Mónica Carvalho
Mónica Carvalho
18 Dez, 2019 - 11:00

Portugal: gastos com alimentação aumentam

Mónica Carvalho

Os dados são do Eurostat: as famílias portuguesas estão a gastar cada vez mais do seu orçamento familiar com alimentação e bebidas.

Portugal: gastos com alimentação aumentam

É uma tendência contrária à generalidade dos restantes países da união Europeia: os portugueses gastam cada vez mais dinheiro mensalmente com alimentação e bebidas, sendo, assim, um encargo que pesa mais nos orçamentos do que acontecia há uma década.

Aliás, entre 2008 e 2018, o valor dos gastos totais das famílias com alimentos diminuiu ou permaneceu estável na maioria dos Estados-membros da União Europeia, sendo, ainda assim, um encargo que ascendeu a 1.047 mil milhões de euros na UE, o que corresponde a 6,6% do PIB europeu em 2018. Ainda assim, essa percentagem está abaixo dos 12,3% que se verificavam há uma década.

Quanto gasta cada país da UE com alimentação?

mulher no supermercado gastos com alimentacao aumentam

Em Portugal, na última década o peso das despesas com alimentação ocupa uma maior fatia nos gastos familiares: em 2008, os portugueses gastaram 19,25 mil milhões de euros com alimentação, ou seja, 16% do orçamento mensal.

Nesse sentido, Portugal ocupa a 11ª posição entre os países europeus que mais gastam face ao orçamento com alimentação e bebidas.

Atente a todo o panorama europeu:

  • 1º Roménia: 27,8%
  • 2º Lituánia: 20,9%
  • 3º Estónia: 19,6%
  • 4º Bulgária: 19,1%
  • 5º Croácia: 18,8%
  • 6º Hungria: 18,1%
  • 7º Letónia: 17,8%
  • 8º Eslováquia: 17,4%
  • 9º Grécia: 16,9%
  • 10º Polónia: 16,4%
  • 11º Portugal: 16,4%
  • 12º República Checa: 16%
  • 13º Itália: 14,1%
  • 14º Eslovénia: 14%
  • 15º França: 13,1%
  • 16º Suécia: 12,6%
  • 17º Bélgica: 12,5%
  • 18º Espanha: 12.5%
  • 19º Malta: 11,7%
  • 20º Chipre: 11,6%
  • 21º Finlândia: 11,6%
  • 22º Dinamarca: 11,4%
  • 23º Holanda: 11,4%
  • 24º Alemanha: 10,8%
  • 25º Áustria: 9,7%
  • 26º Luxemburgo: 9,1%
  • 27º Irlanda: 8,7%
  • 28º Reino Unido: 7,8%

Não deixa de ser curioso que os países que ocupam os lugares cimeiros da tabela são considerados os países mais pobres da Europa.

Fonte

1. Eurostat. Disponível em: https://ec.europa.eu/eurostat/web/products-eurostat-news/-/DDN-20191209-1