Mónica Carvalho
Mónica Carvalho
04 Dez, 2020 - 10:38

DGS proíbe venda de pipocas e bebidas nos cinemas

Mónica Carvalho

Além do horário de funcionamento reduzido, os cinemas têm agora mais uma limitação: não podem vender alimentos nem bebidas.

Pessoas no cinema a comer pipocas

Se é fã de pipocas no cinema, então, saiba que, pelo menos para já e até ao fim do Estado de Emergência, não será possível comprar alimentos nem refrigerantes no local.

A Direção-Geral da Saúde (DGS) proibiu a venda, com o objetivo de minimizar o risco de contágio, assim como a higienização das salas, o distanciamento físico e o uso obrigatório de máscara.

A indicação é clara, de acordo com o artigo 27º do Decreto nº 9/2020, “nas áreas de consumo de cafetaria, restauração e bebidas destes equipamentos culturais devem respeitar-se as orientações definidas pela DGS para o setor da restauração, não sendo permitido o consumo de alimentos ou bebidas no interior das salas de espetáculo ou de exibição de filmes cinematográficos.”

A medida está a causar revolta no setor, que acumula quebras de atividade de 80%, de acordo com afirmações de Paulo Santos, diretor-geral da Associação Portuguesa de Defesa de Obras Audiovisuais, que considera a medida como “inaceitável”.

Para Paulo Santos, esta é “a cereja no topo do bolo para acabar com a atividade”, visto que se encontram proibidas as sessões à noite e ao fim de semana a partir das 13 horas.

Fontes

  1. Decreto n.º 9/2020, artigo 27º, de 21 de novembro de 2020, que “Regulamenta a aplicação do estado de emergência decretado pelo Presidente da República”. Disponível em: https://dre.pt/web/guest/home/-/dre/149103950/details/maximized
  2. Diário de Notícias: “DGS proíbe pipocas e refrigerantes nos cinemas”. Disponível em: https://www.dn.pt/pais/proibidos-alimentos-e-refrigerantes-nos-cinemas–13085464.html
Veja também