Crónica #16: são puns, pessoas!

Crónica #16: são puns, pessoas!

A minha gravidez sem pós de perlimpim

Calma, pessoas, este texto não é escatológico, nem pouco mais ou menos! Mas as férias trouxeram uma grande novidade.

Faltavam poucos dias para ir de férias quando comecei a sentir coisas estranhas. Não percebo bem se são puns internos ou se é o Pedrinho aos pinotes na barriga, mas como só estava nas 17 semanas, desvalorizei. Agora, estou estendida no areal e confirma-se… tenho mesmo uma pequena pessoa na barriga! Parecem borboletas na barriga, não é? Não, não é, parecem puns internos.

Toda a gente sabe do que estou a falar certo? Pois bem, é o que sinto. E, embora, esteja radiante por já sentir o Pedrinho mexer, não é das coisas mais agradáveis desta vida. Pronto. Está dito. Façam atenção, pessoas: o que eu mais quero é que ele se mexa muito, que me enfie os pés enormes que vai ter nas minhas costelas e até aceito uns pontapés nos rins, é sinal que está bem vivo, mas que não é agradável, não é. 

Tome nota:
A ligação que existe entre uma mãe e um filho é a mais poderosa! Receba já todas as dicas para si e o seu bebé.
A mim faz-me imensa, mas imensa, impressão! É como se tivesse lombrigas a nadar na barriga, como se cá andassem bichinhos estranhos ou aliens (lembram-se daquela cena sinistra do filme?). Quando estou mais sossegada, como, por exemplo, quando acabei de me deitar para dormir, é que ele se lembra de mexericar, o rabanete! Esta passou a ser a minha hora da meditação, inspiro e expiro muito lentamente para me abstrair da coisa e não me passar para o outro lado da força.

Outra vezes, faz-me rir. Estou muito quieta e a minha barriga dá um salto. Um salto que não é visível aos restantes mas que é intenso o suficiente para me fazer soltar uma gargalhada. Imagem o som “blurp” em forma de movimento. Estão a imaginar? Como se uma bola de sabão rebentasse na barriga? Pronto. É isso. Às vezes. Outras são só minhocas a rabiar. 

Outra coisa incrível que chegou com os movimentos do trambolhinho são… espasmos vaginais! Ou seja, quando o Pedrinho dá um saltinho, há outras partes do meu corpo que também se mexem de forma involuntária. Preparem-se para isso, miúdas! A boa notícia: não tem som. Para já.

Receba aqui as melhores novidades para si e para o seu bebé

 

Veja também: