Publicidade:

Lulu da Pomerânia (ou Spitz Alemão Anão): tudo o que precisa de saber sobre esta raça

O Lulu da Pomerânia, também chamado Spitz Alemão anão, é uma raça cheia de energia, extrovertida, robusta e inteligente. O seu pequeno porte faz dele uma companhia perfeita em qualquer lugar.

 
Lulu da Pomerânia (ou Spitz Alemão Anão): tudo o que precisa de saber sobre esta raça
Um pequeno cão audaz e cheio de vida.

Também conhecido por Spitz Alemão anão, O Lulu da Pomerânia é muito dócil, extrovertido, atento e excepcionalmente devotado ao dono, o que facilita, e muito, o seu treino.

E que é imprescindível para controlar um temperamento forte e que vem ao de cima quando se depara com estranhos e outros cães, principalmente.

No passado era encarado como um cão de luxo, tendo-se tornado muito popular também como um guardião eficaz, ousado e que pode por vezes se mostrar demasiado audacioso. De tal forma que pode ladrar para alertar de algo ou simplesmente porque lhe apetece.

Características gerais do Lulu da Pomerânia


Grupo: Grupo 5 – Cães de tipo Spitz e de tipo Primitivo

Finalidade: cão de companhia

Ambiente ideal: apartamento

País de Origem: Polónia

Porte: pequeno

Altura: de 18cm a 22cm

Peso ideal: de 3kg a 4kg

Cor: vermelho-fulvo, sésamo, tigrado e branco

Esperança Média de Vida: entre 15 a 16 anos

Preço médio: de 550€ a 800€

 

Características específicas do Lulu da Pomerânia


Não se deixe enganar por este aspeto fofo e delicado porque, por baixo daquela camada de pelo considerável, pode estar uma personalidade forte, que impõe respeito e se mostra bem maior do que realmente é.

Energia
Inteligência
Tolerância ao frio
Tolerância ao calor
Cuidados de higiene
Queda de pelo
Tendência para problemas de saúde
Facilidade de aprendizagem
Socialização com crianças
Socialização com estranhos
Socialização com cães
Socialização com gatos

 

Fases da vida do Lulu da Pomerânia


Bebé

1 – 6 meses

Adulto

6 meses – 15 anos

Idoso

15 – 16 anos

Físico do Lulu da Pomerânia


lulu da pormerania

Spitz Alemão anão tem um formato de cabeça que faz lembrar uma raposa: larga atrás e mais fina à medida que nos aproximamos do nariz.

No focinho encontramos: olhos oblíquos de cor escura e orelhas pequenas, triangulares, implantadas no alto, que são mantidas sempre eretas.

Nos primórdios da sua existência, esta raça era maior, porém a diminuição do tamanho não se refletiu necessariamente na diminuição da cabeça.

Temperamento do Lulu da Pomerânia


O Lulu da Pomerânia mantém sempre uma distância de segurança para com os estranhos, não perdendo nunca o olhar atento e uma postura de alerta, o que prova a sua elevada inteligência, que deve ser estimulada, com treinos e brincadeiras.

Na sua natureza é uma raça curiosa, dócil, corajosa e ousada, segura de si mesma e muito protetora em relação aos donos. Por isso, habitue-o, desde cedo, ao contacto com outras pessoas e animais, para não se tornar uma pequena fera.

Problemas de Saúde do Lulu da Pomerânia


Ossos

  • Luxação da patela, do ombro.

Olhos

  • Atrofia progressiva da retina.

Sistema cardiovascular

  • Hipoglicemia.

 

Cuidados a ter com o Lulu da Pomerânia


Temperatura

  • São sensíveis ao calor.

Pelo

  • Escovar, no mínimo, duas vezes por semana.

Dentes

  • Escovar diariamente.

 

Origem do Lulu da Pomerânia


Descendente do cão dos pântanos, que viveu há cerca de 6.000 anos, o Spitz Alemão anão já era conhecido na Alemanha por volta do ano 1700, mas a sua origem remonta à Polónia e a sua designação devido à região homónima onde apareceu, uma zona histórica e situada no norte da Polónia e da Alemanha na costa sul do mar Báltico.

O amor da rainha Victoria, de Inglaterra, por esta raça, levou a que os ingleses começassem a produzir uma linhagem de tamanho mais pequeno e em mais cores, como verdadeiros cães de exposição.

Curiosidades sobre o Lulu da Pomerânia


O Spitz Alemão anão é descendente do Malamute do Alasca, Samoyeda e Husky Siberiano, cães que puxavam trenós na Finlândia e Islândia.

Dois Lulus da Pomerânia ficaram famosos por terem sobrevivido ao naufrágio do navio Titanic em 1912, juntamente com as duas donas.

O artista Miguel Ângelo possui um cão desta raça, que ficava sentado numa almofada de cetim a observá-lo a pintar o teto da Capela Sistina.

Isaac Newton e Mozart também tinha cães desta raça.


Conheça mais raças de cães:

Todas as raças de cães

Todas as
raças de cães

Raças de cães pequenos

Raças de
cães pequenos

Raças de cães médios

Raças de
cães médios

Raças de cães grandes

Raças de
cães grandes

Mónica Carvalho Mónica Carvalho

Mónica Carvalho é licenciada em Jornalismo e Ciências da Comunicação, com Pós-Graduação em Comunicação, Assessoria e Marketing. Vê na produção de conteúdos uma forma de tornar o mundo um lugar mais interessante, curioso e acessível. Os livros, filmes, séries, música, desporto e, acima de tudo, as histórias das pessoas inspiram-na a querer sempre fazer mais e melhor.

O Vida Ativa disponibiliza e atualiza informação, não presta serviços de aconselhamento nutricional, de saúde ou de treino. O Vida Ativa não é proprietário nem responsável pelos produtos e serviços de terceiros apresentados, por conseguinte não será responsável por quaisquer perdas ou danos que possam resultar de quaisquer imprecisões ou omissões. A informação está atualizada até à data apresentada na página e é prestada de forma geral, tratando-se de textos meramente informativos, pelo que não constitui nem dispensa a assistência profissional qualificada e individualizada. Caso pretenda sugerir uma atualização, por favor, envie-nos a sua sugestão para: [email protected].