Treino com reforço positivo: a nova corrente de treino canino que dá resultado

Ao contrário do que se pensa, o treino com reforço positivo é a melhor forma de educar o seu cão, ao invés do reforço negativo como os castigos e punições.

Powered by: Vetecare
Treino com reforço positivo: a nova corrente de treino canino que dá resultado
Utilize recompensas apetecíveis para o seu patudo, como biscoitos ou salsichas.

Existem duas formas de treino que vulgarmente usamos, muitas vezes até, de forma involuntária: o treino com reforço positivo e o treino com reforço negativo.

Uma vez que o cão é um animal que vive em comunidade com as pessoas, e cada vez mais é visto como um membro da família, o “educar” e criar regras torna-se imprescindível para que seja possível esta proximidade.

Por este motivo, cada vez mais recorremos a técnicas de treino de obediência para que o cão tenha determinados comportamentos de acordo com as nossas preferências.

Treino com reforço positivo e negativo


Este tipo de treino baseia-se na relação estabelecida entre o comportamento do animal e a consequência que ele obtém desse mesmo comportamento.

Ou seja, tanto o treino com reforço positivo como o negativo são exemplos de um comportamento associativo no qual o animal associa os comportamentos às consequências dos mesmo.

1. Treino com reforço negativo

treino com reforco positivo cao fez asneiras

Um caso de um reforço negativo é, por exemplo, quando o cachorro faz as suas necessidades dentro de casa ou num local inapropriado e o castigamos. Ou outro exemplo, o uso de trelas com picos para quando o cão puxa demasiado no passeio.

No entanto, estudos recentes acerca da aprendizagem dos cães demonstram que, os métodos baseados na punição ou no castigo não são eficazes e podem até ter consequências nefastas a longo prazo. Problemas de agressividade, ansiedade, medo. Este tipo de treino está associado a um mal-estar do animal e poderá também prejudicar a longo prazo os seus tutores.

2. Treino com reforço positivo

treino com reforco positivo dar biscoito a cao

No treino positivo, quando o animal tem um bom comportamento, é recompensado. Uma vez que a consequência é agradável para o cão, ele tende a repetir o comportamento.

Está comprovado que através do treino com reforço positivo os animais aprendem mais rápido e conseguem também aprender certos comportamentos que não conseguiriam com outro tipo de reforço.

Um exemplo de treino positivo é quando, manda o seu animal sentar, ele obedece ao comando e o recompensa com um biscoito.

Treino com reforço positivo: o que utilizar como reforço


treino com reforco positivo cao e dona em carinhos

Não há uma fórmula correta para o tipo de reforço a aplicar, isso vai depender um pouco de cada animal, pois, tal como nas pessoas, também os gostos e preferências variam de animal para animal.

Regra geral, o mais utilizado é o alimento, mas muitos outros reforços podem ser utilizados. O importante é perceber qual a preferência do seu cão, ou seja, o que o motiva a ter comportamentos positivos:

  • Elogios;
  • Carícias;
  • Alimentos;
  • Um brinquedo;
  • Uma brincadeira.

Caso opte por recompensar o seu cão com alimentos, deve sempre ter em conta o que lhe oferece. O alimento deve ser sempre adequado à dieta do animal, palatável e nutricionalmente equilibrado. Se tiver alguma dúvida em relação ao alimento que deve dar o seu cão no treino deve consultar o seu médico veterinário.

Treino com reforço positivo: como aplicar na prática


treino com reforco positivo cao com brinquedo

O treino com reforço positivo pode ser aplicado em várias situações do dia-a-dia, na educação do cachorro e cão adulto. O segredo, como vimos anteriormente, é utilizar o estímulo correto (reforço) cada vez que o animal tenha um comportamento que desejamos ou deixe de ter um comportamento incorreto.

Um exemplo da utilização do treino com reforço positivo em cachorros é a aprendizagem do local correto para fazer as suas necessidades fisiológicas. O que devemos fazer é, levar o cachorro ao passeio e caso ele urine ou defeque, recompensa-lo, por exemplo com um biscoito.

Quando o cachorro fizer as suas necessidades em casa devemos ignorar esse comportamento. Dessa forma, o cachorro irá associar que se fizer dentro de casa não acontece nada, mas se fizer durante o passeio vai receber um biscoito.

A aplicação do reforço positivo, numa fase inicial da aprendizagem, deve ter em conta vários aspectos para se conseguir obter o melhor resultado:

  • Ser aplicado imediatamente após o comportamento adequado;
  • Ser aplicado imediatamente após o desaparecimento do comportamento adequado;
  • Ser aplicado em todas as vezes que o comportamento desejado ocorre.

Quando o animal tiver assimilado o que queremos que faça, podemos retirar progressivamente o reforço de forma aleatória. Isto fará com que o interesse do cão pelo reforço utilizado aumente, e assim se sinta mais motivado para ter comportamentos positivos.

3 Dicas para utilizar o treino com reforço positivo na educação do seu cachorro


1. Fazer as necessidades no local certo

treino com reforco positivo cao a fazer xixi

  • Passeie o seu cachorro cerca de 20 a 30 minutos após a refeição, pois será nesta altura que terá mais vontade de fazer as necessidades;
  • Leve-o à rua mal acorde e antes de se deitar;
  • Utilize um elogio verbal (como por exemplo “lindo” ou “muito bem”) quando o seu cachorro fizer as necessidades e recompense-o com um biscoito ou um brinquedo quando ele acabar (reforço positivo);
  • Se acontecerem “acidentes” não o castigue, mantenha-se calmo e leve o cachorro para o local onde deveria ter feito as necessidades.

2. Andar à trela

treino com reforco positivo cao a andar de trela

  • Depois de colocar a trela no cachorro, encoraje-o a segui-lo recorrendo a elogios verbais, e se ele o seguir recorra a recompensas como biscoitos ou outros alimentos que o seu cachorro goste;
  • Se o cachorro puxar a trela e esta ficar sob tensão pare e mantenha a trela segura, se ele se aproximar e a trela voltar a ficar sem tensão recompense-o novamente, e assim sucessivamente.

3. Ensinar a sentar

treino com reforco positivo ensinar cao a sentar

  • Comece as sessões de treino num local calmo com o mínimo de distrações;
  • Utilize recompensas que o cachorro goste bastante;
  • Utilize palavras pequenas, como “senta” e repita-as apenas uma vez;
  • Encoraje o cachorro a sentar enquanto repete a palavra de ordem, e de cada vez que ele sentar recompense-o;
  • Repita sessões de treino curtas sempre que possível.

Cada cão é um cão e aconselha-se que todo este trabalho seja feito desde cachorro, pois a personalidade e comportamentos do seu animal vão ficando cada vez mais vincados à medida que o tempo vai passando. Assim, caso sinta alguma dificuldade a iniciar este processo, procure a ajuda de um profissional.

A Vetecare tem uma vasta rede de escolas de treino e profissionais para terapia comportamental, treino animal e programas de obediência que o podem ajudar a proteger o seu cão contra problemas indesejados e a ter um cão mais equilibrado.

>> Saiba mais informações sobre o plano de saúde Vetecare e não se preocupe: a equipa entra em contacto consigo!

Veja também:

Dra. Patrícia Azevedo Dra. Patrícia Azevedo

Patrícia Azevedo é médica veterinária natural de Braga. Desde a sua infância que é apaixonada por animais e sempre teve a ambição de ser médica veterinária. Trabalhou como voluntária em associações de proteção e ajuda a animais errantes desde os 11 anos de idade . Iniciou o seu percurso como estudante desta área na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro e concluiu os seus estudos no Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar. Tem três gatos e uma cadela retirados da rua. Trabalha atualmente na sua cidade natal, em medicina e cirurgia de pequenos animais.