Como preparar o cão para a chegada de um bebé: 6 dicas importantes

A chegada de um bebé implica mudanças até para os amigos de quatro patas. Atente a estas dicas para saber como preparar o cão para a chegada de um bebé.

Powered by: Vetecare
Como preparar o cão para a chegada de um bebé: 6 dicas importantes
Saiba como simplificar este processo.

Novas rotinas, novos hábitos, novos cheiros, novos sons, novas regras: apresentamos 6 dicas para saber como preparar o cão para a chegada de um bebé e facilitar um processo que visa a harmonia e felicidade familiar.

Geralmente, após a chegada de uma criança, os cãos comportam-se bem, todavia, poderão ficar desconfiados em relação não só àquele novo ser, mas também a todas as mudanças que o mesmo acarreta.

Saiba, então, como preparar o cão para a chegada de um bebé e viver em harmonia, humanos e patudos, todos juntos.

6 dicas sobre como preparar o cão para a chegada de um bebé


como preparar o cao para a chegada de um bebe

1. Treinar o animal

Independentemente de ser um cão bem-comportado e de até já ter tido treino nalgum momento da vida, a chegada de um bebé, pode transtornar o animal.

É reagir a uma nova pessoa que não interage, ou não sabe interagir, dependendo da idade da criança, que emite sons estranhos, que tem gestos desmedidos e tem um cheiro diferente.

Assim, é uma excelente ideia procurar um profissional que pode ajudar a facilitar esta etapa. Mas pode pensar que isto é mais uma despesa numa altura em que o orçamento familiar sofre grandes revés, pois a chegada de um bebé traz também muitos gastos.

Isto é verdade, mas também há formas de conseguir continuar a prestar os devidos cuidados ao seu animal sem fazer um esforço adicional, nomeadamente através da subscrição de um plano de saúde animal que seja completo e abrangente e possa ser usado em qualquer situação da vida dos animais domésticos.

Um bom exemplo disso mesmo, é Plano de saúde Vetecare. Trata-se um plano muito completo que poderá subscrever para providenciar todo o conforto, segurança e bem-estar ao seu patudo e que o deixará mais descansado com os imprevistos que possam ocorrer. Além disso, encontrará na rede de parceiros profissionais na área do treino animal que terão todas as dicas e ensinamentos fundamentais para saber como preparar o cão para a chegada de um bebé.

2. Mostre ao seu cão os objetos do bebé

De repente, a casa muda: o quarto que estava vazio é preenchido com berço, muda-fraldas, carrinhos, fraldas, produtos de higiene, brinquedos e roupinhas completamente estranhas para o animal.

Por isso, ao invés de ter tudo espalhado pela casa na expectativa de um dia conseguir arrumar tudo direitinho, faça-o desde cedo e acompanhe o cão até aos objetos para que ele se vá habituando ao cheiro, às formas e texturas.

3. Estabeleça limites

Apesar de não dever limitar o animal a nenhum espaço da casa, faça-o em relação ao berço onde habitualmente o bebé irá dormir. Condicione o seu cão a entender que há uma barreira invisível que ele não pode atravessar sem a sua permissão ou presença.

4. Apresente-o ao cheiro do bebé

Após o nascimento da criança e antes de o trazer para casa, traga um objeto, como uma fralda ou uma peça de roupa, que tenha sido usado pela criança para dar a cheirar ao cão.

Primeiro, apresente o objeto à distância, para ele perceber que aquele cheiro é familiar, mas deve ser respeitado. Aos poucos, vá dando mais permissão para que o animal se aproxime e cheire melhor.

5. Prepare a casa

Numa altura em que o bebé começa a ser mais autónomo e começa a gatinhar e até caminhar, crie alguns limites na casa, formando áreas de segurança e proteção e, se for necessário disso, separando-o do animal. As crianças têm reações espontâneas e pode suscitar reações adversas, ainda que sem maldade, por parte dos cães.

6. Mantenha um espaço seguro para o seu cão

Todos os artigos de um bebé ocupam muito espaço, é verdade. E isto torna-se mais problemático se viver numa casa ou apartamento pequenos. Mas não deve nunca abdicar do espaço ou cantinho destinado ao seu amigo de quatro patas. Assim, ele perceberá que, mesmo com todas as mudanças, ele não está a ser negligenciado.

Veja também: