Drª Patricia Azevedo | Médica Veterinária
Drª Patricia Azevedo | Médica Veterinária
02 Mar, 2020 - 07:00

Com que frequência deve dar banho ao gato tendo em conta a sua raça?

Drª Patricia Azevedo | Médica Veterinária

A frequência com que deve dar banho ao gato é relativa e difere consoante vários fatores, como por exemplo a raça. Saiba tudo sobre este tema.

Dar banho ao gato: frequência do banho

Muitos de tutores de felinos se questionam acerca da frequência com que devem dar banho ao gato e se o banho é realmente necessário, pois existe a ideia de que os gatos não gostam de água. No entanto, há muitos felinos que adoram tomar banho, é apenas necessário que os tutores estejam atentos à quantidade de vezes com que o fazem, de forma a não prejudicar o animal.

Dar banho ao gato: Os gatos precisam mesmo de tomar banho?

Tutora a dar banho ao gato

Os gatos, salvo raras exceções, não necessitam de tomar banho, portanto, se tem medo de dar banho ao gato pode ficar mais descansado, pois devido a algumas caraterísticas dos felinos, a necessidade dos banhos é muito pouca.

Os felinos são uma espécie conhecida por ser muito asseada, isto porque eles próprios fazem a sua higiene e lavam-se com a ajuda da sua própria língua. A língua dos gatos contém papilas, pequenos espinhos curvos, que podem transferir grandes quantidades de saliva para a pele.

A saliva dos gatos na pele tem vários efeitos, não só serve para limpar a pele mas também como auxiliar em termos de termorregulação. Ou seja, auxilia os gatos a regularem a sua temperatura corporal. Para além de secretar a saliva que vai ajudar na limpeza do pelo e pele, a própria língua, com as papilas, funciona como um pente, ajudando a retirar todos os detritos.

Os gatos passam grande parte do dia a lavarem-se, utilizando estas estratégias naturais. dessa forma, a limpeza dos gatos feita pelos tutores, ao contrário dos cães, não é tão necessária.

Dar banho ao gato: Os felinos podem tomar banho?

Apesar de os gatos se manterem limpos sozinhos, é possível, caso queira ou seja necessário, dar banho a gatos. Em algumas ocasiões, como por exemplo se o gato se sujar com produtos tóxicos ou difíceis de retirar, ou simplesmente porque se sujou e não pode voltar assim para o interior de casa, pode ser necessário dar banho ao gato.

A maioria dos gatos não gosta de tomar banho, portanto mesmo sendo necessário, a tarefa pode não ser muito fácil. O melhor é que desde pequeno ensine o seu gato a tomar banho, para que depois o consiga fazer na idade adulta com maior segurança.

Em casos mais complicados, em que é mesmo necessário dar banho a gatos e caso não o consiga fazer em casa, pode optar por fazê-lo numa pet shop ou clínica veterinária, pois, por norma, estes profissionais são mais experientes e têm técnicas para controlar o felino e evitar que tanto gato como as pessoas se magoem.

Em casos mais complicados, pode ser mesmo necessário sedar o gato para que seja possível dar-lhe um banho. No entanto, este procedimento só pode ser realizado em clínicas veterinárias, uma vez que a sedação/ anestesia é um procedimento médico que só pode ser realizado pelo médico veterinário e exige que o animal se encontre sempre acompanhado por este profissional.

Dar banho ao gato: Quais as raças que mais precisam de tomar banho?

Raças de gatos hipoalergénicas: siamês

A frequência dos banhos em gatos deve ser pouca, no máximo de 5 a 6 meses de intervalo, e se possível apenas em situações em que é extremamente necessário.

Mais banhos pode levar a que os gatos fiquem com problemas de pele, pois a sua pele, tal como a dos cães, tem propriedades que formam uma barreira natural contra microorganismos através dos óleos produzidos naturalmente. Os banhos em excesso podem destruir esta camada e deixar os gatos mais predispostos a infeções de pele.

Raças de gatos de pelo comprido

Ainda assim, as raças que mais podem necessitar de banhos são as raças de gatos de pelo mais comprido, como os Persa, Maine Coon, Angorá, Bosques da Noruega, entre outros com o mesmo tipo de pelo.

Os banhos devem ser com champô apropriado e adequado ao seu tipo de pelo e com hidratante para ajudar a retirar o pelo embaraçado, que é bastante frequente nestas raças.

Para além dos banhos, gatos com este tipo de pelo necessitam de outros cuidados coo escovagem frequente para evitar o pelo embaraçado que junto a humidade pode causar feridas. Para evitar este tipo de nós no pelo é aconselhável também realizar tosquia.

Raças de gatos sem pelo

As raças de gatos sem pelo, como os Sphynx, necessitam de banhos com mais frequência do que os gatos com pelo, uma vez que os óleos produzidos naturalmente pela pele, que seriam naturalmente absorvidos pelos pelos, não o são.

Assim, estes felinos necessitam de maior cuidado relativamente aos banhos, e é bom habituá-los logo desde cedo a aceitarem este hábito de higiene. Os champôs utilizados nestes felinos devem também ser próprios para a raça.

É importante ter cuidado em deixar a pele bem seca, incluindo as zonas com rugas e dobras, que podem até ser limpas com um cotonete para garantir que ficam bem secas essas zonas.

Fontes

  1. International Cat Care – Grooming your Cat. Disponível em: https://icatcare.org/advice/grooming-your-cat
  2. National Geographic – How cat tongues work and can inspire human tech. Disponível em: https://www.nationalgeographic.com/animals/2018/11/understanding-cat-tongues-papillae
Veja também