Primeiras noites em casa do cão: prepare a chegada do seu novo amigo

As primeiras noites em casa do cão podem ser complicadas porque tudo é novo para ele. Saiba como se deve preparar para a chegada do seu cachorro.

Powered by: Vetecare
Primeiras noites em casa do cão: prepare a chegada do seu novo amigo
Crie um local seguro para que o seu cachorro se sinta confortável quando está sozinho.

Deve ter alguns cuidados para garantir que o seu amigo se adapta da melhor forma à nova casa e à nova família. Especialmente se for cachorro e tiver saído há pouco tempo de perto da sua mãe, as primeiras noites em casa do cão podem ser complicadas.

Primeiras noites em casa do cão: o que preparar antes da sua chegada?


Mesmo antes da chegada do seu cão, deve começar a preparar algumas coisa, de forma a que quando ele chegar já tenha o seu enxoval e não lhe falte nada.

Comedouro e bebedouro

primeiras noites em casa do cao comedouro e bebedouro

Antes do seu cachorro chegar à sua nova casa deve ter comprado previamente um bebedouro e um comedouro, pois mal chegue são coisas que irá necessitar de imediato.

É bom ter atenção aos materiais, sendo que o mais recomendado é o inox pois é mais fácil de lavar, apesar da louça ou vidro também serem uma opção, são mais frágeis e podem partir. Os de plástico não são muito recomendados pois são mais apetecíveis para o seu cão roer e acumulam mais sujidade e cheiros.

O tamanho também é importante, uma vez que, se for demasiado grande para o tamanho do cachorro, este pode sentir-se desconfortável. Se for demasiado pequeno o cachorro não irá conseguir comer ou beber.

Coleira e trela

primeiras noites em casa do cao coleira e trela

A coleira e a trela acompanharão o cachorro desde o primeiro momento até ao longo da sua vida. Se for um cão adulto irá provavelmente poder manter a mesma durante algum tempo, se for um cachorro em crescimento prepare-se para estar atento durante todo o crescimento para ir ajustando a coleira e ir trocando por tamanhos maiores.

É importante escolher a coleira e a trela que mais se adequam ao cachorro. Existem trelas mais compridas, mais curtas, extensíveis. Pode optar também entre coleira e peitoral, e dentro de cada um há uma grande variedade de escolha.

Fale com o seu médico veterinário se tiver alguma dúvida na escolha da trela e coleira para o seu cão.

Brinquedos

primeiras noites em casa do cao cachorro a brincar

Todos os cães de qualquer idade adoram brincar. Os cachorros irão tendencialmente gostar mais de brincar e ter mais energia, no entanto um cão ao longo da sua vida irá sempre ter momentos de brincadeira.

É necessário que lhe compre brinquedos com que possa brincar e interagir com o cachorro, pois para além da brincadeira sozinhos, a brincadeira com os donos também é muito importante.

Deve comprar também brinquedos específicos para quando o seu cão fica sozinho em casa. Estes brinquedos devem ser colocados apenas quando os tutores saem ou por exemplo, durante a noite se deixar o seu cachorro numa divisão da casa sozinho.

Alimentação

primeiras noites em casa do cao racao

Antes do seu cachorro chegar a casa, deve ter já preparada a sua alimentação. A escolha da alimentação é muito importante para o bom desenvolvimento do cachorro.

Opte por alimentos específicos para cão e evite dar da sua comida ou restos. Ossos nunca devem ser dados aos cães, sob risco de provocar graves problemas.

Aconselhe-se com o seu médico veterinário acerca da alimentação mais indicada para o seu cão, consoante o porte e idade.

Lembre-se que uma boa nutrição durante a fase de desenvolvimento do cachorro pode ser crucial para a sua saúde do cão durante toda a vida.

Médico veterinário

primeiras noites em casa do cao veterinaria e cachorro

Antes da chegada do seu novo cão a casa deve escolher o médico veterinário que irá seguir o seu cão. Desta forma, poderá antes de o levar para casa, leva-lo a uma consulta para fazer um check up e garantir que está tudo bem com ele.

Na primeira consulta poderá questionar o seu médico veterinário com dúvidas acerca dos cuidados a ter com o seu cachorro e acerca do plano de vacinação e desparasitação.

Primeiras noites em casa do cão: cuidados a ter para que o seu novo amigo se sinta seguro


As primeiras noites do cão em casa são sempre um desafio, no entanto, caso seja um cachorro pequeno ou um cão adoptado já adulto haverão algumas diferenças na forma como lidar com a situação.

Em qualquer dos casos, adotar um plano de saúde animal pode ser uma ajuda grande para evitar gastos e preocupações desnecessárias. Saiba que, com o Plano de Saúde Vetecare, por apenas 13€ por mês pode ter acesso a uma vasta rede de profissionais que podem ajudar a cuidar do seu patudo da melhor forma.

Com este plano poderá ter acesso a diversos serviços como apoio ao domicílio, cirurgias, consultas e exames auxiliares de diagnóstico, farmácia e internamento, registos e certificados, e até de treino animal.

Cachorros

primeiras noites em casa do cao bebe

Para além de ser um local totalmente desconhecido para eles, com pessoas também desconhecidas, os cachorros que estavam com os seus irmãos e a sua mãe, irão sentir a sua falta. Sair de perto dos irmão e da mãe pode ser uma experiência traumática, dessa forma, é crucial fazer como que o seu cachorro se sinta seguro.

Uma dica importante é trazer uma manta com o cheiro da mãe e irmãos. Essa manta irá acompanhar o seu cachorro nos primeiros dias, especialmente quando ficar sozinho. Enquanto estão acompanhados pela nova família sentem-se bem, mas quando ficam sozinhos num local desconhecido, isso pode tornar-se stressante.

Deve arranjar um cesto ou cama para providenciar como ninho para o seu cachorro. Aqui será um local seguro, e nunca o deverá castigar mandando-o ir para o ninho, pois o ninho deve ser visto como um local seguro e não de punição.

Se for muito pequeno e estiver frio será aconselhável colocar um botija de água quente. Os cachorros quando estão com a mãe e irmãos deitam-se junto deles para se aquecerem e aconchegarem. Desta forma, colocando uma botija de água quente, poderá proporcionar algum conforto ao seu cachorro.

Deve desde logo cedo habituar o cachorro ao lugar onde quer que ele durma. Não deve por exemplo habitua-lo a dormir consigo na cama se não é isso que pretende a longo prazo.

É normal que o cachorro chore um pouco quando fica sozinho, no entanto, se lhe tiver proporcionado todos os cuidados e entretenimento e o seu cachorro estiver saudável, deve tentar que o cachorro se consiga acalmar sozinho, caso contrário o cachorro irá perceber que se chorar irá conseguir a sua atenção.

Deve deixar o cachorro no local escolhido para dormir cerca de meia hora antes de se deitar de forma a perceber como irá reagir.

Cão adulto

primeiras noites em casa do cao adulto

Um cão adulto não requer tantos cuidados como um cachorro, pois não houve separação da mãe e dos irmãos e de qualquer maneira já não é dependente.

No entanto, um cão adulto quando é adoptado pode ter muitas histórias de vida passadas, incluindo passados traumáticos, quando falamos de um cão adoptado da rua ou de um canil por exemplo.

É normal, portanto, que mesmo sendo adulto, o cão estranhe o local e as pessoas, e se sinta inseguro num local desconhecido. Proporcione um local seguro com uma cama para o seu cão descansar, brinquedos, comida e água.

Fazer atividades positivas para o animal no local onde irá dormir pode também ajuda-lo a relaxar. Cada vez que o seu cão for descansar para o seu ninho voluntariamente, pode também premiá-lo.

As primeiras noites em casa do cão nem sempre são fáceis. No entanto, se proporcionar ao seu cão um local seguro e tiver alguns cuidados para não tornar a experiência de uma nova casa e família traumática, será apenas uma fase passageira.

Veja também:

Dra. Patrícia Azevedo Dra. Patrícia Azevedo

Patrícia Azevedo é médica veterinária natural de Braga. Desde a sua infância que é apaixonada por animais e sempre teve a ambição de ser médica veterinária. Trabalhou como voluntária em associações de proteção e ajuda a animais errantes desde os 11 anos de idade . Iniciou o seu percurso como estudante desta área na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro e concluiu os seus estudos no Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar. Tem três gatos e uma cadela retirados da rua. Trabalha atualmente na sua cidade natal, em medicina e cirurgia de pequenos animais.