Priscilla Fortinho
Priscilla Fortinho
31 Ago, 2020 - 13:30

Como fazer kombucha em casa: primeira e segunda fermentação

Priscilla Fortinho

A primeira fermentação é para obter a bebida, e a segunda é para fazer um refrigerante natural e saudável.

Como fazer kombucha em casa

A kombucha é um chá fermentado de origem chinesa feito a partir de uma colónia simbiótica de bactérias e leveduras chamada “scoby” ou “mãe da kombucha”, que tem um formato circular e textura gelatinosa.

Embora ainda pouco conhecida em Portugal, esta é uma bebida que já faz sucesso na América e noutros países europeus, e é muito antiga. A partir de um destes “scoby” é possível saber como fazer kombucha em casa. Veja, a seguir, como fazer a primeira fermentação para obter a bebida e como fazer a segunda fermentação para obter uma bebida com sabor de fruta e gás, semelhante a um refrigerante, só que mais saudável e natural.

Como fazer kombucha em casa

A primeira fermentação

Scoby de kombucha num frasco

Ingredientes

  • 1 scoby
  • Kombucha pronta
  • 4 saquetas de chá verde, preto ou matte (precisa de conter cafeína)
  • 2 litros de água
  • 8 colheres de sopa de açúcar refinado (branco)
  • Garrafa de vidro com boca larga e esterilizada
  • Tecido poroso para tapar sem impedir a ventilação
  • Elástico para prender o tecido na boca da garrafa

Modo de preparação

  • Para dar início à produção de kombucha, é preciso de conhecer alguém que já cultive kombucha em casa para lhe dar um scoby e um pouco da bebida pronta.
  • Quando já tiver o scoby e a bebida pronta para começar, o primeiro passo é fazer o chá, de véspera.
  • Portanto, na noite anterior, deve colocar os 2 litros de água a ferver, apagar o lume e colocar as 4 saquetas de chá verde, preto ou chá matte. Tapar o tacho com o chá e deixar arrefecer.
  • No dia seguinte, adoçar o chá com as 8 colheres de sopa de açúcar refinado. É necessário que seja este açúcar, que é pobre em nutrientes, mas rico em hidratos de carbono, pois as bactérias e leveduras do scoby só precisam dos hidratos de carbono para se alimentar e fermentar a bebida. Se utilizar outro açúcar, há o risco de matar a colónia.
  • Colocar o scoby e a bebida que recebeu pronta dentro de um frasco grande vidro previamente esterilizado. Todos os utensílios que forem entrar em contato com a kombucha devem sempre estar esterilizados e serem utilizados apenas para esta função.
  • Encher o frasco com o chá preparado, deixando uns 5 centímetros de espaço. Tapar o frasco com o pano poroso e prender com o elástico. Conforme o tamanho do frasco, vai sobrar chá para mais outro frasco. Se for preparar só um frasco, pode fazer menos chá.
  • Deixar o frasco num local seco e fresco, ao abrigo da luz solar, por 7 dias. Não pode colocar no frigorífico, pois as bactérias e leveduras precisam da temperatura ambiente, ligeiramente quente, para fermentarem o chá adoçado.
  • Depois dos 7 dias, é possível perceber que o scoby se multiplicou e formou outro scoby. Se quiser, pode remover os scobys extras para colocar noutros frascos com mais chá ou pode dar a outras pessoas. Lembrar de fazer isto com as mãos esterilizadas.
  • Se não quiser remover os novos scobys que se formaram, não é necessário. Quando chegar ao final dos 7 dias, já pode consumir a bebida. Se quiser um sabor mais intenso, semelhante a um refrigerante natural, pode fazer a segunda fermentação, como vai ver a seguir.

a segunda FERMENTAÇÃO

Bebida de kombucha com maçã num copo

Ingredientes

  • Garrafas Pet ou de vidro com vedação para manter o gás
  • Utensílios diversos (peneira, funil) que sejam de plástico e esterilizados
  • Fruta aos pedaços (maçã, laranja, manga)

Modo de preparação

  • Colocar os pedacinhos da fruta na garrafa pet até preencher o fundo, cerca de 4 dedos.
  • Preencher a garrafa com a kombucha feita na etapa da primeira fermentação, até quase encher por completo a garrafa, pois é necessário sobrar pouco ar para formar gás.
  • Deve sobrar um pouco da kombucha de primeira fermentação no frasco se quiser fazer mais.
  • Tapar muito bem a garrafa para que fique muito bem fechada.
  • Deixar a garrafa fora do frigorífico por 4 dias para que se forme o gás e fique semelhante ao refrigerante.
  • Depois dos 4 dias já pode consumir, moderadamente, pois o consumo excessivo pode gerar desequilíbrio gastrointestinal.

Fontes

As informações deste artigo foram adaptadas do canal Pensando ao Contrário.

Veja também