deve ingerir nada nas 4 horas prévias ao exame. Tem que estar obrigatoriamente em jejum. Não pode comer nem beber (nem mesmo água)

Dieta para colonoscopia: o que comer depois do exame

Após o exame, o intestino demora cerca de 3 a 5 dias para voltar a funcionar e é comum sentir algum desconforto abdominal e inchaço na barriga.

Para melhorar esses sintomas, deve evitar alimentos que formam gases nas 24h seguintes ao exame, como feijão, lentilha, ervilha, repolho, brócolos, couve, ovos, doces, refrigerantes e frutos do mar.

Colonoscopia: recomendações

Dieta para colonoscopia: o que precisa de saber

Geralmente, a colonoscopia deve ser feita a partir dos 50 anos, com intervalos de 3 ou 5 anos, no entanto, se houver histórico familiar de cancro do intestino ou colite ulcerativa, a colonoscopia pode ser feita por volta dos 30 anos.

A colonoscopia é recomendada em casos de presença de sangue nas fezes, dor abdominal, diarreia intensa ou alterações bruscas no funcionamento intestinal.

Colonoscopia virtual

A colonoscopia virtual utiliza a tomografia computadorizada para obter imagens do interior do intestino, não sendo necessário introduzir um tubo dentro do órgão para capturar imagens.

Durante a colonoscopia virtual é introduzido um tubo no ânus que injeta ar no intestino, facilitando a observação do seu interior e possíveis alterações.

A colonoscopia virtual possui algumas limitações, como dificuldade para identificar pólipos pequenos e impossibilidade de fazer biópsia, sendo que, por isso, não é um substituto fiel para a colonoscopia normal.

Veja também