Crónica #10: vão ser avós

Crónica #10: vão ser avós

A minha gravidez sem pós de perlimpim

Como surpreender a família com novidade de que lá pra o fim do ano somos três? Afinal, não surpreendemos quase ninguém mas fizemos umas coisas giras.

… e bisavós, tios e primos! Ficou tudo a saber na mesma semana. Depois da ecografia das sete semanas, já posso dar a notícia à família (que no nosso caso, são umas vinte pessoas) e a alguns amigos mais próximos. Na verdade, não me apetece muito porque sei que ao fazer isto, vão começar as perguntas, as opiniões, o cuidado exagerado e isto deixa de ser uma coisa só nossa mas não há muito como esconder.

Uma família grande como a nossa resulta em almoços e jantares semanais, mais festas de aniversário quase todos os meses. As minhas restrições alimentares iam começar a dar nas vistas. Depois, não fazia sentido esconder isto dos nossos pais, nem dos amigos que acompanharam a batalha inicial. Chegámos ao fim a perceber que, afinal, toda a gente já sabia. Acho que quando as pessoas querem muito uma coisa, veem sinais onde eles não existem. 

Tome nota:
A ligação que existe entre uma mãe e um filho é a mais poderosa! Receba já todas as dicas para si e o seu bebé.
Se a gravidez tivesse acontecido há dois anos, julgo que as respostas teriam sido exatamente as mesmas. No entanto, exceção feita à minha sogra e ao meu cunhado mais novo, mais ninguém tinha forma de ter percebido o que quer que fosse. A primeira porque lhe pedi sopa quando nunca como, o segundo porque viu uma aplicação enquanto me arranjava o telemóvel.

Agora… como contar aos avós paternos e maternos ao mesmo tempo mas sem dar nas vistas? Se fossem chamados cá a casa, iam logo perceber. Felizmente, nesse fim de semana, dois acontecimentos salvaram-nos: a mudança de casa da minha prirmã e um qualquer jogo decisivo do Benfica. Conseguimos arranjar forma de obrigar a primeira a fazer um café de boas-vindas à casa nova e que os meus sogros convidassem os meus pais para assistir ao jogo e jantar.

Preparei cinco embrulhos: dois quadros para os avós, outro para minha prirmã (como se fosse uma prenda para a casa) e mais dois para os meus cunhados que, ao mesmo tempo, ficaram a saber que vão ser tios e foram convidados para padrinhos. Gritos vários e muitos saltinhos. Antes destes todos, cumpri uma promessa antiga e contei à minha afilhada que teve uma das reações mais incríveis. Gostava de poder partilhar os vídeos destes anúncios mas não vai dar. 



Receba aqui as melhores novidades para si e para o seu bebé

 

Veja também: