Publicidade:

8 dicas para o gato não arranhar o sofá

Conheça algumas dicas para os gatos não arranharem o sofá e outras peças em sua casa. Saiba como acabar com este comportamento dos seus felinos.

8 dicas para o gato não arranhar o sofá
Arranhar é um instinto natural dos felinos

Quem tem gatos em casa sabe que é difícil manter os móveis protegidos das unhas dos felinos. No entanto, não tem que ser assim. Seguindo algumas dicas para o gato não arranhar o sofá e outra mobília, é possível ter gatos e mobília estimada.

8 dicas para o gato não arranhar o sofá


1. Cortar as unhas ao gato

dicas para o gato nao arranhar o sofa cortar as unhas ao gato

A melhor forma de evitar que o seu gato provoque estragos com as unhas e mantê-las sempre curtas. As unhas dos gatos podem ser cortadas com corta-unhas próprios para gatos.

É necessário ter alguma prática para conseguir cortar as unhas aos gatos. Nas primeiras vezes é aconselhável que peça ajuda ao médico veterinário para que este o possa ensinar e demonstrar como o deve fazer.

A unha deve ser cortada apenas na parte mais extrema branca, correndo o risco de, se cortar a parte rosa no sabugo, a unha sangrar. O sangramento nesta zona não é problemático, no entanto, por ser um local muito irrigado pode ser difícil de estancar o sangue. Caso aconteça um acidente deve tentar utilizar uma compressa fazendo pressão para estancar a hemorragia e posteriormente desinfetar a zona.

Deve começar a habituar o gato a cortar as unhas logo desde cedo, se possível enquanto ainda é um gatinho pequeno. Quanto mais velho o tentar ensinar a permitir que lhe corte as unhas, mais difícil será.

Para evitar que os gatos danifiquem a mobília, deve aparar as unhas com regularidade, quinzenalmente ou no máximo uma vez por mês.

2. Utilizar capas protetoras para as unhas do gato

Uma alternativa ao corte de unhas, e que acaba por proteger ainda mais a unha, tornando-a romba, em vez de afiada, são as capas protetoras para as unhas, conhecidas como soft paws (1).

Estas capas protetoras são feitas de vinil e existem em várias cores. A sua colocação é acessível e pode ser feita pelos tutores em casa, ou em caso de gatos difíceis o melhor é serem colocadas pelo médico veterinário, em alguns casos é necessário os animais estarem sob o efeito de uma leve sedação para permitirem.

Á medida que a unha vai crescendo as capas protetores devem ser renovadas.

3. Arranjar arranhadores para os gatos

Arranhar é um instinto natural do gato, portanto, já que o gato o irá fazer, de forma a evitar que arranhe mobiliário deve oferecer-lhe arranhadores.

Existem arranhadores de vários tipos de corda, cartão, horizontais ou verticais. Podem ser maiores ou mais pequenos, existem até “árvores” que são um conjunto de arranhador com brinquedos e sítios para dormir. Como são altos os gatos costumam gostar bastante.

Dependendo do gato a sua preferência relativamente ao tipo de arranhador pode ser diferente, assim é importante perceber os gostos do gato.

Se o seu gato nunca foi habituado ao arranhador é normal que não vá de imediato arranhar. É importante mostrar ao gato para que serve o arranhador, e pode fazê-lo levando o gato para lá e fazendo movimentos no arranhador com as suas próprias mãos. Nunca deve forçar o gato a arranhar podendo causar stress e medo ao animal.

4. Tornar os arranhadores interessantes

dicas para o gato nao arranhar o sofa gato deitado no arranhador

Tornar os arranhadores interessantes é uma das dicas para o gato não arranhar o sofá. Muitas vezes o gato continua a preferir a mobília em vez do arranhador, pois ele considera que a mobília é mais interessante. Assim, é necessário incentivar o gato a usar o arranhador.

Os gatos costumam arranhar depois de acordar ou de comer, portanto é boa ideia colocar o arranhador perto do local onde o gato costuma dormir ou comer. ´

Esfregar no arranhar erva-gateira, ou catnip, pode também incentivar o gato a utilizar o arranhador, uma vez que os óleos essenciais desta planta provocam sensação de bem-estar no gato (2).

5. Proteger a mobília

Um das dicas para o gato não arranhar o sofá ou outra mobília e protegê-la. Pode cobrir os moveis com mantas, lençóis ou capas próprias de forma a evitar que ao arranhar, o gato não danifique o material que se encontra por debaixo.

Outra alternativa é não permitir o acesso do gato ao local onde se encontram os móveis.

6. Utilizar repelentes naturais

Os repelentes devem ser evitados ao máximo sob risco de criar medo e stress ao gato, e a sua eficácia também é pouca.

Os gatos não gostam de cheiros cítricos, portanto uma das dicas para o gato não arranhar o sofá pode passar por colocar sumo de limão nos locais que não quer que o gato arranhe.

7. Utilizar feromonas

dicas para o gato nao arranhar o sofa feromonas para gato

As feromonas felinas são substancias químicas libertadas pelos gatos para comunicarem entre si, e apenas são perceptiveis pelos indivíduos da mesma espécie. Existem feromonas sintéticas semelhantes a estas naturais que conseguem transmitir sinais de calma, tranquilidade e marcação de território.

O felliway feliscratch ajuda a redirecionar o comportamento de arranhar para os locais adequados enviando uma mensagem territorial para que o gato arranhe o local onde é colocado (3).

8. Treinar o gato

Os gatos também podem ser treinados, portanto, uma das melhores dicas para o gato não arranhar o sofá é treiná-lo para que não o faça e ensiná-lo a usar o arranhador.

Pode utilizar o reforço positivo para incentivar o gato a utilizar o arranhador, ou seja, recompensa-lo de cada vez que o faça.

De cada vez que o gato arranhar mobília pegue-o e coloque-o no arranhador. Nunca tente castigar o gato tanto verbalmente como fisicamente, pois para além de não resultar pode causar-lhe ansiedade.

Veja também:

Fontes

1. Soft Paws. Disponível em:
https://www.softpaws.com/soft-paws-cats/

2. Bol, S. et al. (2017). Responsiveness of cats (Felidae) to silver vine (Actinidia polygama), Tatarian honeysuckle (Lonicera tatarica), valerian (Valeriana officinalis) and catnip (Nepeta cataria). Disponível em:
https://bmcvetres.biomedcentral.com/articles/10.1186/s12917-017-0987-6

3. Feliway. Disponível em:
https://www.feliway.com/pt/Produtos/FELISCRATCH-gama-FELIWAY

Dra. Patrícia Azevedo Dra. Patrícia Azevedo

Patrícia Azevedo é médica veterinária natural de Braga. Desde a sua infância que é apaixonada por animais e sempre teve a ambição de ser médica veterinária. Trabalhou como voluntária em associações de proteção e ajuda a animais errantes desde os 11 anos de idade . Iniciou o seu percurso como estudante desta área na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro e concluiu os seus estudos no Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar. Tem três gatos e uma cadela retirados da rua. Trabalha atualmente na sua cidade natal, em medicina e cirurgia de pequenos animais.

O Vida Ativa disponibiliza e atualiza informação, não presta serviços de aconselhamento nutricional, de saúde ou de treino. O Vida Ativa não é proprietário nem responsável pelos produtos e serviços de terceiros apresentados, por conseguinte não será responsável por quaisquer perdas ou danos que possam resultar de quaisquer imprecisões ou omissões. A informação está atualizada até à data apresentada na página e é prestada de forma geral, tratando-se de textos meramente informativos, pelo que não constitui nem dispensa a assistência profissional qualificada e individualizada. Caso pretenda sugerir uma atualização, por favor, envie-nos a sua sugestão para: [email protected].