Publicidade:

9 alimentos humanos que os cães podem comer: saiba quais são

Existem alguns alimentos humanos que os cães podem comer, no entanto outros podem ser bastante prejudiciais à saúde. Conheça os alimentos permitidos.

9 alimentos humanos que os cães podem comer: saiba quais são
Saiba quais os alimentos que o cão pode comer sem risco

A melhor alimentação para o seu cão é uma dieta equilibrada à base de hidratos de carbono e proteína, uma vez que os cães são omnívoros. Apesar da garantia de uma boa nutrição ser através da alimentação com ração e alimento húmido apropriado para a espécie, existem alguns alimentos humanos que os cães podem comer sem perigo para a sua saúde.

9 alimentos humanos que os cães podem comer


1. Carne

alimentos humanos que os caes podem comer peito de frangoi

Pode oferecer ao seu cão pedacinhos de carne, mas o ideal é que esteja cozinhada e nunca crua, pois a carne crua pode ser susceptível de transmitir parasitas e bactérias colocando em risco a saúde do animal.

Dê preferência às carnes brancas e magras como é o caso do frango. A parte ideal do frango é o peito, oferecendo de preferência desfiado, sem ossos nem peles.

O frango é utilizado muitas vezes como dieta quando o cão está com diarreia ou algum problema gástrico. No entanto, se o seu cão apresentar algum sintoma de doença, antes de decidir alterar a sua dieta, deve sempre consultar o médico veterinário.

Nunca dê ossos ao seu cão, especialmente os de galinha e frango, pois partem-se facilmente e podem espetar-se na boca ou no aparelho digestivo do animal, causando perfurações graves.

2. Aveia

Os cães podem comer aveia, aliás este é um dos alimentos humanos que os cães podem comer e que lhes traz alguns benefícios. Este cereal pode ser o substituto ideal para cães com alergias alimentares, nomeadamente ao trigo.

Este alimento é também ideal para cães acima do seu peso ideal, pois é rico em fibras, e consequentemente ajuda a causar uma sensação de saciedade. Contudo, cuidado com as quantidades pois, tal como nos humanos, demasiada fibra pode causar alterações intestinais como diarreia.

Sirva, de preferência morna, cozinhada e sem adição de açúcar, pois este não é um dos alimentos permitidos.

3. Maçã

A maçã é um dos alimentos humanos que os cães podem comer. É rica em vitaminas e permite higienizar os dentes do seu cão, provocando uma limpeza mecânica durante a mastigação.

No entanto, em nenhuma circunstância deve permitir que o seu cão coma o caroço da maçã, pois é tóxico.

4. Arroz

alimentos humanos que os caes podem comer arroz branco

O arroz é um cereal com muitos benefícios. Um desses benefícios é que auxilia na regulação do trânsito intestinal em cães com diarreia.

Muitas vezes junta-se o arroz com o peito de frango sem temperos, para permitir ao cão durante a fase de dieta, ter uma alimentação equilibrada com hidratos de carbono e proteína.

5. Brócolos

Os legumes, especialmente se cozidos a vapor, são ideais para oferecer ao seu cão como complemento da alimentação, não devendo ultrapassar os 10% da dieta, pois podem causar problemas gastrointestinais.

6. Abóbora

A abóbora é outro alimento que faz parte dos alimentos humanos que os cães podem comer. Pode ser oferecida em cru ou cozida a vapor como excelente fonte de fibra e vitamina A.

Tal como os outros legumes, deve ser oferecida como um complemento da dieta e não como dieta base.

7. Cenoura

As cenouras têm imensos benefícios para os humanos, e igualmente para os cães. São pouco calóricas, ricas em fibras e proteínas.

Para os cães, têm também o benefício de serem excelentes para limpar os dentes, sendo também um excelente entretenimento para deixar o cão ir roendo.

8. Ovo

alimentos humanos que os caes podem comer ovo cozido

Os ovos podem ser uma excelente fonte de proteína, desde que cozinhados. A forma ideal de oferecer ovo ao seu cão é cozido e nunca cru, podendo haver contaminação por bactérias como Salmonella.

A gema do ovo é uma fonte de gordura, por isso deve ser consumida com moderação. Em alternativa pode introduzir apenas a clara do ovo, parte proteica do mesmo, na dieta do seu patudo.

9. Alface

Os cães podem comer alface, no entanto este é um alimento com baixo valor nutritivo, não acrescentando grande valor na alimentação do seu cão.

Pode apresentar alguns efeitos benéficos no caso de cães com prisão de ventre, no entanto deve ser oferecido com moderação pois em excesso pode causar diarreia.

Em conclusão…


Existem vários alimentos humanos que os cães podem comer, no entanto a base da alimentação do animal deve ser sempre a ração ou o alimento húmido especifico para a espécie. Estes alimentos são fabricados conforme as necessidades do animal, permitindo-lhe uma refeição equilibrada com tudo o que necessita.

Se ainda assim preferir dar alimentos caseiros, ou cozinhar uma dieta caseira para o seu patudo, deve sempre aconselhar-se com o médico veterinário acerca dos alimentos e quantidades que deverá dar-lhe diariamente, para garantir que não existe nenhum défice alimentar, nem nenhum excesso.

Veja também:

Dra. Patrícia Azevedo Dra. Patrícia Azevedo

Patrícia Azevedo é médica veterinária natural de Braga. Desde a sua infância que é apaixonada por animais e sempre teve a ambição de ser médica veterinária. Trabalhou como voluntária em associações de proteção e ajuda a animais errantes desde os 11 anos de idade . Iniciou o seu percurso como estudante desta área na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro e concluiu os seus estudos no Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar. Tem três gatos e uma cadela retirados da rua. Trabalha atualmente na sua cidade natal, em medicina e cirurgia de pequenos animais.

O Vida Ativa disponibiliza e atualiza informação, não presta serviços de aconselhamento nutricional, de saúde ou de treino. O Vida Ativa não é proprietário nem responsável pelos produtos e serviços de terceiros apresentados, por conseguinte não será responsável por quaisquer perdas ou danos que possam resultar de quaisquer imprecisões ou omissões. A informação está atualizada até à data apresentada na página e é prestada de forma geral, tratando-se de textos meramente informativos, pelo que não constitui nem dispensa a assistência profissional qualificada e individualizada. Caso pretenda sugerir uma atualização, por favor, envie-nos a sua sugestão para: [email protected].