Publicidade:

Shar Pei: tudo o que precisa de saber sobre esta raça

O Shar Pei não é, propriamente, o cão mais fácil de lidar e, como tal, nada recomendado a donos de primeira viagem. Percebemos que é fácil deixar-se levar pela sua aparência divertida e pelo focinho enrugado, que lhe confere um look adorável e que só apetece acarinhar. Mas esta raça é bem mais independente do que imagina.

 
Shar Pei: tudo o que precisa de saber sobre esta raça
Nenhuma outra raça se pode comparar ao Shar Pei.

O Shar Pei é uma a raça de cães que existe há centenas de anos, tendo sido desenvolvido para proteger locais e rebanhos, caçar e, mais tarde, lutar.

Mas o que o torna mais famoso é, sem dúvida, o seu pelo curto e irisado, a pele solta e enrugada e a devoção com que recebe a sua família, apesar de ser um cão bastante independente.

Shar Pei significa “pele de areia”, precisamente devido ao pelo, que mais parece um casaco distinto, de cerdas. Mas essa não é a única coisa incomum sobre o chinês Shar Pei: este cão é uma massa sólida de rugas soltas, as tais dobras de pele que o fazem parecer que está a usar um cachecol grande e volumoso.

Características gerais do Shar Pei


Grupo: Grupo 2 – Cães de tipo Pinscher e Schnauzer, Molossóides e Cães de Montanha, e Boieiros Suiços

Finalidade: cão de gado

Ambiente ideal: casa ou apartamento de grandes dimensões

País de Origem: China

Porte: grande

Altura: de 45cm a 50cm

Peso ideal: de 20kg a 28kg

Cor: qualquer cor sólida, exceto branco

Esperança Média de Vida: entre 8 a 10 anos

Preço médio: de 300€ a 450€

 

Características específicas do Shar Pei


O Shar Pei é um cão auto-confiante, sério, independente, teimoso e muito seguro de si próprio.

Energia
Inteligência
Tolerância ao frio
Tolerância ao calor
Cuidados de higiene
Queda de pelo
Tendência para problemas de saúde
Facilidade de aprendizagem
Socialização com crianças
Socialização com estranhos
Socialização com cães
Socialização com gatos

Fases da vida do Shar Pei


Bebé

1 – 24 meses

Adulto

24 meses – 8 anos

Idoso

8 – 10 anos

Físico do Shar Pei


shar pei

Os chineses descrevem o Shar Pei de forma bem poética: “orelhas de concha de amêijoa, nariz de borboleta, cabeça em forma de melão, face de velho, pescoço de búfalo da Índia, nádegas de cavalo e patas de dragão”. Como se todos estes fragmentos se reunissem para criar uma raça que acaba por não ser comparável com mais nenhuma.

Temperamento do Shar Pei


Embora não seja um cão expressivo, ele é devotado e muito protetor para com os donos, sendo bastante reservado e até desconfiado no que a estranhos diz respeito.

Apesar de ser uma raça que se pode adequar perfeitamente à vida num apartamento, o Shar Pei necessita de estímulos físicos e psicológicos diários para se manter equilibrado.

É um bom cão de guarda, uma vez que é, por natureza, desconfiado e territorial, além de teimoso. O que faze com que seja fundamental educa-lo desde pequeno, para ser mais sociável.

Problemas de Saúde do Shar Pei


Ossos

  • Displasia de quadril, luxação da patela, displasia do cotovelo.

Pele

  • Sarna.

Olhos

  • Entrópio.

 

Cuidados a ter com o Shar Pei


Pele

  • Verificar e limpar bem as pregas semanalmente.

Dentes

  • Escovar duas a três vezes por semana.

Ouvidos

  • Procurar semanalmente por sinais de infeção.

 

Origem do Shar Pei


Decorria a Dinastia Han (200 a.C.), quando os Shar pei trabalhavam com os camponeses, cumprindo os papéis de cão de guarda, caçador de javali e cão de luta. Após o comunismo ter sido implementado na China, a maior parte dos cães foram eliminados, sobrando poucos remanescentes fora das cidades, o que contribuiu para que, com o passar dos anos, esta raça quase fosse declarada extinta.

Esse fator foi precisamente o que ajudou a mudar o cenário, tornando-a numa das raças mais populares do mundo, sendo especialmente apreciado nos EUA.

Curiosidades sobre o Shar Pei


Esteve perto da extinção, tendo sido considerada pelo Guinness World Records como a raça mais rara do mundo, em 1974.

Os cães desta raça são propensos a súbitos picos de febre, principalmente em dias de maior calor.

Tal como o Chow Chow, possui a língua azul escura.


Conheça mais raças de cães:

Todas as raças de cães

Todas as
raças de cães

Raças de cães pequenos

Raças de
cães pequenos

Raças de cães médios

Raças de
cães médios

Raças de cães grandes

Raças de
cães grandes

Mónica Carvalho Mónica Carvalho

Mónica Carvalho é licenciada em Jornalismo e Ciências da Comunicação, com Pós-Graduação em Comunicação, Assessoria e Marketing. Vê na produção de conteúdos uma forma de tornar o mundo um lugar mais interessante, curioso e acessível. Os livros, filmes, séries, música, desporto e, acima de tudo, as histórias das pessoas inspiram-na a querer sempre fazer mais e melhor.

O Vida Ativa disponibiliza e atualiza informação, não presta serviços de aconselhamento nutricional, de saúde ou de treino. O Vida Ativa não é proprietário nem responsável pelos produtos e serviços de terceiros apresentados, por conseguinte não será responsável por quaisquer perdas ou danos que possam resultar de quaisquer imprecisões ou omissões. A informação está atualizada até à data apresentada na página e é prestada de forma geral, tratando-se de textos meramente informativos, pelo que não constitui nem dispensa a assistência profissional qualificada e individualizada. Caso pretenda sugerir uma atualização, por favor, envie-nos a sua sugestão para: [email protected].