Mafalda Braga
Mafalda Braga
20 Out, 2019 - 12:00

Abissínio: tudo o que precisa de saber sobre esta raça

Mafalda Braga

De origens muito incertas, o Abissínio não deixa ninguém indiferente com a sua pelagem que parece brilhar a cada movimento.

abissinio

O Abissínio é muitas vezes visto como o puma do reino dos gatos domésticos. A culpa é da sua aparência selvagem, dos seus movimentos elegantes e do efeito pontilhado do seu manto, muito semelhante à daquele grande felino, sobretudo na coloração Ruddy (castanho alaranjado), a mais comum e apreciada na raça.

Algumas raças de pelo curto não são devidamente valorizadas por estarem associadas aos gatos rafeiros, mas o Abissínio escapou a esse estigma, mantendo uma crescente legião de admiradores, que defendem ser impossível confundi-lo com um animal sem Pedigree.

Características gerais do ABISSÍNIO

grupoGrupo: Gatos de pelo curto
origemPaís de Origem: Etiópia/Grã-Bretanha
portePorte: médio
pesoPeso ideal: de 4,5kg a 9kg
corCor: castanho alaranjado escuro, fulvo, azul, castanho claro e prateado
lifeEsperança Média de Vida: de 9 a 15 anos
preçoPreço médio: de 740€ a 990€

Características específicas do Abissínio

Foram feitos para serem o centro das atenções na privacidade do seu lar, junto dos donos, mas não perante pessoas, espaços e animais desconhecidos, o que, apesar da sua beleza e elegância, não faz dele um bom gato de exposições.

A curiosidade do Abissínio não está só na sua expressão facial, mas também na sua personalidade. Especialmente no caso das fêmeas, são gatos muito ativos que precisam de exercício constante para queimar toda a sua energia, sendo por isso aconselhável terem acesso a um espaço exterior cercado. Se estiverem sempre dentro de casa, é preciso ter cuidado com janelas e portas, pois são bons exploradores e caçadores, podendo sair disparados ao mínimo movimento.

Também vão procurar distrações no interior, o que pode significar trepar pelas cortinas ou móveis e brincar com qualquer tipo de objetos. Se estes forem oferecidos pelos donos, não causarão grandes estragos em casa.

rating 5Energia
rating 4Inteligência
rating 3Tolerância ao frio
rating 3Tolerância ao calor
rating 3Cuidados de higiene
rating 2Queda de pelo
rating 3Tendência para problemas de saúde
rating 4Facilidade de aprendizagem
rating 3Socialização com crianças
rating 2Socialização com estranhos
rating 3Socialização com cães
rating 3Socialização com gatos

Fases da vida do abissínio

fase-bébéfase-adultofase-idoso
BébéAdultoIdoso
0 – 24 meses24 – 12 anos12 – 17 anos

Físico do abissínio

abissinio gato deitado

Aparentando ser um felino selvagem, o Abissínio possui um corpo musculoso e flexível, com caixa torácica arredondada e dorso ligeiramente arqueado. O pescoço é longo e as patas são compridas, retas e finas, dando a sensação que o gato se mantem sobre a ponta das garras. Na cabeça, cuneiforme e com contornos ligeiramente arredondados, assentam as orelhas grandes e viradas para a frente, e os olhos amendoados e brilhantes, que lhe conferem uma expressão sempre alerta e curiosa.

Uma das características principais da raça é a marcação da sua pelagem, à qual se dá o nome ticking (efeito pontilhado dos fios que misturam tons claros e escuros, sendo a ponta sempre escura).

Temperamento do abissínio

Meigo, sensível e sociável, o Abissínio gosta e precisa da atenção e da proximidade dos seus donos, de quem é profundamente devoto, podendo sofrer bastante com a solidão. Contudo, é um animal que preza muito a sua liberdade e não se sente bem preso, tornando-se rapidamente inquieto e destrutivo.

Tímido e reservado numa primeira abordagem, é considerado um gato independente, mas desde que a interação envolva brincadeiras, revela-se bastante amigável, mesmo com outros animais de estimação. O seu caráter enérgico e extrovertido é, aliás, um dos traços psicológicos mais marcantes do Abissínio.

Problemas de Saúde do ABISSÍNIO

DentesGengivite
RinsAmiloidose renal
OssosLuxação patelar
SangueDeficiência da enzima Piruvato Quinase, que provoca anemia
OlhosAtrofia progressiva da retina

Cuidados a ter com o ABISSÍNIO

PeloRecomendam-se escovagens quinzenais, com uma escova de cerdas macias, primeiro contra e depois a favor dos fios, para retirar os pelos mortos
AlimentaçãoComo é uma raça muito ativa, requer uma dieta capaz de suprir as suas necessidades energéticas
OutrosUma escovagem semanal ajuda a prevenir doenças periodontais, mas é importante levá-lo a um especialista em odontologia felina para que seja devidamente acompanhado

Origem do ABISSÍNIO

Embora seja uma raça antiga, a sua origem é incerta e não existem muitos registos que comprovem de onde surgiu. Por um lado, há quem acredite que tenha nascido nas margens do Nilo, devido à sua parecença com os gatos sagrados do Antigo Egito; por outro, diz-se que descende de um gato chamado Zula, transportado para a Grã-Bretanha por tropas que regressaram da Guerra da Abissínia (atual Etiópia) em 1868. Este exemplar foi exposto poucos anos depois no Crystal Palace, em Londres.

Uma outra teoria coloca a origem do Abissínio na Índia ou noutras regiões asiáticas, pois existiam gatos semelhantes nessas zonas do mundo.

Reconhecida em Inglaterra em 1882, a raça terá sido apurada através de cruzamentos com o Inglês de Pelo Curto, mas depois das duas Guerras Mundiais e de uma epidemia de leucemia felina ocorrida nas décadas de 60 e 70, quase desapareceu, obrigando os criadores a começar do zero.

Curiosidades sobre o ABISSÍNIO

O filme da Disney O Gato Que Veio do Espaço, de 1978, tinha um Abissínio como protagonista, representado por dois irmãos, Rumble e Amber. A história acompanha Jake, um felino alienígena que, depois de cair na Terra, conta com a ajuda dos humanos com quem se cruza para voltar para casa.

O Abissínio é, provavelmente, o felino doméstico que salta mais alto, atingindo uma altura de quase 2 metros. Graças a esta habilidade, o site Vet Street nomeou-o uma das onze raças de gatos mais brincalhonas.

Conheça mais raças de gatos: