Publicidade:

Como ensinar as crianças a atar os atacadores?

Foi-lhe difícil aprender a atar os atacadores ? Felizmente, hoje em dia, há diversas ferramentas para ajudar os mais pequenos a calçarem-se sozinhos. Veja algumas dicas simples e divertidas.

 
Como ensinar as crianças a atar os atacadores?
Aproveite os terceiros saldos!

O dia em que aprendemos a atar os atacadores fica marcado, pelo menos, na memória dos nossos pais, avós ou educadores. Depois de muitas horas de prática, vários jogos, cantigas, lengalengas, visualizações de vídeos online, chantagens e recompensas, é alcançado o objetivo tão desejado: a criança consegue calçar-se sozinha! É praticamente independente. Não será tanto assim mas é um grande avanço.

Se está à procura das melhores dicas para aprender a atar os atacadores… aqui estão elas.

10 dicas para ensinar as crianças a atar os atacadores


como ensinar as criancas a atar os atacadores

Como ajudar as crianças a atar os atacadores sem choros, birras ou ajuda de terceiros? Não faltam truques, dicas e ferramentas para ajudar os mais pequenos nesta tarefa. Mas antes de passar ao passo a passo, eis algumas dicas para facilitar a aprendizagem:

  • Pode ser mais fácil começar por praticar numa superfície plana do que no calçado; compre um acessório específico para o efeito ou use um cartão para treinar;
  • Comece por praticar em cima de mesa, à frente das crianças. Pode ser mais intuitivo do que se começar pelos pés.
  • Se as crianças ainda não dominam os conceitos “direita” e “esquerda”, utilize atacadores com duas cores diferentes
  • Desenhe pintas nos atacadores para que os pequenos saibam onde devem agarrar
  • Comece a praticar com atacadores mais rígidos e bem compridos

Aprenda a música “Amarrar o sapato”

Por cá, os heróis dos mais pequenos ainda não criaram uma música para ajudar as crianças a atar os atacadores mas, do outro lado do mundo, os nossos amigos brasileiros não dão ponto sem nó. Tem as cordas vocais afinadas? O sotaque brasileiro está no ponto? E como está essa memória? Prepare-se porque a letra é extensa.

Siga o estilo Montessori

atar atacadores

A filosofia Montessori, desenvolvida por Maria Montessori (a primeira mulher médica em Itália), foca-se na autonomia, na liberdade e no respeito pelo desenvolvimento natural das habilidades físicas, sociais e psicológicas das crianças. Nesse sentido, ao longo dos anos, têm sido criados diversos utensílios pensados para ajudar as crianças a atar os atacadores sozinhas.

Se a sua intenção passa respeitar o tempo dos seu filhos, não forçando qualquer aprendizagem, estas são boas soluções que pode comprar em qualquer loja de venda online por atacado ou que pode facilmente reproduzir recorrendo a um pedaço de madeira ou cartão.

O método “orelhas de coelho”

Para ajudar as suas crianças a atar os atacadores, é mais fácil se ilustrarmos com um pequeno vídeo mas para os casos em que a língua inglesa possa ser uma barreira, deixámos um passo a passo muito simples. Tome nota:

  1. Segura uma ponta do atacador em cada mão;
  2. Cruze a ponta que tem na mão esquerda com a que tem na mão direita;
  3. Onde ambos os fios se encontram, enrole a ponta direita em volta da esquerda
  4. Deve ficar com um nó solto;
  5. Puxe ambas as pontas para completar o nó;
  6. Faça uma orelha com a ponta direita do atacador e segure-a com os dedos polegar e indicador;
  7. Faça o mesmo com o atacador esquerdo;
  8. Deve ficar uma orelha de coelho de cada lado;
  9. Cruze a orelha da mão esquerda por detrás da mão direita;
  10. Cruze a orelha da mão esquerda por detrás da que tem na mão direita;
  11. Deve ter um orifício no meio das orelhas e do nó feito no início;
  12. Puxe a orelha esquerda pelo orifício;
  13. Puxe as duas orelhas ao mesmo tempo;
  14. Devagar, puxe as duas orelhas ao mesmo tempo para atar os atacadores.

O método “em volta da árvore”

Na mesma linha do anterior, eis outra proposta para que as crianças aprendam a atar os atacadores sozinhas.

  1. Segure uma ponta de atacador em cada mão;
  2. Cruze a ponta que tem na mão esquerda com a que tem na mão direita;
  3. Onde ambos os fios se encontram, enrole a ponta direita em volta da esquerda;
  4. Deve ficar com um nó solto;
  5. Puxe ambas as pontas para completar o nó;
  6. Faça uma orelha com o atacador que tem no lado direito do nó e segure-a com os dedos polegar e indicador;
  7. Passe o atacador esquerdo à volta do direito, puxando-o por detrás da orelha até que rodeie totalmente a orelha;
  8. Deve ficar um orifício entre a orelha e o atacador que foi puxado à sua volta;
  9. Enfie a ponta esquerda dentro do orifício para que também ele se torne numa orelha.
  10. Puxe ambas as orelhas;
  11. Puxe ambas as orelhas até o nó estar bem apertado.

Uma lengalenga divertida e simples

Mais uma vez, trazemos uma lengalenga de fora de portas mas que será fácil para qualquer criança à roda do mundo compreender.

Construa uma tenda
Entre
feche bem
para que possamos nos esconder

Em cima da montanha
ao redor nós vamos
aqui está minha flecha
e aqui está meu arco!

9 pares de sapatos para ensinar as crianças a atar os atacadores


Se está determinado a ensinar os seus pequenos a atar os atacadores sozinhos, saiba que a Vertbaudet também dispõe de um guia prático  e visual que pode facilmente adotar. Aproveite ainda os terceiros saldos da Vertbaudet para renovar o calçado das suas crianças.

De 18 de Janeiro a 28 de fevereiro, aproveite o desconto de até 70% numa seleção de artigos para comprar botas, botins ou sapatilhas com atacadores para os bebés que estão a dar os primeiros passos ou meninas e meninos já mais crescidos.

calcado bebe

Artigos:

 

calcado menina

Artigos:

 

calcado menino

Artigos:

Veja também:

O Vida Ativa disponibiliza e atualiza informação, não presta serviços de aconselhamento nutricional, de saúde ou de treino. O Vida Ativa não é proprietário nem responsável pelos produtos e serviços de terceiros apresentados, por conseguinte não será responsável por quaisquer perdas ou danos que possam resultar de quaisquer imprecisões ou omissões. A informação está atualizada até à data apresentada na página e é prestada de forma geral, tratando-se de textos meramente informativos, pelo que não constitui nem dispensa a assistência profissional qualificada e individualizada. Caso pretenda sugerir uma atualização, por favor, envie-nos a sua sugestão para: [email protected].