Mónica Carvalho
Mónica Carvalho
31 Ago, 2018 - 16:24

Tem um animal exótico? Saiba como cuidar dele e protegê-lo

Mónica Carvalho
Patrocinado por:

Se sempre foi adepto da ideia de ter um animal exótico, atente aos conselhos que temos para si, antes de tomar qualquer decisão. Queira o melhor por ele.

Tem um animal exótico? Saiba como cuidar dele e protegê-lo

Ter um animal exótico deve ser compreendido como algo muito mais além do que a simples vontade de ter um animal diferente e invulgar. Tal como a decisão de adotar um animal, deve ser algo assumido de forma bem consciente, tendo noção das exigências legais, custos, responsabilidade e disponibilidade exigidos.

O que diz a lei portuguesa sobre ter um animal exótico

De acordo com a nova lei, que vem proceder à alteração do Decreto-Lei n.º 276/2001, de 17 de outubro, que visa a “Aplicação da Convenção Europeia para Proteção de Animais Companhia”, nenhum animal exótico ou selvagem pode ser publicitado ou vendido “através da Internet, designadamente através de quaisquer portais ou plataformas, de caráter geral ou específicos para este tipo de venda, mesmo que sujeitas a registo prévio de utilizadores ou de acesso restrito”.

Quando adquirir um animal exótico pelos meios legais, deverá, igualmente, obter uma licença junto da câmara municipal da sua área de residência, que só a irá conceder se houver um parecer favorável do médico veterinário municipal da área.

Além disso, convém não esquecer que muitas espécies de animais selvagens estão interditas em Portugal, entre as quais se inclui: crocodilos, elefantes, ursos, lobos, veados, cobras, jibóias, víboras, serpentes, um elevado número de aves, felinos e primatas.

Cuidados a ter com um animal exótico

animal exotico e gaiola passaro

A decisão de ter um animal exótico deve ser muito bem ponderada e, para tal, consultar um profissional de veterinária devidamente habilitado e certificado é fundamental.

Após a tomada de decisão, obtenção de licença municipal, bem como da compra legal do animal, há que ter em conta que cada espécie de animal exótico tem características próprias e condições específicas de alimentação, habitat e demais questões.

Idade de um animal exótico

Há animais exóticos que aumentam muito de tamanho e alguns podem, inclusivamente, viver durante várias décadas, como é o caso das tartarugas. Terá condições para dar resposta?

Habitação

A maioria dos répteis vivem em climas quentes ou tropicais na natureza, o que requer alguma forma de aquecimento, como é o caso dos lagartos e cobras. Se viver num local mais frio, poderá sempre comprar lâmpadas para conseguir a temperatura desejada, bem como lâmpadas ultravioleta para fornecer-lhes a vitamina D essencial que obteriam da luz do sol no seu ambiente natural.

A gaiola dos pássaros deve ter, no mínimo, o dobro da sua altura e é esse o valor a ter em conta também para o diâmetro do artigo que vai comprar.

Seja qual for o animal, dentro do espaço onde ele ficará, deverá sempre recriar o seu habitat natural.

Alimentação

Uma das grandes diferenças entre os animais de estimação exóticos e os outros animais domésticos é que os primeiros gostam de comer presas vivas, como é o caso dos lagartos que comem uma grande variedade de insetos e outros invertebrados, como grilos, gafanhotos ou vermes.

Nos restantes casos de animais exóticos, a alimentação mais comum são as sementes e verduras.

Comportamento

Há muitas pessoas que sentem um fascínio enorme pelos animais exóticos pelo seu aspeto invulgar, ao invés de pensar se são animais que não serão prejudicados pelo cativo doméstico. Porém, muitos animais não foram criados para serem tocados ou manuseados, mas sim apenas para serem observados.

Por outro lado, alguns lagartos, como lagartixas e dragões barbudos, têm uma natureza dócil e amigável.

Há ainda uma terceira questão: algumas espécies de animais exóticos são noturnas por natureza.

Custos

Além do preço inicial relativo à compra de um animal de estimação exótico e todo o equipamento necessário, haverá custos contínuos, como contas de comida e veterinário, sendo que nem todos os veterinários poderão estar preparados para receber o seu animal, obrigando ainda a deslocações maiores.

Para ajudá-lo em todas estas questões, temos uma sugestão: o plano de saúde Vetecare, o primeiro plano que inclui animais exóticos e que lhe dá os mesmos descontos como se tivesse um animal de estimação não exótico, por a partir de 13€ por mês.

Seguro de saúde para animais exóticos

papagaio veterinario

Cuidar de um animal exótico pode não ser tarefa fácil. Por isso, se puder poupar dinheiro, sem cortar na qualidade de vida do animal, tanto melhor. E a melhor forma de o fazer é subscrevendo um plano de saúde para animal.

O plano de saúde animal Vetecare é um dos mais completos e acessíveis, sem períodos de carência, sem plafond anual, sem exclusão de idade, espécie ou raça e com uma cobertura nacional.

Poderá usufruir de serviços como:

  • Apoio ao Domicílio
  • Exames auxiliares de diagnóstico
  • Internamento
  • Medicina Preventiva
  • Cirurgias
  • Farmácias
  • Medicamentos e produtos
  • Registo
  • Transporte
  • Urgências
  • Consultas
  • Formação
  • Medicina Alternativa
  • Serviços de bem-estar
  • Treino animal
  • Serviços Fúnebres

Se ficou com dúvidas e quer saber mais informações, não se preocupe: a Vetecare entra em contacto consigo. Pode aceder ao plano de saúde no momento e usufruir de todos os descontos em qualquer serviço na hora!

Veja também: