Prevenir o Cancro da Mama: saiba como pode fazê-lo

O cancro da mama é palpável. Sente-se. Detetá-lo a tempo aumenta as hipóteses de cura e pode salvar muitas vidas. Conheça melhor o seu corpo e proteja-se.

Prevenir o Cancro da Mama: saiba como pode fazê-lo
Pelo menos 1500 mulheres perdem a luta todos os anos.

Em  Portugal, o cancro da mama é aquele com maior taxa de incidência e a principal causa de morte precoce entre as mulheres.

Anualmente, são cerca de 6000 novos casos por ano, ou seja, existe 1 em cada 11 novos casos por dia, morrendo com esta doença, 4 mulheres por dia.

O cancro da mama é um tumor maligno que se desenvolve nas células do tecido mamário, apresenta-se, como uma massa dura e irregular que, pela palpação é possível identificar por ser diferente das restantes,

Quais são os fatores de risco para o cancro da mama?


cancro da mama mulher com lenco na cabeca

Há alguns fatores de risco que aumentam as possibilidades de ter cancro de mama e que devem deixar mais alerta quanto ao seu corpo, nomeadamente:

1. Genética/hereditariedade

Se tem ou teve familiares com cancro de mama, consulte o seu médico e faça exames regulares, tanto o autoexame (palpação), quanto ecografias mamárias e mamografias.

Neste quadro, parentes até ao terceiro grau devem ser sempre considerados. Procure informar-se, registe esses dados e fale com o seu médico.

2. Idade

O risco aumenta com a idade, normalmente, pode surgir a partir dos 40 anos, quando o estrogéno está no seu pico, e aumenta o risco a partir dos 50 anos. Antes da menopausa é menos comum, porém, também podem acontecer, ainda que antes do 30 anos seja raro.

3. Raça

Mulheres caucasianas correm mais riscos de ter cancro de mama do que as mulheres asiáticas, afro-americanas e latinas.

4. Menstruação precoce e longa

Mulheres que tiveram a primeira menstruação muito novas, antes dos 12 anos de idade, uma menstruação tardia (até depois dos 55 anos), que não tenham filhos ou tenham tido a primeira gravidez depois dos 31 anos, correm mais riscos de poder vir a ter a doença.

5. Reposição hormonal

As mulheres que fazem reposição hormonal na menopausa, com a toma de estrogénios e progesterona, por um período igual ou superior a 5 anos, podem desenvolver cancro de mama.

6. Obesidade e sedentarismo

Após a menopausa, o excesso de peso é um fator de risco, especialmente se apresentar um IMC igual ou superior a 30. O colesterol elevado também aumenta consideravelmente os riscos, assim como uma vida sedentária.

O autoexame pode salvar-lhe a vida!


cancro da mama autoexame

Detetar o cancro da mama a tempo só depende de si. Em alguns minutos consegue fazer o autoexame da mama para perceber se existe alguma irregularidade e salvar a sua vida! Lembre-se que, nas fases iniciais, o cancro não apresenta dor.

Como pode fazer o autoexame?

  1. Em frente ao espelho, despida, olhe para ambas as mamas e esteja atenta ao volume de cada uma para perceber se existem assimetrias, alterações na forma ou no mamilo.
  2. Pressione o mamilo para ver se sai  algum tipo de líquido.
  3. De seguida, levante o braço e coloque a mão atrás da cabeça, com a outra mão, começando de fora para dentro, apalpe a mama  e axila com a ponta dos dedos indicador, médio e anelar.
  4. Repita do outro lado.

Se notar algo irregular, como líquido ou algum caroço, contacte imediatamente o seu médico. A palpação da mama é fundamental para detetar qualquer anomalia precoce, porém, não substitui a realização de exames frequentes, nomeadamente mamografia e ecografia mamária.

Saiba reconhecer os sinais importantes


cancro da mama mamografia

O cancro da mama pode apresentar sintomas diferentes, é preciso saber quais são para os conseguir reconhecer. Esteja atenta a:

  • Alterações na mama ou no mamilo, quer no aspeto quer na palpação;
  • Nódulos ou espessamento na mama ou na zona da axila;
  • Mamilos sensíveis;
  • Alterações no tamanho ou forma da mama,
  • Retração do mamilo (mamilo virado para dentro da mama);
  • Aspeto inchado, vermelho, escamoso ou tipo “casca de laranja” na pele, aréola ou mamilo;
  • Perda de líquido pelo mamilo.

 

O cancro da mama também pode acontecer em homens


cancro da mama em homens

Ainda que com valores mais pequenos, também os homens podem ser afetados. Em Portugal, 1% dos casos de cancro da mama são em homens. Os cuidados são semelhantes, por isso, quanto mais cedo for detetado, mais chances têm de vencer a doença.

Cancro da mama: cuide de si e do seu corpo


cancro da mama alimentacao saudavel e exercicio

Só tem uma vida, cuide dela. Está provado que a nossa saúde começa na boca e vários estudos concluíram que a alimentação está relacionada com o cancro da mama. Adote hábitos saudáveis e inicie uma batalha anti-cancro. Como pode fazê-lo?

  • Reduza a quantidade de gorduras animais: manteiga, natas, queijos gordos, carnes vermelhas, etc.;
  • Reduza ou retire o açúcar da sua alimentação: seja enquanto adoçante de bebidas ou na forma de chocolates, bolos, gomas, etc.;
  • Reduz a ingestão de bebidas alcoólicas: a ingestão excessiva de álcool é prejudicial à saúde;
  • Aumente o consumo de frutas e legumes;
  • Aumente o consumo de peixes ricos em ómega-3: atum, cavala, salmão, sardinha, sável, sarda;
  • Aumente o consumo de antioxidantes: espinafres, brócolos, cenouras, laranja, melão, tomate, couves, chá verde, limão, uvas, etc.;
  • Coma menos e mais vezes: faça seis a sete refeições por dia;
  • Beba muita água: beba 8 copos de água por dia;
  • Mexa-se: o exercício é essencial para se manter saudável! Faça, pelo menos, 30 minutos de exercício diário.

 

Veja também:

O Vida Ativa disponibiliza e atualiza informação, não presta serviços de aconselhamento nutricional, de saúde ou de treino. O Vida Ativa não é proprietário nem responsável pelos produtos e serviços de terceiros apresentados, por conseguinte não será responsável por quaisquer perdas ou danos que possam resultar de quaisquer imprecisões ou omissões. A informação está atualizada até à data apresentada na página e é prestada de forma geral, tratando-se de textos meramente informativos, pelo que não constitui nem dispensa a assistência profissional qualificada e individualizada. Caso pretenda sugerir uma atualização, por favor, envie-nos a sua sugestão para: [email protected].