Publicidade:

Azul Russo: tudo o que precisa de saber sobre esta raça

À primeira vista, o Azul Russo chama imediatamente a nossa atenção pelo seu manto cinzento-azulado, olhos brilhantes de um verde intenso e pose elegante, da qual faz parte um “sorriso” enigmático. Por dentro, descobrimos uma personalidade encantadora, embora ligeiramente reservada, que vai fazer qualquer dono sentir-se especial.

 
Azul Russo: tudo o que precisa de saber sobre esta raça
Um verdadeiro czar russo felino.

O Azul Russo é tradicionalmente um gato de pelo curto, embora surjam versões de pelo comprido, que são classificadas como uma raça separada, a que deram o nome de Nibelungo. Alguns criadores desenvolveram gatos com mantos completamente brancos ou pretos, mas estes não são aceites pela maior parte das entidades.

Assim, a designação Azul Russo não deixa margem para dúvidas e quem gosta de gatos cinzentos, vai certamente apaixonar-se por esta raça que, na Rússia, é considerada um amuleto de boa sorte, capaz de afastar os maus espíritos.

Características gerais do Azul Russo


Grupo: Gatos de pelo curto

País de Origem: Rússia

Porte: médio

Peso ideal: de 3kg a 5,5kg

Cor: cinzento azulado

Esperança Média de Vida: entre 10 a 15 anos

Preço médio: de 450€ a 970€

 

Características específicas do Azul Russo


Dando preferência a ambientes estáveis, é um gato que se habitua muito a uma rotina e não lida bem com mudanças. O Azul Russo precisa de comer sempre à mesma hora, o que também se aplica ao momento de ir dormir e até brincar. Qualquer alteração pode causar-lhe angústia e mau humor, não sendo, portanto, adequado a quem muda muitas vezes de casa, já para não falar que é um gato de um só proprietário.

Esta raça é uma boa opção para donos ocupados ou que estão muito tempo fora de casa, pois são capazes de se entreter sozinhos por horas na ausência de companhia. Isto faz com que seja importante disponibilizar-lhe brinquedos, de preferência variados, para que não se aborreça.

Energia
Inteligência
Tolerância ao frio
Tolerância ao calor
Cuidados de higiene
Queda de pelo
Tendência para problemas de saúde
Facilidade de aprendizagem
Socialização com crianças
Socialização com estranhos
Socialização com cães
Socialização com gatos

Fases da vida do Azul Russo


Bebé

0 – 12 meses

Adulto

12 meses – 10 anos

Idoso

10 – 15 anos

 

Físico do Azul Russo


azul russo

O Azul Russo tem um corpo comprido e musculado, que lhe confere elegância e agilidade de movimentos. No prolongamento do pescoço fino e reto, encontramos uma cabeça curta e cuneiforme, com superfícies planas. Nela, assentam orelhas afastadas com as pontas ligeiramente arredondadas e olhos amendoados, sempre de um tom verde-esmeralda.

O manto cinzento-azulado, com as pontas dos fios prateadas, é curto, denso, sedoso e duplo, apresentando uma camada interior abundante.

Temperamento do Azul Russo


O Azul Russo é um gato meigo, ponderado e inteligente, embora, por vezes, muito caprichoso. Por ser tímido e reservado, os donos terão de ganhar a sua confiança, mas uma vez conquistados, dão-se bem com todos os membros da família, mostrando sensibilidade perante as emoções humanas.

Com estranhos, o processo de aproximação é substancialmente mais difícil e, por norma, estes gatos escondem-se imediatamente na sua presença. Quando colocados em situações de tensão, podem tornar-se medrosos e temperamentais.

Problemas de Saúde do Azul Russo


Pelo facto de ter tido origem natural, o Azul Russo é um gato genericamente saudável, não existindo problemas genéticos de maior associados à raça.

Rins

  • Cálculos renais e problemas do trato urinário.

Outros

  • Obesidade.

 

Cuidados a ter com o Azul Russo


Alimentação

  • É importante não exceder as doses recomendadas para a sua condição física, idade e raça.

Unhas

  • Devem ser cortadas quando houver necessidade que, em geral, é quinzenalmente.

Outros

  • O Azul Russo é uma raça exigente com a higiene da caixa de areia, pelo que deve mantê-la sempre limpa.

 

Origem do Azul Russo


A história desta raça é incerta e até um pouco controversa. Para uns, o Azul Russo pode ter tido origem no século XVIII no porto de Arcangel, Norte da Rússia, uma região de temperaturas praticamente negativas, o que pode explicar o seu pelo espesso.

Daí, no século seguinte, foi levado em barcos de mercadores russos para o Norte da Europa e Inglaterra, onde foi registado pela primeira vez numa exposição. Na época, o Gato Arcangel ou Azul Estrangeiro, como era chamado, competia ao lado de outras raças de gatos azuis de pelo curto, até 1912.

Outras teorias apontam que o Azul Russo seria descendente dos gatos que pertenciam à família do Czar e que era o preferido da Rainha Vitória.

Após a Segunda Guerra Mundial, e com a raça em risco de extinção, foi iniciado um programa de revitalização que incluiu o cruzamento com siameses, embora essa mistura se tenha tornado indesejada na década de 60.

Curiosidades sobre o Azul Russo


Os fãs da série animada Tom and Jerry acreditam que Tom, um dos protagonistas, é um Azul Russo, devido ao seu pelo cinzento-azulado e aos seus brilhantes olhos verdes.

Nyan Cat, um vídeo colocado no Youtube que acabou por se tornar um meme da Internet, mostra um gato cinzento a voar através do espaço, deixando para trás um rasto de arco-íris. Foi criado em 2011 pelo ilustrador Chris Torres, que tinha um Azul Russo chamado Marty.


Conheça mais raças de gatos:

Todas as raças de gatos

Todas as
raças de gatos

Raças de gatos sem pelo

Raças de gatos
sem pelo

Raças de gatos de pelo curto

Raças de gatos
de pelo curto

Raças de gatos de pelo longo

Raças de gatos
de pelo longo

Mafalda Braga Mafalda Braga

Depois da licenciatura em Comunicação Social e Cultural e do mestrado em Media e Jornalismo, tirados na Universidade Católica Portuguesa, fez um estágio na extinta Rádio Clube Português e outro na Revista Máxima, onde ficou a trabalhar durante cinco anos e meio. Passou ainda pela Revista Must, suplemento do Jornal de Negócios, e atualmente é jornalista freelancer. Além desta área, tem uma grande paixão por cinema, viagens, animais e comida, de preferência com muito sol a acompanhar.

O Vida Ativa disponibiliza e atualiza informação, não presta serviços de aconselhamento nutricional, de saúde ou de treino. O Vida Ativa não é proprietário nem responsável pelos produtos e serviços de terceiros apresentados, por conseguinte não será responsável por quaisquer perdas ou danos que possam resultar de quaisquer imprecisões ou omissões. A informação está atualizada até à data apresentada na página e é prestada de forma geral, tratando-se de textos meramente informativos, pelo que não constitui nem dispensa a assistência profissional qualificada e individualizada. Caso pretenda sugerir uma atualização, por favor, envie-nos a sua sugestão para: [email protected].