Estâncias termais em Portugal: 6 locais de bem-estar para descobrir

Portugal tem várias estâncias termais que são procurados cada vez mais pela possibilidade de bem-estar e relaxe. Descubra alguns locais de referência.

Estâncias termais em Portugal: 6 locais de bem-estar para descobrir
Locais de tradição onde se respira saúde.

Estâncias termais é a designação dada a um complexo turístico de características particulares, cujo objetivo é providenciar as condições necessárias ao desenvolvimento de terapias com base nas águas minerais, que existem na região.

Assim, é possível beneficiar das propriedades medicinais dessa água, através de banhos de imersão, jato de água, vapor ou ainda bebendo-a.

O nome deriva do latim “therma”, que era o local onde os romanos realizavam os seus banhos públicos, um costumo grandemente apreciado.

A atividade termal em Portugal divide-se em dois segmentos completamente distintos, mas complementares:

  • Termalismo clássico (terapêutico e convencional);
  • Termalismo de bem-estar e lazer.

 

6 estâncias termais para descobrir


Estancias termais

É no norte do país que se encontram a maior parte das estâncias termais portuguesas, que foram fundadas devido à tradição milenar que remonta ao período de ocupação Romana. Todavia, temos 6 sugestões de estâncias termais de Norte a Sul do país, para poder relaxar num local incrível à sua escolha.

1. Termas de Melgaço, Melgaço

Localizadas no Parque Termal do Peso, as Termas de Melgaço aproveitam a água das nascentes minerais e dos três ribeiros que cruzam o parque, pelo que este espaço possibilita desfrutar de uma ligação descontraída com a Natureza proporcionando em simultâneo a utilização de um recurso ímpar reconhecido pelo seu potencial terapêutico.

As Termas de Melgaço estão abertas todo o ano e estão indicadas para o tratamento de diferentes patologias, nomeadamente: diabetes tipo 1, diabetes tipo 2, dislipidemias, dispepsia, duodenites, colecistites crónicas, disquesia biliar, obstipação, cólon irritável ou colite funcional, lombalgia, artralgia, rinite alérgica, sinusite, faringite crónica e bronquite crónica.

Saiba mais sobre esta estância termal aqui >>

2. Termas de São Jorge, Santa Maria da Feira

A apenas 25 quilómetros do Porto, encontrará o refúgio ideal para recuperar o seu equilíbrio e regressar aos desafios da vida moderna.
As Termas de S. Jorge são reconhecidas pelas qualidades terapêuticas das suas águas sulfurosas no tratamento de doenças das vias respiratórias, pele e do foro músculo-esquelético.

A filosofia deste espaço visa a prevenção e a promoção da saúde, pelo que as Termas de S. Jorge disponibilizam vários tratamentos vocacionados para o bem-estar físico e psicológico, nomeadamente: problemas músculo-esqueléticos e reumáticos, afeções crónicas e alérgicas da pele, afeções crónicas e alérgicas das vias-respiratórias.

Saiba mais sobre esta estância termal aqui >>

3. Termas de São Pedro do Sul, Viseu

As Termas de São Pedro do Sul têm mais de dois mil anos de história e são já muitos os casos e histórias de sucesso que este lugar testemunhou e para os quais contribuiu, ou não fossem as maiores termas a nível nacional e uma das maiores e melhores da Europa.

As suas águas medicinais são aconselhadas por vários médicos, por possibilitar a melhoria significativa da mobilidade e diminuição de dores, a conquista da autonomia e autoconfiança dos doentes e a diminuição do consumo de produtos químicos.

As termas estão rodeadas pela Serra de S. Macário, Serra da Arada e pela Serra da Freita, em conjunto com o rio Vouga, o que parece transparecer ainda mais a beleza natural e o ar puro existente em São Pedro do Sul, que conjuga, assim, uma série de fatores que só podem dar bons resultados, a vários níveis: doenças do aparelho respiratório, doenças reumáticas e músculo-esqueléticas e doenças metabólico-endócrinas.

Saiba mais sobre esta estância termal aqui >>

4. Termas da Curia, Aveiro

Localizada numa área de 14 hectares, encontra as Termas da Curia, que estão, assim, inseridas numa lindíssima e densa mata, cortada por amplas avenidas e caminhos, no interior da qual se situa um lago artificial com cerca de um quilómetro de perímetro.

Local perfeito para recuperar energias e reencontrar o equilíbrio e o bem-estar. Se a isso puder aliar a melhoria dos seguintes problemas de saúde, tanto melhor: doenças metabólico-endócrinas, cálculos e infeções urinárias, hipertensão arterial, doenças reumáticas e músculo-esqueléticas e doenças do aparelho circulatório.

Além disso, poderá usufruir de várias técnicas termais, como ingestão oral de água (hidropinia), hidrobalneoterapia – banhos de imersão (com duche subaquático e bolha de ar), hidromassagem, duche escocês de jato ou crivo, de leque e Vichy, piscina de reabilitação. Bem como de várias técnicas complementares: electroterapia, ultrassons, ondas curtas, micro-ondas, ultravioletas, infravermelhos, correntes diadinâmicas, pressoterapia simples ou com massagem de drenagem linfática, massagens e um ginásio de estética.

Saiba mais sobre esta estância termal aqui >>

5. Termas de Monfortinho, Idanha-a-Nova

“Um lugar sem tempo e com tempo para tudo.” Assim se denominam as Termas de Monfortinho, local onde as águas são sinónimo de fonte de saúde e o bem-estar deve ser encarado não como um privilégio, mas como uma necessidade que deve ser respeitada.

Nas Termas de Monfortinho encontrará o local perfeito para dias de repouso e lazer, podendo usufruir de vários tratamentos personalizados: balneoterapia, ventiloterapia, fisioterapia, electroterapia e massagens de relaxamento. O Balneário Termal inclui ainda ginásio, solário e piscina para fisioterapia.

A grande vantagem é que as águas das Termas de Monfortinho são hipomineralizadas, bicabornatadas, sódicas, cálcicas e magnésicas, possuindo um dos maiores teores de sílica entre as águas termais portuguesas, o que permite uma rápida regeneração das afeções da pele, como psoríase, eczemas, dermatites, acnes e das mucosas do aparelho digestivo e respiratório.

Saiba mais sobre esta estância termal aqui >>

6. Termas de Monchique, Monchique

Proveniente dos ricos solos da Serra mais alta do Algarve, a água curativa das Termas de Monchique é bicarbonatada, sódica e rica em flúor, o que a torna como perfeita para prevenção e até cura de alguns problemas de saúde.

A sua frequência está aconselhada para afeções das vias respiratórias, como asma, bronquite, alergias, rinite, sinusite; afeções músculo-esqueléticas, como tensão muscular, tendinites, artrite, artrose, espondilite, espondilose, reumático, deformações da coluna vertebral.

Este é, de resto, o único balneário termal a sul do País e lá terá à sua disposição uma enorme variedade de equipamentos, para os mais diversos tratamentos, tais como: nebulizações, aerossol sónico, irrigações nasais, piscina de hidromassagem, hidromassagem em banheira, aerobanho, duches de jato e de Vichy, aplicação de lamas e diversas massagens, sauna e banho turco.

Saiba mais sobre esta estância termal aqui >>

Veja também: