Publicidade:

Ecografias na gravidez: por que e quando fazer

As ecografias na gravidez são fundamentais para avaliar e detetar precocemente fatores de risco de possíveis complicações. Conheça as três a realizar.

Ecografias na gravidez: por que e quando fazer
As ecografias permitem avaliar o bem-estar da mãe e do bebé.

Durante a gravidez o bem-estar da mãe e do bebé são essenciais. As ecografias na gravidez são fundamentais para avaliar e detetar precocemente fatores de risco de possíveis complicações.

Numa gravidez normal, em que aparentemente não existe qualquer risco para o bebé, são realizadas 3 ecografias. Em cada trimestre da gravidez é realizada uma ecografia. As ecografias são instrumentos que fazem parte do rastreio pré-natal.

Contudo, se o médico achar necessário, a mãe pode ter de realizar mais do que estas ecografias de rotina para avaliar o crescimento e bem-estar do bebé.

Como funcionam as ecografias ou ultrassonografias na gravidez?


ecografia na gravidez como funciona

Durante a ecografia são emitidas ondas sonoras em elevada frequência para dentro do útero e essas ondas encontram o bebé. O computador traduz os sons que retornam em imagens de vídeo. Isto revela o formato do bebé, a sua posição e os seus movimentos.

Os aparelhos usados pelos obstetras para ouvir os batimentos cardíacos do bebé também funcionam através de ondas de ultrassom.

Quando são realizadas as ecografias na gravidez?


  • Ecografia do primeiro trimestre é realizada entre as 11 e as 13 semanas+6 dias;
  • Ecografia do segundo trimestre, ou ecografia morfológica, é realizada entre as 20-22 semanas+6 dias;
  • Ecografia do terceiro trimestre é realizada entre as 30-32 semanas+6 dias.

 

Ecografias na gravidez: objetivos?


quais os objetivos das ecografias na gravidez

Todas as ecografias realizadas durante a gravidez têm um objetivo em comum de avaliar o bem-estar e crescimento do bebé e detetar precocemente alguma complicação. No entanto, cada uma delas têm um propósito diferente.

Antes das 11 semanas pode ser realizada uma ecografia para determinar a idade gestacional. Isto depende da data em que a mulher descobre que está grávida e tem a primeira consulta médica.

A ecografia morfológica é considerada a mais importante da gravidez. O seu principal objetivo é avaliar cada pequeno detalhe da morfologia do bebé. Esta ecografia é realizada quando os orgãos do bebé já funcionam.

Ecografias na gravidez: primeiro trimestre

ecografia do primeiro trimestre

A ecografia do primeiro trimestre deve ser realizada entre as 11 e as 13 semanas+6 dias. Os principais objetivos desta ecografia são:

  • Verificar se o local de fixação do saco gestacional é intra-uterino ou ectópico;
  • Avaliar a viabilidade do embrião;
  • Determinar a idade gestacional através da medição do comprimento crânio-caudal do embrião;
  • Determinar a data provável para o parto;
  • Determinar o número de embriões implantados;
  • Avaliar a anatomia fetal através da análise dos ossos e órgãos do embrião para despistar cromossomapatias;
  • Avaliar o risco de trissomia 21 através da medida de translucência da nuca e idade da mãe;
  • Diagnosticar malformações congénitas através da medição da translucência da nuca e da presença dos ossos do nariz. Em caso de haver suspeita de anomalias pode ser realizada uma amniocentese ou uma biopsia das vilosidades coriónicas.

Ecografias na gravidez: segundo trimestre

ecografia do segundo semestre

A ecografia do primeiro trimestre deve ser realizada entre as 20-22 semanas+6 dias. Esta é mais importante de todas as ecografias na gravidez.

O seu objetivo major é identificar malformações fetais graves ou que estejam associadas a elevada morbilidade pós-natal.

Os seus objetivos são:

  • Estudar a anatomia dos órgãos e do esqueleto do bebé;
  • Medir o perímetro cefálico e o comprimento dos braços e pernas;
  • Avaliar o estado da placenta e do cordão umbilical, de forma a certificar que o bebé está a receber os nutrientes e oxigénio que precisa para o seu desenvolvimento;
  • Avaliar a quantidade de líquido amniótico;
  • Determinar o sexo do bebé;
  • Medir o colo do útero, para avaliar o risco de parto pré-termo;
  • Fazer o rastreio do risco de parto pré-termo (nascimento prematuro) através da medição do colo do útero.

Ecografias na gravidez: terceiro trimestre

ecografia do terceiro trimestre

A ecografia realizada no terceiro trimestre é realizada entre as 30-32 semanas+6 dias. Tem como objetivo major avaliar o desenvolvimento fetal e diagnosticar anomalias tardias. Para além disto permite:

  • Avaliar as condições da placenta, uma vez que conforme a gravidez vai avançando, a placenta vai envelhecendo e perdendo a capacidade nutrir e fornecer oxigénio ao bebé a 100%;
  • Avaliar a quantidade de  líquido amniótico;
  • Avaliar o desenvolvimento e o bem-estar do bebé;
  • Medir o comprimento do fémur, a circunferência abdominal e perimetro cefálico e comparar com o tamanho esperado para a idade gestacional;
  • Estimativa o peso do bebé;
  • Avaliar os fluxos das principais artérias que fazem as trocas de oxigénio e nutrientes entre a placenta e o bebé;
  • Verificar se o bebé já está em posição para nascer, com a cabeça virada para baixo.

Veja também:

Enfª Isabel Silva Enfª Isabel Silva

Isabel Silva é enfermeira por paixão, licenciada pela Escola Superior de Enfermagem do Porto. Sempre quis seguir a área da saúde e acredita que a informação é uma ferramenta essencial para a saúde da população, e que cabe aos profissionais de saúde transmiti-la de forma relevante e fidedigna para que cada indivíduo seja capaz de tomar decisões importantes relativamente à sua saúde e ao seu bem-estar.

O Vida Ativa disponibiliza e atualiza informação, não presta serviços de aconselhamento nutricional, de saúde ou de treino. O Vida Ativa não é proprietário nem responsável pelos produtos e serviços de terceiros apresentados, por conseguinte não será responsável por quaisquer perdas ou danos que possam resultar de quaisquer imprecisões ou omissões. A informação está atualizada até à data apresentada na página e é prestada de forma geral, tratando-se de textos meramente informativos, pelo que não constitui nem dispensa a assistência profissional qualificada e individualizada. Caso pretenda sugerir uma atualização, por favor, envie-nos a sua sugestão para: [email protected].