Mónica Carvalho
Mónica Carvalho
06 Nov, 2017 - 17:58

7 Razões para não comprar uma Bimby

Mónica Carvalho

É o robot de cozinha mais famoso e cobiçado em todo o mundo, mas será assim mesmo tão fantástico? Descubra 7 razões para não comprar uma Bimby.

7 Razões para não comprar uma Bimby

Cozinhar é um dos grandes prazeres da vida: pegar nos ingredientes e tratá-los e uni-los de tal forma que no final temos uma refeição, uma entrada, uma sobremesa deliciosa de que nos orgulhamos. Mas nem sempre há tempo, jeito ou vontade para tal. Os robots de cozinha vieram ajudar na tarefa, mas há 7 razões para não comprar uma Bimby, o aparelho mais cobiçado do mundo.

As promessas de um robot de cozinha são muitas: poupança de tempo, poupança económica pois os ingredientes rendem muito mais, possibilidade de cozinhar mais e de forma diferente. E, neste aspeto, a Bimby sempre foi pioneira por ser o robot de cozinha mais antigo no mercado e ao qual todos os outros se equiparam. Mas existem algumas razões para não comprar uma Bimby. Veja connosco.

Vale a pena comprar uma Bimby?

razoes para nao comprar uma bimby e assado no forno

São inúmeras as vantagens em adquirir este robot de cozinha, porém nem tudo é um mar de rosas. Conheça então 7 razões para não comprar uma Bimby e faça a sua própria avaliação.

1. A Bimby faz mesmo tudo?

Não é bem assim. Apesar de ter uma grande variedade de funções, a Bimby não lava nem descasca fruta ou legumes nem possui a função de assar, pelo que os assados de domingo ou os bolos que tanto gosta de fazer carecem de trabalho manual e extra robot de cozinha.

2. É um equipamento dispendioso

A Bimby possui um preço elevado: a nova geração deste robot de cozinha, a TM5, custa ao consumidor final 1095€ na versão base, porém, se falarmos da Bimby 5ª geração com Cook-Key, um acessório que permite a ligação da Bimby ao Portal Cookidoo é €1.224€. Este preço inclui a oferta de seis meses de acesso gratuito ao Plano Cookidoo, com mais de 1300 receitas portuguesas em formato digital e uma seleção de livros e mais de 16.000 receitas.

Se tivermos em conta o acesso a milhares de receitas e a tudo o que a Bimby pode fazer (pesar, controlar o tempo, cozinhar, aquecer, cozinhar a vapor, mexer, misturar e emulsionar, pulverizar, moer e ralar, bater, picar, triturar e amassar) o preço até pode ser ajustado. Porém existem outras opções no mercado que podem ser mais acessíveis: a Monsieur Cuisine, do Lidl, por 229€; a Yämmi, disponível no Continente, por 349€, a Chef Express, à venda no Pingo Doce, por 399€ e a Cuisine Companion, da Moulinex, que custa 899,99€.

3. Quantidades

As receitas a confecionar na Bimby estão limitadas ao número de pessoas, tendo em conta a capacidade do copo e da varoma (aparelho para cozinhar a vapor). Por isso, se desejar preparar uma refeição para um grupo de 8 pessoas, por exemplo, poderá ter de repetir os procedimentos.

4. Esqueça o “por a mão na massa”

Se gosta de colocar as mãos na massa, sentir os cheiros, testar várias conjugações de sabores, poder destapar a panela e ver os preparados, envolver os conteúdos, provar e saborear o que está a ser preparado, então parte deste encanto perde-se com a Bimby.

5. Não pode ver o que está a ser preparado

Se gosta de ir acompanhando o que está a preparar, então não poderá fazê-lo plenamente com a Bimby, dado que o copo é opaco, bem como a tampa e o único orifício por onde pode espreitar o que está a ser confecionado é um de pequenas dimensões onde se coloca o copo medidor.

6. Tantos equipamentos no mercado…

Sim, a Bimby reúne vários equipamentos num único só, porém há outros aparelhos que podem cumprir estas funções a preços bem mais acessíveis: batedeiras, varinhas mágicas, máquina de pão, máquina de sumos, liquidificadora…

7. Demonstrações

A Bimby não pode ser adquirida em lojas físicas, apenas através de vendedoras certificadas Vorwerk e após uma demonstração em casa, o que poderá ser sentido como uma invasão do seu espaço e falta de distanciamento para poder analisar.

São 7 razões para não comprar uma Bimby que devem ser analisadas por si e pelo agregado familiar. Tendo em conta a balança dos prós e contras, saberá depois avaliar se valerá a pena adquirir este robot de cozinha.

Veja também: