Calendário de ovulação: tudo o que precisa de saber

Se deseja engravidar, estar atenta ao seu próprio calendário de ovulação pode ser uma grande ajuda. Explicamos tudo sobre o tema.

Calendário de ovulação: tudo o que precisa de saber
Uma excelente ferramenta para quem pretende engravidar

Hoje em dia, são já muitas as mulheres que recorrem ao calendário de ovulação para identificarem os dias férteis e, como tal, terem mais probabilidades de engravidar.

Normalmente, um calendário de ovulação baseia-se em três informações:

  • O dia em que começou o último período;
  • A duração normal do ciclo;
  • O facto de a ovulação normalmente ocorrer 12 a 16 dias antes do início do próximo período.

A versão mais elementar é um calendário de ovulação ou diário e uma calculadora para que possa fazer as contas, mas também já existem vários widgets na Internet e apps para smartphones e tablets que podem fazer as contas por si e tornar este processo bem mais simples.

Como calcular o dia, ou dias, da ovulação?


calendário de ovulação como funciona

Saber qual o período fértil do mês é de extrema importância para os casais que estão a tentar engravidar já que, manter relações sexuais durante esse período, pode aumentar a hipótese de fecundação.

Confira passo a passo como funciona o calendário de ovulação:

  1. Geralmente, a ovulação (libertação do óvulo) ocorre 14 dias após o início de um novo ciclo menstrual;
  2. Num ciclo regular de 28 dias, o início do ciclo dá-se, por exemplo, a 28 de fevereiro (primeiro dia da menstruação e que pode durar cerca de 4 a 5 dias), sendo o dia fértil a 14 de março;
  3. Caso não ocorra a fecundação do óvulo, este degenera, a produção de progesterona diminui acentuadamente e ocorre a desintegração da parede uterina (endométrio), dando origem a nova menstruação (a 28 de março) e, consequentemente, a um novo ciclo menstrual.

Quando os ciclos menstruais são muito irregulares torna-se mais complicado fazer contas e encontrar um padrão que permita seguir um plano com alguma certeza.

Para os casais que tentam engravidar, o que realmente importa é tentar perceber qual a data da ovulação antes de vir o próximo período. Pode ajudar manter um registo mensal do dia um em que lhe veio a menstruação, calcular o período fértil e ter relações sexuais com maior frequência durante esse espaço de tempo.

Métodos para identificar os dias férteis


calendário de ovulação testes

O método do calendário de ovulação é apenas uma alternativa para identificar o período fértil de cada mulher. Contudo existem outras formas:

  • Testes de ovulação (disponíveis na farmácia) que detectam as principais hormonas de fertilidade;
  • Temperatura corporal basal ou saliva (após a ovulação, a sua temperatura corporal basal sobe cerca de 0,4-1,0° C. Para utilizar este método corretamente, tem de calcular a sua temperatura corporal basal todas as manhãs antes de sair da cama).

Desvantagens do calendário de ovulação


O problema com o calendário de ovulação é o facto de se basear em informações variáveis – quase 50% das mulheres têm ciclos que variam 7 ou mais dias e a data de início da ovulação poderá igualmente variar, mesmo em ciclos regulares.

Desta forma, se quiser identificar com precisão os seus dias férteis todos os ciclos, utilize um teste de ovulação ou um monitor de fertilidade que detete as alterações nas suas principais hormonas de fertilidade presentes na urina.

Este é, alias, considerado o método mais preciso para avaliar o período fértil.

Veja também: