Bronquite: o que é, sintomas e tratamento

Sofre de tosse durante vários dias ou meses seguidos? É possível que sofra de bronquite. É uma doença que pode ter diversas origens e provoca sintomas respiratórios.

Bronquite: o que é, sintomas e tratamento
Esta doença afeta 3,7% da população portuguesa.

Os brônquios são a via principal de entrada de ar para os pulmões. Quando os brônquios estão inflamados, estamos perante uma bronquite.

Trata-se de uma doença bastante frequente. Segundo um estudo português, a prevalência da bronquite aumenta com a idade, sendo aproximadamente 12,5% nos homens e 10,2% nas mulheres com idades compreendidas entre os 75 e os 84 anos.

Em Portugal, esta condição afeta cerca de 3,7% da população.

O que é a bronquite?


homem com bronquite

A bronquite consiste num processo inflamatório das principais vias aéreas: os brônquios. A inflamação dos brônquios provoca um estreitamento dos mesmos, afetando a respiração e provocando sintomas como a tosse.

Esta condição pode ser aguda ou crónica. Se ocorrer durante um curto período de tempo estamos perante uma bronquite aguda. No caso de estarmos perante uma bronquite crónica, os sintomas manifestam-se durante a maior parte dos dias do mês, durante pelo menos 3 meses do ano e em 2 anos consecutivos.

Quando esta situação acontece as glândulas que produzem muco ao longo das vias aéreas sofrem hipertrofia. Isto explica a tosse produtiva característica da bronquite.

Conforme a doença vai progredindo, vai aumentando a limitação ao fluxo de ar levando ao aparecimento de novas complicações como o enfisema pulmonar.

Quais são as causas da bronquite?


tabaco associado a doencas respiratorias

Esta doença pode ter várias causas diferentes. Pode ser provocada por agentes infecciosos, como os vírus ou as bactérias, pela inalação de pó ou poluentes ou ainda pelo consumo de tabaco.

Existem algumas doenças que podem apresentar sintomatologia semelhante à bronquite, como a faringite, a amigdalite, a sinusite ou a pneumonia. Algumas condições, como a asma, podem facilmente ser confundidas com esta condição.

A causa mais comum de bronquite aguda é a infeção por vírus respiratórios. A principal causa de bronquite crónica é o consumo de tabaco.

Quais são os sintomas de bronquite ?


dor no peito quando tosse

A principal manifestação característica desta condição é a tosse. A tosse vai se tornando constante e com características mucopurulentas cada vez mais frequentemente.

Outro sintoma importante é a falta de ar. Como consequência da tosse pode surgir dor no peito. Normalmente, não surge febre. No entanto, se houver febre, pode estar presente uma pneumonia ou outra infeção.

Na bronquite aguda podem manifestar-se outros sintomas como corrimento nasal, dor de cabeça, dores musculares, dor de garganta e fadiga.

Como se diagnostica a bronquite?


radiografia toracica

O ponto de partida para o diagnóstico é o exame médico e a descrição dos sintomas. Normalmente, é realizada uma radiografia torácica. Existem casos em que pode ser necessário fazer análise laboratorial das secreções respiratórias ou realizar provas de função respiratória.

Como se trata a bronquite?


antibioticos para tratamento

Na maior dos casos desta doença não é necessário o uso de antibióticos para tratamento da fase aguda. São utilizados apenas quando está presente uma infeção bacteriana.

As medidas mais comuns para o tratamento são:

  • Ingestão aumentada de líquidos;
  • Utilização de inaladores (no caso da asma);
  • Repouso;
  • Administração de antipirético (se existir febre);
  • Criação de uma atmosfera húmida.

A administração de medicamentos que ajudam a dissolver o muco da expetoração pode ser útil. No entanto, a sua utilização deve ser feita apenas sob recomendação médica.

É também importante não fumar, evitar o fumo passivo e lavar as mãos frequentemente para evitar a transmissão de agentes infecciosos.

Como se previne a bronquite?


vacina para a gripe

As vacinas da gripe e pneumocócica têm um papel muito importante na prevenção desta condição. A vacina da gripe deve ser administrada no período entre Outubro e Dezembro a todos os indivíduos pertencentes a grupos de risco.

A vacina pneumocócica deve ser administrada a doentes crónicos e a todos os indivíduos com idade igual ou superior a 65 anos, de 5 em 5 anos. A administração desta vacina pode ser realizada em qualquer altura do ano.

Veja também:

Enfª Isabel Silva Enfª Isabel Silva

Isabel Silva é enfermeira por paixão, licenciada pela Escola Superior de Enfermagem do Porto. Sempre quis seguir a área da saúde e acredita que a informação é uma ferramenta essencial para a saúde da população, e que cabe aos profissionais de saúde transmiti-la de forma relevante e fidedigna para que cada indivíduo seja capaz de tomar decisões importantes relativamente à sua saúde e ao seu bem-estar.