x

A sua cadela está com o cio? Isto é o que precisa de saber

Se a sua cadela está com o cio, há alguns cuidados extra que deve ter. Saiba tudo sobre o ciclo reprodutivo dos cães e quais os cuidados a ter em cada etapa.

Powered by: Vetecare
A sua cadela está com o cio? Isto é o que precisa de saber
Conheça o ciclo reprodutivo da sua cadela

O cio é o estado de recetividade sexual por que passam as fêmeas de várias espécies. Ou seja, o período em que aceitam o macho e se podem reproduzir. Os sinais, a duração, o comportamento e a forma como as fêmeas demonstram o cio varia de espécie para espécie. Assim, se a sua cadela está com o cio deve informar-se acerca do seu período reprodutivo, de forma a prestar-lhe os melhores cuidados.

A sua cadela está com o cio? Período reprodutivo dos cães


cadela está com o cio

O primeiro cio nas cadelas surge aproximadamente entre os 6 e os 24 meses de idade, sendo que em cadelas de raça mais pequena é normal que apareça mais tarde, e nas de maior porte o cio pode surgir mais cedo.

As primeiras vezes em que a cadela está com o cio pode passar desapercebido, ao que se chama um “cio silencioso”.

As cadelas não são reprodutoras sazonais, ao contrário das gatas. Isto é, não têm uma determinada altura do ano para ter o cio, uma vez que pode surgir a qualquer altura do ano.

O período entre cios é de aproximadamente 7 meses, sendo que é variável de cadela para cadela, podendo algumas ter um cio por ano enquanto outras apresentam cio duas vezes.

O ciclo reprodutivo da cadela divide-se em 4 fases distintas: proestro, estro, diestro e anestro.

Proestro

O proestro é o início do cio, em que a cadela começa a apresentar corrimento vulvar sanguinolento e pode durar até 9 dias. Os machos já se demonstram interessados na cadela, no entanto nesta fase ainda não se encontra recetiva aos machos.

Estro

Esta fase é distinguível do proestro através do comportamento da fêmea, que aqui já se irá demonstrar recetiva aos machos. Esta fase dura também aproximadamente 9 dias e a cadela ainda pode apresentar corrimento vulvar ou não.

É durante o estro que ocorre a ovulação, ou seja, é neste período que é possível que a cadela engravide, tanto naturalmente como através da inseminação artificial.

Diestro

O diestro ocorre no caso de ausência de gestação, é o período seguinte ao estro em que a fêmea deixa de aceitar o macho, e pode durar cerca de 3 meses. Muitas vezes, durante este período, pode ocorrer uma pseudogestação, ou seja, uma desregulação hormonal do organismo da cadela que age como se tivesse ocorrido fecundação, levando à produção de leite e a comportamentos de uma cadela gestante.

Anestro

O anestro carateriza-se por inatividade sexual, corresponde ao período de repouso do aparelho reprodutor da cadela, sem alterações comportamentais, pode durar até 4 meses, até um novo ciclo.

Sinais para identificar se a sua cadela está com o cio


Cadela está com o cio

Nas cadelas, contrariamente às gatas, é muito fácil detetar o início de um ciclo reprodutivo, pois ocorre sangramento vulvar, que é facilmente observado. Este sangramento pode durar entre 9 a 15 dias, pois a cadela inicia o sangramento no proestro e durante o estro ainda pode ocorrer, ainda que em menor quantidade.

Existem também outros sinais que podem estar presentes quando a cadela está com o cio:

  • Edema da vulva, que se carateriza pelo seu inchaço;
  • Agitação;
  • Agressividade;
  • Diminuição do apetite ou anorexia, deixar de comer, no entanto este deve ser sempre um aspeto a ter em consideração e requer uma avaliação médica, pois pode ser um sinal de doença;
  • Recetividade ao macho;
  • Tentativa de fuga para procurar um macho;
  • Pode acontecer que quando passeia com a sua cadela esta atraia muitos cães para junto de si.

A sua cadela está com o cio? O que fazer?


cadela está com o cio

Se a sua cadela está com o cio e manifesta alguns ou todos os sinais anteriormente referidos não precisa de se preocupar pois é uma situação perfeitamente normal. No entanto, deve consultar o seu médico veterinário, independentemente de querer que a sua cadela engravide ou não – para que seja examinada e para que o médico veterinário o aconselhe acerca das melhores opções.

Um dos cuidados de higiene a ter em consideração é utilizar uma fralda adequada devido ao corrimento sanguinolento ou, caso a cadela não tolere ou não se sinta confortável com o seu uso, optar por restringir o seu espaço a uma área fácil de lavar e desinfetar.

Deve também ter cuidado para garantir que está tudo bem a nível da sua saúde ao longo de todo o cio, anotar o início do cio e do corrimento e procurar o médico veterinário se se prolongar por mais de 15 dias ou tiver alguma alteração na sua coloração.

Se pretende que a sua cadela engravide

Se pretende que a cadela engravide, o seu médico veterinário fará alguns exames como analises ao sangue e citologias vaginais, de forma a saber qual a melhor altura para que a cadela seja coberta.

É possível que a cadela engravide de forma natural ou então através de inseminação artificial, processo que deve ser realizado por um médico veterinário.

A partir do momento em que ocorre a cruza ou a inseminação a cadela deve ser seguida pelo médico veterinário de forma a confirmar a gestação e deve ser seguida durante os 2 meses seguintes durante todo o período pré-parto, de forma a garantir que tudo corre da melhor forma com a sua gestação.

Se não pretende que a sua cadela engravide

Se não quer que a sua cadela tenha cachorros então deve informar-se com o seu médico veterinário acerca das opções. Se a sua cadela já está em cio deve ter cuidados: como prevenir o contacto desta com machos durante o período fértil e tomar medidas para impedir que esta possa fugir de casa.

Existem medicamentos sob a forma injetável ou comprimidos (pílula) que evitam que a sua cadela possa engravidar, mas devem ser administrados antes da cadela iniciar o cio. No entanto, estes medicamentos têm efeitos nefastos na saúde da sua cadela, podendo, a longo prazo, causar tumores mamários e infeções uterinas, nomeadamente a piómetra.

Assim, se não pretende que a sua cadela engravide a melhor opção é esterilizá-la. A esterilização é um procedimento cirúrgico que é realizado pelo seu médico veterinário em que se retira os ovários ou os ovários e o útero, dependendo do tipo de procedimento, com o objetivo de impedir que a cadela possa engravidar. Este procedimento traz também grandes benefícios para a saúde da sua cadela.

Para qualquer dos casos, saiba que a Vetecare tem um plano de saúde animal que pode ajudá-lo a poupar nos mais diversos cuidados e procedimentos necessários. A partir de 13€ por mês para dois animais de companhia pode ter acesso a uma vasta rede de profissionais que poderão dar o melhor apoio no processo de engravidar ou esterilização.

Veja também:

Fontes

1. Alves, I.; Mateus, M.; Lopes da Costa, L. “Monitorização do ciclo éstrico da cadela para inseminação artificial ou cruzamento”. Disponível em:
http://www.fmv.ulisboa.pt/spcv/edicao/congresso/20.pdf

Dra. Patrícia Azevedo Dra. Patrícia Azevedo

Patrícia Azevedo é médica veterinária natural de Braga. Desde a sua infância que é apaixonada por animais e sempre teve a ambição de ser médica veterinária. Trabalhou como voluntária em associações de proteção e ajuda a animais errantes desde os 11 anos de idade . Iniciou o seu percurso como estudante desta área na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro e concluiu os seus estudos no Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar. Tem três gatos e uma cadela retirados da rua. Trabalha atualmente na sua cidade natal, em medicina e cirurgia de pequenos animais.