Saiba onde comprar roupas para revenda: 6 lojas online

Se está a pensar em abrir um novo negócio na área da moda, saiba onde comprar roupas para revenda e siga alguns conselhos úteis. Aqui está a solução para si.

Saiba onde comprar roupas para revenda: 6 lojas online
À procura de uma nova oportunidade de negócio?

Quer experimentar essa vertente empreendedora e experimentar ter um negócio próprio na área da moda? Para isso, saiba onde comprar roupas para revenda e dar asas a algo que se for bem planeado e gerido poderá dar grandes frutos e compensar monetária e psicologicamente.

A saturação dos empregos atuais é muito grande: pessoas que fazem horas extra constantemente, sem haver compensação financeira, salários baixos, desmotivação, fraca ou inexistente progressão de carreira. Tudo isto pode levar ao burnout profissional – uma espécie de esgotamento nervoso fruto dos problemas e insatisfação no local de trabalho.

Por isso, tantas pessoas almejam ter um negócio próprio, conscientes de que não é um caminho fácil de percorrer, mas com a motivação de que estão a conquistar algo por si e para si. E uma loja de moda pode ser um bom principio, contudo lançam-se inúmeras questões, nomeadamente onde comprar roupas para revenda e, na verdade, atualmente, já são várias as opções, simples e até acessíveis.

Onde comprar roupas para revenda?


Dependendo da zona do país onde se encontra, poderá encontrar várias marcas de roupas sediadas perto, ou fábricas de produção, que deverá contactar para saber quais as condições para se tornar num revendedor oficial da marca.

Para comprar online, conheça algumas boas alternativas.

1. In Style Fashion

Onde comprar roupas para revender e In style fashion

Este site disponibiliza roupas de estilo jovem e sensual apenas para revendedores e os preços e condições apenas são divulgados após um contacto com a organização. Aqui também encontra produtos para homem, bem como acessórios e calçado.

> Para consultar este site de revenda, aceda aqui.

2. CLP

CLP

A CLP foi fundada em 1998 e tem uma forte posição no mercado de revenda de roupa, distribuindo os artigos para mais de mil lojas na Europa. Possui uma vasta gama de produtos, apresentando catálogos novos a cada semana com a adição de novas referências, com vista a responder rapidamente às exigências da moda.

O seu sucesso prende-se com a oferta completa processo de produção rapidez, preço, design e qualidade.

> Para mais informações sobre este site aceda aqui.

3. Rose Wholesale

Rose Wholesale

É uma excelente loja de moda feminina e masculina, com roupas e acessórios, sapatos, bolsas, bijuterias, biquínis, relógios, roupas infantis e muito mais. De certeza que já ouvir falar nesta marca, pois é uma das mais reconhecidas no mundo de roupas para revenda.

> Veja todas as informações disponíveis aqui.

4. Light In The Box

Light In The Box

Na Light In The Box encontra um pouco de tudo, pelo que até pode servir de inspiração se estiver em dúvida em relação ao público-alvo da sua loja. Vestidos de festa, de casamento, moda masculina e feminina, acessórios, artigos de beleza e até objetivos decorativos – vale a pena uma visita.

> Para mais informações sobre este site de revenda, aceda aqui.

5. Ali Express

Ali express

É um bom site para comprar réplicas e roupas a preço de retalho, no que diz respeito à moda masculina, feminina e infantil, acessórios, roupas de marca e réplicas.

> Consulte este site aqui.

6. Milanoo

Milanoo

É um site da China, mas onde encontra disponível todas as tendências da moda europeia, para homem, mulher e criança. É um excelente local para encontrar várias peças alternativas e diferentes, como roupas de fantasia, vestidos de noiva, jóias e relógios.

> Saiba todas as informações sobre este site de revenda aqui.

7. RaKnel

Raknel

A Raknel Lingerie é um revendedor português, sediado em Vila Nova de Famalicão, e disponibiliza artigos de lingerie, vestuário para dormir para senhora, homem e criança e até atoalhados.

> Saber mais sobre este revendedor português.

8. Despomar

despomar

A Despomar foi criada em 1987 e é uma empresa portuguesa que trabalha predominantemente no mercado do surf e dos desportos de prancha, quer ao nível da distribuição, quer ao nível do retalho.

> Consulte todas as informações sobre a Despomar.

9. ACM – A. Caetano Marques, Lda

ACM

Esta é uma empresa inovadora de artigos para decoração desde mobiliário, têxteis, artigos de vime, espelhos, lanternas, telas, artigos de decoração, etc.

Visite o armazém, em Sintra, e inspire-se para a criação do seu próximo negócio.

> Tudo o que precisa de saber sobre este revendedor.

16 coisas que precisa antes de ter uma loja online de revenda


criacao de site

Os negócios online crescem como cogumelos na floresta, mas para ser bem-sucedido e manter tudo devidamente organizado e legalizado, há várias etapas a cumprir.

Um trabalho que pode ser considerado exaustivo inicialmente, mas que valerá a pena a ver pelos milhões de portugueses que têm presença online e que se podem tornar num potencial cliente.

Assim, se deseja aventurar-se por este caminho, então, atente a todas as etapas pelas quais deve passar e que dizem respeito ao produto e forma de publicitação:

1. Pesquisar o mercado

Deverá assegurar-se de que existe procura para os produtos ou serviços que pretende vender e que não é apenas mais uma empresa entre milhares. E se tiver um fator diferenciado, tanto melhor.

2. Alojar o site

Se após a pesquisa inicial decidiu que vale a pena avançar, então, aloje o site da sua loja num servidor físico, nas instalações da sua empresa ou numa cloud, sendo que a primeira hipótese, implica um investimento inicial significativo e a segunda um pagamento mensal ou anuam pela contratação do serviço.

Em seguida, deverá eleger um domínio de fácil identificação, como .com, .com.pt, .net, .org e proceder ao devido registo.

3. Escolher modo de pagamento

Há várias soluções para compras online, sendo o pagamento com Visa, Mastercard, MB NET, cartão de crédito ou débito ou Paypal as mais comuns. Avalie os prós e contras de cada uma e escolha a mais apropriada.

Deverá, igualmente, abrir uma conta bancária comercial para gerir as transações financeiras online.

4. Preparar conteúdos

Deverá começar a organizar o máximo de informação possível sobre os produtos e serviços disponibilizados pela sua empresa, nomeadamente descrição dos mesmo, fotografias e estabelecimento de preços.

Além disso, é importante que seja bem clara a informação sobre o modo de funcionamento da empresa relativamente a portes de envio, trocas e devoluções, prazos de entrega.

5. Criar o site

Agora que já tem o domínio e a informação, há que criar um site que funcione como loja, para mostrar todos os produtos e serviços.

Existem várias plataformas já criadas para o efeito:

Organize a informação de forma clara, simples e intuitiva, seguindo sempre a velha máxima inglesa: “less is more”, ou seja, “menos é mais”.

6. Testar o produto

Com tudo já colocado online, deve testar cuidadosamente o seu site, clicando em todos os links, imagens, verificando a ortografia e certificando-se que todas as informações estão corretamente colocadas.

Em termos logísticos, deverá, igualmente, assegurar que os seus produtos são entregues aos clientes a tempo e horas, sem falhas nem atrasos.

Como legislar um negócio online?


negocio online

Para legalizar o seu negócio online, deverá, igualmente, seguir algumas etapas, para que nada falhe:

1. Certificado de admissibilidade

Um dos futuros sócios ou representante legal poderá fazer o pedido do certificado de admissibilidade presencialmente. Poderão fazê-lo no Registo Nacional de Pessoas Coletivas (RNPC), no site da Empresa Online ou no Instituto dos Registos e do Notariado – IRN.

2. Cartão da Empresa

O cartão da Empresa ou Pessoa Coletiva é entregue em suporte eletrónico, mas pode pedir em papel, e contém o Número de Identificação de Pessoa Coletiva (NIPC), o Número de Identificação da Segurança Social (NISS), a atividade principal, a natureza jurídica e a data da constituição da empresa bem como o código de acesso à certidão permanente. Se fizer o pedido através do serviço “Na Hora” não paga nada.

3. Capital Social

Deverá abrir uma conta no banco com o capital social da futura sociedade, com o valor que achar necessário e for possível.

4. Constituição da sociedade

Esta etapa é facultativa, mas se optar por fazê-lo, então, necessita de certificado de admissibilidade, documento comprovativo do depósito do capital e os documentos de identificação dos sócios.

5. Escritura pública

Seguidamente, deverá agendar a escritura pública num cartório notarial ou num centro de formalidades do Instituto de Apoio Pequenas e Médias Empresas e à Inovação – IAPMEI.

6. Início de atividade

Após estes formalismos, dispõe de 15 dias para entregar uma declaração de início de atividade nas Finanças ou via IAPMEI, ou antes do início da atividade ou no prazo de 90 dias após inscrição no RNPC.

7. Registo Comercial

Agora que a empresa já existe juridicamente, deverá fazer a requisição do registo comercial e inscrição no RNPC e obterá um cartão definitivo de pessoa coletiva.

8. Segurança Social

Num centro de Segurança Social terá de fazer a inscrição da sua empresa, dos trabalhadores, administradores, diretores ou gerentes, no caso de haver todas estas figuras presentes.

9. Cadastro Comercial ou Industrial

Em seguida, deverá emitir pedido de inscrição no Cadastro Comercial ou Industrial no prazo até 30 dias depois da abertura de estabelecimento ou laboração, na delegação regional do Ministério da Economia da área da empresa.

10. Software de contabilidade

Para manter contabilidade organizada e poder proceder à emissão de documentos fiscais, deverá ter um software ou equivalente ao mesmo.

Dicas úteis para se tornar num revendedor de roupa


compra de roupa

Desde onde comprar roupas para revenda, a como iniciar o negócio, fique atento às sugestões que temos sobre o assunto:

  • Para comprar roupa para revenda, a maneira mais comum é ir diretamente às fabricas de roupas, de modo a poder testemunhar a qualidade dos materiais, bem com comprar peças a preços mais acessíveis.
  • Outra alternativa é visitar as grandes feiras de roupas locais onde é possível encontrar alternativas a baixo preço, mas cuja qualidade pode ser questionável.
  • Poderá também importar roupas de marcas famosas diretamente de fabricantes nos Estados Unidos da América ou mesmo de fornecedores na China e no Peru. Neste caso, como nunca esteve em contacto com os materiais, aconselhamos a encomendar em pequenas quantidades.
  • Defina o seu público-alvo: vai vender roupas para homem, mulher ou criança? Quer apostar num estilo mais jovem ou mais maduro? E só após isto, comece a procurar onde comprar roupas para revenda que se adequem aos seus objetivos.
  • Para se conseguir destacar da concorrência, aposte em produtos de qualidade, construa um bom relacionamento com os clientes e procure crescer e inovar cada vez mais.
  • É importante apostar na divulgação e, para isso, deverá começar pelas redes sociais se não tiver budget para investir num site.

Veja também: