Publicidade:

Picada de aranha: sabe reconhecer os sinais?

A picada de aranha é extremamente rara no nosso país, pois as espécies dominantes em Portugal são a tarântula europeia ou a viúva-negra europeia.

 
Picada de aranha: sabe reconhecer os sinais?
As aranhas podem representar um verdadeiro perigo para a saúde

Existem milhares de espécies de aranhas no mundo, sendo que uma grande percentagem são venenosas, no entanto, a grande maioria das espécies europeias não possui quelíceras (agulhas de veneno) suficientemente robustas para perfurar a pele humana. No entanto, é importante ter a noção de que, a picada de aranha pode não ser inócua e até chegar mesmo a ser fatal, devido a reações anafiláticas (reacção alérgica do organismo ao veneno que pode colocar em risco as funções vitais, como a respiração e a circulação sanguínea).

As aranhas podem viver em diferentes habitats terrestres, tanto em áreas urbanas quanto em rurais e, de um modo geral, as aranhas atacam apenas para se defenderem, principalmente se forem esmagadas ou comprimidas.

Picada de aranha: sinais e sintomas


picada de aranha comichao no braco

Tendo em conta que existem diversos tipos de aranhas, as manifestações das suas picadas podem ser diferentes, como por exemplo:

  • Uma picada de aranha pode ser reconhecida por dois pontos na mordida, porque a aranha morde com duas mandíbulas.
  • Picada da aranha viúva negra:
    • Sensação imediata de picada, acompanhada de dormência e entorpecimento;
    • Passado algum tempo pode surgir entorpecimento, diaforese e eritema e piloereção;
    • Pode também surgir dor tipo cãibra nos grandes grupos musculares do tronco, hipertensão, taquicardia, cefaleias, náuseas e vómitos.
  • Picada de tarântula, apesar de não serem venenosas podem provocar os seguintes sintomas:
    • Degranulação celular;
    • Urticária;
    • Angioedema;
    • Broncospasmo;
    • Hipotensão.
  • As picadas de outras espécies de aranhas podem ocorrer e podem causar dor e inchaço.

 

Picada de aranha: diagnóstico e tratamento


picada de aranha medico a observar braco de paciente

Nem sempre é fácil o diagnóstico desta situação, uma vez que implica um testemunho da visualização da picada, bem como a captura da aranha e a sua identificação.

Para além disso, o médico tem em conta a história do doente e os sinais físicos que manifesta, bem como, a exclusão de outras causas.

A maioria das picadas de aranha é inofensiva ou causa apenas um leve desconforto que desaparece sozinho depois de alguns dias, no entanto, poderá ter de se submeter aos seguintes passos dos diferentes tipos de tratamento:

  • Limpeza local com água e sabão e tratamento da ferida;
  • Aplicação de gelo para reduzir a dor e o edema;
  • Elevação da extremidade picada;
  • Toma de um medicamento para aliviar a dor (paracetamol) ou um anti-inflamatório (ibuprofeno) se necessário;
  • Repouso absoluto;
  • Ir de imediato a uma unidade de saúde para:
    • Iniciar a profilaxia do tétano;
    • Pode ser necessário o recurso a pomadas com antibióticos;
    • Pode ser necessário o recurso a medicação, como por exemplo, anti-histamínicos, opióides parenterais, benzodiazepínicos e soro antiaracnídico, no caso de picadas graves de aranha.

Para quaisquer esclarecimentos sobre picadas e mordeduras de animais o Sistema Nacional de Emergência Médica (INEM) disponibiliza o Centro de Informação Antivenenos (CIAV), disponível 24 horas por dia, através do telefone 808 250 143 ou do número de emergência único europeu 112.

Picada de aranha: o que não deve fazer e como evitar?


picada de aranha repelente para insetos

Em caso de presença de picada de aranha, existem duas coisas importantes que não deve de todo fazer, para que o veneno não se espalhe e piore a situação, e são elas:

  • Sugar o veneno da picada da aranha;
  • Praticar atividade física imediata, de forma a evitar espalhar o veneno.

Como evitar a picada de aranha?

Utilize vestuário específico, como por exemplo, camisas de mangas compridas, chapéus, luvas e botas, principalmente se souber que irá estar em locais com elevada probabilidade de existir este tipo de insetos, como por exemplo, sótão, garagem, etc.;

  • Verifique sempre o interior das luvas ou calçado antes de os calçar;
  • Utilize repelente quando estiver ao ar livre;
  • Limpe frequentemente o seu quintal e garagem, pois, as aranhas gostam de ambientes húmidos e escuros;
  • Deve colocar soleira nas portas e telas nas janelas para evitar que elas possam entrar em casa;
  • Tenha a vacina do tétano em dia.

 

Veja também:

Enfª Bárbara Andrade Enfª Bárbara Andrade

Bárbara Andrade é Enfermeira Especialista em Reabilitação e Formadora em várias entidades. Desta forma, tem como princípios a promoção e a educação para a Saúde nas diferentes faixas etárias. Terminou a Especialidade em Enfermagem de Reabilitação na ESEnfCVPOA e exerce atualmente o cargo de enfermeira no CHEDV - HSS.

O Vida Ativa disponibiliza e atualiza informação, não presta serviços de aconselhamento nutricional, de saúde ou de treino. O Vida Ativa não é proprietário nem responsável pelos produtos e serviços de terceiros apresentados, por conseguinte não será responsável por quaisquer perdas ou danos que possam resultar de quaisquer imprecisões ou omissões. A informação está atualizada até à data apresentada na página e é prestada de forma geral, tratando-se de textos meramente informativos, pelo que não constitui nem dispensa a assistência profissional qualificada e individualizada. Caso pretenda sugerir uma atualização, por favor, envie-nos a sua sugestão para: [email protected].