9 Suplementos que podem ser perigosos que podem colocar a sua saúde em risco

Apesar de a suplementação ser uma realidade atual, existem suplementos perigosos que deve conhecer e evitar, seja em contexto clínico ou desportivo.

9 Suplementos que podem ser perigosos que podem colocar a sua saúde em risco
Os suplementos alimentares invadem diariamente a nossa vida e são tentações fáceis para resultados mais rápidos.

Os suplementos alimentares são promovidos pela indústria e meios de comunicação social como produtos “milagrosos” para, sem grande esforço, otimizar o rendimento desportivo, aumentar a massa muscular, emagrecer, entre outros efeitos. Deste modo, são, muitas vezes, encarados como 100% seguros pela população, o que leva a que sejam usados sem critério, podendo fazer deles suplementos perigosos.

Com efeito, os suplementos alimentares podem ser prejudiciais por diversos motivos: em situações de interação com medicamentos, por toxicidade ou contaminação ou devido à variabilidade individual de resposta aos diferentes suplementos.

Suplementos desportivos


A nutrição em contexto desportivo tem vindo a ser alvo de um crescente interesse, na medida em que tem sido reconhecida como fundamental para a saúde, em geral, e para o desempenho desportivo, em particular.

Apesar da alimentação saudável ser, na maior parte dos casos, por si só, capaz de colmatar as necessidades nutricionais de um atleta, dependendo do estilo de vida, pode ser necessário tomar suplementos alimentares devido às necessidades nutricionais superiores nesta população.

Com efeito, a suplementação é, atualmente, uma prática corrente no mundo do desporto. No caso de um desportista, os suplementos aportam uma série de vantagens, nomeadamente, metabolismo e rápida absorção, comodidade e maior rapidez na obtenção de resultados.

1. Suplementos perigosos devido a contaminação ou dopping

Suplementos perigosos devido a contaminacao ou dopping

Todavia, é importante ter em consideração que não é exigido que suplementos passem pelos criteriosos controlos exigidos aos medicamentos.

Daí existirem relatos em que o conteúdo do suplemento não corresponde ao descrito no rótulo, ocorrendo, muitas vezes, a contaminação destes produtos com substâncias proibidas no desporto que acusam positivo em controlos de doping, fazendo de suplementos seguros, suplementos perigosos.

De facto, cerca 15% a 25% dos suplementos desportivos estão contaminados com substâncias proibidas, que não estão declaradas no rótulo, e que poderão ter consequências a nível da saúde do atleta.

Neste grupo, segundo o instituto australiano do desporto, incluem-se suplementos como:

  • Adrenalina (suplemento estimulante)
  • Sibutramina (suplemento estimulante)
  • Tribulus Terrestres (suplemento que estimula a produção de testosterona)
  • Esteroides anabolizantes

2. Uso inadequado de Multivitamínicos

Multivitaminicos

Um outro aspeto que importa salientar é que a função dos suplementos é complementar (e não substituir!) a alimentação de atletas que não conseguem, através da alimentação, satisfazer as suas necessidades nutricionais.

No entanto, é bastante frequente atletas decidirem, por iniciativa própria, ingerir determinado suplemento apenas porque alguém o toma, e não porque avaliaram a sua necessidade específica naquele momento.

Neste contexto, é importante considerar as especificações de cada modalidade desportiva, os objetivos específicos de cada atleta e a alimentação realizada, aquando da escolha de um suplemento alimentar.

Um caso particularmente relevante são os suplementos multivitamínicos e minerais, visto que são considerados inofensivos, mas em excesso poderão ser perigosos para a saúde.

Com tal, estes suplementos devem constituir uma opção provisória apenas para quem adota, de forma prolongada, uma dieta de baixo aporte energético e está em risco de desenvolver uma deficiência nutricional destes micronutrientes. Isto porque, a utilização deste tipo de suplementos só irá resultar numa melhoria de rendimento se a suplementação corrigir um desequilíbrio alimentar, ou seja, caso um atleta já ingira um determinado micronutriente em quantidades suficientes, adicionar um suplemento não trará qualquer vantagem a nível desportivo.

À semelhança do que acontece com os macronutrientes – hidratos de carbono, proteínas e lípidos ou gorduras -, também para os micronutrientes existem doses diárias recomendas (DDR). Ultrapassar estes valores poderá ser perigoso, já que as vitaminas e/ou minerais em excesso podem ser tóxicos.

Suplementos de emagrecimento potencialmente perigosos por uso inadequado


1. Suplementos termogénicos

suplementos termogenicos

Estes suplementos aceleram o metabolismo, facilitando a perda de peso. No entanto, podem provocar taquicardia, aumento significativo da pressão arterial, perturbações do sono e ansiedade.

> Saiba mais sobre o suplementos termogénicos.

2. Laxantes

mulher com laxante

Utilizados para promover o funcionamento regular do trânsito intestinal, os laxantes podem ser perigosos porque causam habituação ao intestino, promovendo a obstipação quando esse estimulo não existir, e porque podem levar a perdas significativas de nutrientes.

3. Diuréticos

mulher com capsula na boca

São suplementos utilizados para reduzir a retenção de líquidos. No entanto, quando usados desnecessariamente porque conduzem à desidratação e eliminação de vitaminas hidrossolúveis e minerais, afetando o equilíbrio hidroeletrolítico do organismo.

4. Suplementos detox e Drenantes

Suplementos detox e batidos verdes

Apesar de, por norma, serem elaborados à base de compostos naturais, como algas, extratos de plantas ou minerais, estes compostos, quando em concentrações demasiado elevadas, podem também sobrecarregar o organismo, em particular o fígado e os rins, provocando toxicidade e consequências nocivas.

> Saiba mais sobre os suplementos detox.

Em suma…


A avaliação da necessidade de suplementos alimentares deve ser feita por um profissional de saúde especializado, pelo que antes de decidir iniciar o seu consumo deve consultar um nutricionista.

A regra de ouro que importa reter é que apesar de um suplemento ser, sem dúvida, mais eficaz a produzir resultados em termos de velocidade temporal, não existe nenhum suplemento que, por si só, faça milagres, nem que seja totalmente inócuo para a saúde.

O consumo exagerado de suplementos, sem orientação adequada, pode trazer graves complicações de saúde.

Assim sendo, deverá praticar uma alimentação saudável, variada e equilibrada, e só depois suplementar de acordo com as suas necessidades e não ao sabor da publicidade que é feita enaltecendo os diferentes suplementos.

Veja também: