Publicidade:

Diabetes gestacional? E agora?

Em muitos casos, é possível prevenir a diabetes gestacional. Saiba o que precisa fazer e quais os cuidados a ter se for diagnosticada com a doença.

 
Diabetes gestacional? E agora?
Saiba tudo sobre esta patologia.

A diabetes gestacional é um tipo de diabetes em que os níveis de glicose (açúcar) no sangue se encontram elevados durante a gravidez e, geralmente, desaparece após o parto.

Esta patologia pode surgir em qualquer fase da gravidez, sendo que é mais comum surgir na segunda metade do período de gestação, a partir da 24ª semana.

Geralmente, as hormonas produzidas pela placenta dificultam a ação da insulina. No caso de desenvolver diabetes gestacional, o organismo materno não é capaz de aumentar a produção de insulina, de modo a manter a glicose em valores normais para a gravidez.

Quais os fatores de risco da diabetes gestacional?


diabetes gestacional mulher gravida com peso aumentado

Quando se trata de diabetes gestacional há riscos que podem ser prevenidos mas outros são inevitáveis. Podem considerar-se os seguintes aspetos como os principais fatores de risco:

  • Mulheres com idade avançada (superior a 35 anos);
  • Mulheres obesas;
  • Diabetes gestacional em gravidezes anteriores;
  • Gravidezes anteriores de bebés com peso à nascença superior a 4kg;
  • Familiares diretos da mãe com diabetes tipo 2.

 

Quais as possíveis consequências da diabetes gestacional?


diabetes gestacional gravida preocupada

Ao contrário da diabetes tipo 2, a diabetes gestacional não provoca malformações no feto. No entanto, podem verificar-se algumas consequências, nomeadamente:

  • Risco de hipertensão para a mãe;
  • Bebé com peso excessivo;
  • Maior probabilidade de necessidade de cesariana;
  • Maior risco de prematuridade;
  • Diabetes tipo 2 no futuro, para a mãe e para o bebé.

 

Como prevenir a diabetes gestacional?


diabetes gestacional gravida a caminho do ginasio

Para prevenir os risco de desenvolver diabetes gestacional é indispensável um ajuste dos hábitos alimentares antes e durante a gravidez, sendo, para isso, fundamental alcançar um peso adequando no sentido de manter um Índice de Massa Corporal e saudável.

Nesse sentido, é muito importante consultar um nutricionista e aliar a reeducação alimentar ao exercício físico. Procure fazer exercício diariamente durante, pelo menos, 30 minutos.

Como é feito o diagnóstico diabetes gestacional?


diabetes gestacional e analise ao sangue

O diagnóstico da diabetes gestacional é feito através de uma análise ao sangue no segundo e terceiro trimestre da gravidez. Em caso de fazer parte do grupo de risco, a análise deverá ser feita logo no primeiro trimestre.

Esta prova geralmente está dividida em três fases: primeiro é feita uma análise ao sangue em jejum; posteriormente a grávida toma uma bebida muito doce, espera uma hora e volta a tirar sangue; duas horas depois, volta a tirar sangue. É diagnosticado diabetes gestacional se, pelo menos, dois dos três resultados não apresentarem valores normais.

Diabetes gestacional – valores de referência:

  • Glicemia jejum: normal até 95 mg/dl;
  • Glicemia após 1 hora: normal até 180 mg/dl;
  • Glicemia após 2 horas: normal até 155 mg/dl;

 

Quais os cuidados a ter no caso de ter diabetes gestacional?


diabetes gestacional alimentacao saudavel

O primeiro passo a tomar passa por visitar o seu médico e um nutricionista, pois é indispensável adequar a sua alimentação. O exercício físico moderado também deverá estar presente nas suas rotinas diárias.

Para além destas medidas, também deverá ser necessário verificar os níveis de glicemia no sangue (picar o dedo), todos os dias, em jejum e depois das refeições. Se os valores não estiverem ajustados, pode ser necessário tomar insulina.

Estes cuidados indispensáveis, não só previnem complicações para a mãe e para o bebé, como reduzem as probabilidades de a diabetes permanecer no seu organismo e evoluir para diabetes tipo 2 após o parto.

Veja também:

Nutricionista Carolina da Costa Arcanjo Nutricionista Carolina da Costa Arcanjo

Mulher, tripeira e Nutricionista (C.P. 2181N). É licenciada em Ciências da Nutrição pela Universidade Católica Portuguesa e autora do blog "Comer para crer". Desenvolveu atividade em várias áreas da Nutrição, mas a paixão pela área clínica e pela comunicação tem prevalecido.

O Vida Ativa disponibiliza e atualiza informação, não presta serviços de aconselhamento nutricional, de saúde ou de treino. O Vida Ativa não é proprietário nem responsável pelos produtos e serviços de terceiros apresentados, por conseguinte não será responsável por quaisquer perdas ou danos que possam resultar de quaisquer imprecisões ou omissões. A informação está atualizada até à data apresentada na página e é prestada de forma geral, tratando-se de textos meramente informativos, pelo que não constitui nem dispensa a assistência profissional qualificada e individualizada. Caso pretenda sugerir uma atualização, por favor, envie-nos a sua sugestão para: [email protected].