Drª Patricia Azevedo | Médica Veterinária
Drª Patricia Azevedo | Médica Veterinária
25 Jul, 2019 - 15:47

O seu cão tem mau hálito? Saiba como resolver este problema

Drª Patricia Azevedo | Médica Veterinária
Patrocinado por:

Quando um cão tem mau hálito pode ser muito incomodativo para quem lida com ele diariamente. Conheça algumas dicas para acabar com este problema.

O seu cão tem mau hálito? Saiba como resolver este problema
O artigo continua após o anúncio

Se o seu cão tem mau hálito, saiba que pode ser um sinal de que algo não está bem. A halitose, mau odor da boca, pode ser um sinal de variadas doenças, por isso deve ser sempre considerada um sinal de alarme para consultar o médico veterinário.

4 Dicas para colocar em prática se o seu cão tem mau hálito

dicas para cao que tem mau halito

1. Atenção à alimentação

Tal como nas pessoas, a alimentação pode ser um fator importante para o hálito do cão. A alimentação com ração seca favorece a limpeza dos dentes e a acumulação de detritos alimentares é menor, contribuindo assim para um hálito com melhor odor.

Os alimentos húmidos para cão ou comida de pessoas facilitam a acumulação de detritos e bactérias na boca, fazendo com o cão desenvolva um hálito com um odor mais intenso.

2. Escove os dentes do seu cão

Tal como nós, os cães precisam de escovar e cuidar da sua boca. Escovar os dentes do seu cão com uma pasta e uma escova apropriada reduz o risco de este desenvolver tártaro e consequentemente desenvolver doença periodontal.

O ideal seria escovar os dentes diariamente, no entanto deve fazê-lo, no mínimo, 3 vezes por semana. Para escovar os dentes do seu cão deve utilizar uma pasta adequada, nunca uma pasta de dentes de pessoas, pois os cães ingerem a pasta e podem sofrer uma intoxicação.

Por norma as pastas de dentes para cães são também mais atrativas e palatáveis pelo que estes adoram o sabor.

Habitue o seu cão a permitir a escovagem de dentes desde cachorro, pois mais tarde, por não estar habituado, pode ser difícil realizar esta prática de higiene.

3. Leve o seu cão ao médico veterinário regularmente

Uma visita ao médico veterinário pelo menos uma vez por ano é essencial para garantir a saúde do seu melhor amigo. Através desta consulta, o médico veterinário irá garantir que o organismo do animal está a funcionar bem.

O artigo continua após o anúncio

A boca, é também sempre verificada nessas consultas. Assim, o médico veterinário irá recomendar o que for necessário para uma melhor saúde oral do seu cão.

Por exemplo, por vezes, os donos não se apercebem da presença de tártaro ou dente partido, ou até uma gengivite (inflamação das gengivas). Desta forma, caso seja detetado alguma coisa pelo médico veterinário, este irá tomar as devidas precauções e evitar que a doença progrida.

Saiba que não precisa de ter grandes gastos nas idas ao veterinário com o seu animal. Atualmente, existem planos de saúde animal que ajudam a poupar na conta final e que são uma mais valia para ajudar a equilibrar o orçamento da saúde do seu cão.

O plano de saúde Vetecare permite o acesso a uma vasta rede de profissionais, veterinários, com valores acessíveis e vantajosos,  a partir de 13€ por mês para dois animais de companhia.

Saiba mais informações sobre a adesão ao plano >>

4. Utilize produtos para melhorar o hálito

Nenhum produto deve ser utilizado no seu cão sem o aconselhamento do médico veterinário que o acompanha. Existem produtos na forma de elixir (tal como para as pessoas) e na forma de pós, que podem ser colocados na comida e ajudam a melhorar substancialmente o hálito do cão.

Se o seu cão está com mau hálito, informe-se com o médico veterinário acerca dos produtos que pode utilizar para melhorar este odor.

Possíveis causas de mau hálito nos cães

causas mau halito nos caes

O mau hálito nos cães, na maioria das vezes, relaciona-se a uma fraca higiene oral. No entanto, se o seu cão está com mau hálito, o ideal é levá-lo ao médico veterinário, pois existem muitas outras patologias que podem causar um mau odor na boca do seu cão.

O artigo continua após o anúncio

Doença oral

Esta é a causa mais comum de halitose, ou seja, mau hálito. O seu cão pode desenvolver gengivites em que há apenas uma inflamação na gengiva adjacente ao dente, causada pela acumulação de bactérias. Um dos sinais desta patologia é o sangramento gengival e halitose.

Se o seu cão está com mau hálito, também pode estar com uma periodontite ou doença periodontal. A maioria dos cães mais velhos apresenta esta doença que resulta de anos de desenvolvimento de tártaro, placa bacteriana e gengivite, sem tratamento. Pode inclusive levar a perda de dentes.

Alterações no esófago

Problemas no esófago como megaesófago, massas, estrituras, podem ser causas de halitose.

Queimaduras

Sejam químicas (por corrosão) ou físicas pelo calor as queimaduras podem levar a feridas na língua e outras partes da boca que provocam muito mau odor.

Úlceras na boca

As úlceras são também feridas na boca, normalmente com uma causa associada. Podem surgir em várias doenças como, por exemplo, em casos de insuficiência renal crónica grave.

Massas na boca

Tumores ou massas na boca podem provocar mau hálito nos cães.

Inflamações

Inflamações na boca, faringe, ou nos seios nasais, como, por exemplo, no caso na sinusite e rinite, podem provocar alterações no odor da boca do seu cão.

Corpos estranhos

Os cães adoram roer coisas. Por vezes podem roer o que não devem, como ossos que podem ficar espetados na boca. Isso vai criar mau odor assim como outros sinais de dor na boca.

O artigo continua após o anúncio

Em qualquer uma das destas situações o plano de saúde Vetecare pode ser uma mais valia para o ajudar a poupar em possíveis despesas de veterinário.

Veja também: