Mónica Carvalho
Mónica Carvalho
22 Fev, 2021 - 11:47

Como fazer depilação em casa: tudo o que precisa de saber

Mónica Carvalho

Tratar da depilação em casa não é um processo complicado, mas exige alguns cuidados. Quer saber tudo sobre o assunto? Tome nota.

Mulher a fazer depilação em casa

Fazer a depilação em casa é, para muitas mulheres, algo indispensável para se sentirem melhor. Dado que os gabinetes de estética se encontram encerrados devido ao estado de emergência em vigor, pode, ainda assim, fazer a depilação no conforto de sua casa.

A remoção de pêlos divide-se em dois grupos: a epilação e a depilação. No procedimento de epilação, o pêlo é extraído inteiro, diretamente da raiz. Para tal, usa-se pinças, cera, lasers e aparelhos elétricos. Já na depilação, o pelo é apenas cortado rente à pele, geralmente por lâminas de barbear e cremes depilatórios.

Por isso, antes de avançar com a depilação em casa, conheça melhor cada um dos meios que se encontram disponíveis para tal.

Tipos de depilação mais comuns

Para escolher o método mais adequado, deve conhecer bem o seu tipo de pele e pêlo, de modo a compreender qual a técnica que terá menos impacto no seu corpo, sem deixar marcas ou outros reflexos a longo prazo.

1

Cera

Mulher a fazer depilação com bandas depilatórias

É, talvez, o método mais comum na hora de dizer adeus aos pêlos. Pode ser usada em qualquer parte do corpo, visto que, atualmente, já existem diferentes tipos de cera, de modo que até possa ser usada em zonas mais sensíveis.

A remoção com cera atrasa o crescimento do pêlo, é acessível e ainda extrai os pêlos de maneira mais uniforme e equilibrada. Por outro lado, pode deixar a pele mais sensível e, se não houver o devido cuidado, até deixar pequenas queimaduras. Além disso, porque enfraquece o pêlo, pode levar ao aparecimento de pêlos encravados e de manchas nas zonas depiladas.

As bandas depilatórias são, neste campo, uma forma simples de fazer a depilação a cera, porque basta esfregar para aquecer um pouco, colocá-las no corpo, pressionar bem e arrancar no sentido contrário ao crescimento do corpo.

2

Creme depilatório

Um método barato, rápido e eficiente, mas que não extrai o pêlo pela raiz. É fácil de usar, bastando espalhar o creme, esperar o tempo indicado na embalagem e depois retirar com a espátula que vem na embalagem.

3

Depiladores elétricos

Mulher a fazer depilação com depilador elétrico

Esse tipo de aparelho é recomendado para as regiões não muito delicadas do corpo, como pernas e braços, porque a retirada dos pêlos é feita de maneira mais agressiva e pode até provocar alguma dor.

Ainda que seja simples e rápido de usar, um depilador elétrico favorece a formação de pêlos encravados e leva a potenciais irritações de pele.

4

Pinça

A pinça é uma técnica muito precisa, visto que permite remover um pelo de cada vez. Nesse sentido, é um processo muito demorado, mas perfeito para zonas como as sobrancelhas, pela possibilidade de modelar o respetivo formato.

Pode ainda ser usado para complementar outros tipos de materiais para depilação, visto que rapidamente retira um ou outro pêlo que tenha ficado ou que já tenha crescido.

5

Lâmina

Depilação com lâmina

A boa e velha lâmina permite fazer a depilação em casa de forma bem simples, rápida e barata. Não provoca qualquer dor, porém não deve ser usada frequentemente porque corta o pêlo e não o arranca pela raíz. Basicamente, a lâmina é aquele último recurso que podemos usar nas horas de aflição.

Tenha em atenção que, no máximo, uma gilete deve ser usada para duas depilações, porque perde eficiência e pode levar à concentração de bactérias nas lâminas e que podem ser passadas para o corpo. Sem esquecer ainda que se pode cortar durante o processo e deixar a pele mais sensível.

Fazer a depilação em casa: passo a passo

Agora que já está a par dos tipos de depilação mais comuns para poder fazer em casa, vamos mostrar-lhe como fazer, para que tudo corra de feição. Naturalmente que estes cuidados são mais adequados aos procedimentos mais complexos, como a depilação com cera ou bandas depilatórias, mas pode, igualmente, seguir as indicações se optar por outros meios.

1. Exfoliação

Cerca de dois dias antes de fazer a depilação em casa, deve esfoliar o corpo de modo a eliminar células mortas e limpar os poros. Isto irá maximizar os efeitos da depilação.

2. Lavar bem a pele

Antes da depilação, é fundamental que a pele esteja bem limpa e higienizada, sem resíduos de cremes ou óleos corporais e sem nenhum tipo de lesão, de modo que possa, então, evitar a contaminação por fungos e bactérias. Por isso, tome um banho antes.

3. Ler as instruções e usar apenas o material indicado na embalagem

Seja qual o meio que escolher para fazer a depilação em casa, certifique-se de que lê bem as instruções e as segue à risca.

Se, além disso, na embalagem encontra alguns acessórios é porque os mesmos são necessários e devem ser corretamente utilizados.

4. Aplicar o produto

Seja cera, seja creme, deve aplicar o produto no sentido do crescimento dos pelos para as pontas, respeitando, assim, o sentido em que nascem. E isto vale para todas as partes do corpo.

5. Retirar o produto

O produto que aplicou para tirar os pêlos, deve ser feita de maneira rápida e na direção oposta ao crescimento do pêlo. Isto para evitar que tenha de voltar a aplicar produto, porque não retirou todos os pêlos.

Se com o creme depilatório isto não é um grande problema, no caso da cera, então, pode irritar muito a pele.

6. Depois da depilação

Depois da depilação, é normal que sinta um certo desconforto e irritação na região depilada, sendo ainda comum o aparecimento de vermelhidão na pele. Para aliviar estes sintomas, deve aplicar um creme hidratante, com efeitos calmantes.

Em casos mais graves, aconselha-se a aplicação de uma compressa fria na região afetada, o que permite reduzir a irritação e o desconforto.

Veja também