Newsletter Vida Ativa - Subscreva já!

Tenha acesso a conteúdos exclusivos e receba as melhores dicas para si e para a sua família!

Ao clicar concordo receber comunicações de marketing directo enviadas por vidaativa.pt e pelos nossos Parceiros

Subscrever

Veja também


GRAVIDEZ: TUDO O QUE PRECISA SABER

Antes de mais, se está grávida, muitos parabéns! Aproxima-se aquele que será o mais difícil mas também o mais gratificante período da sua vida - não somos nós que dizemos, são as mães de todo o mundo. Entre tudo o que vai mudar na nossa vida, não se esqueça de, diariamente, arranjar também tempo para si, ok? 
 

A GRAVIDEZ PASSO A PASSO

Ao longo das 40 semanas, ou 280 dias, o seu corpo vai sofrer muitas alterações mas é logo nas primeiras horas que tudo começa a mudar.

Cá fora, só deve começar a notar grandes diferenças lá para o final do primeiro trimestre, porém, às doze semanas o seu bebé já está completamente formado, depois, é só uma questão de amadurecer. Para saber tudo o que vai acontecer nos próximos nove meses, veja o nosso artigo sobre a gravidez passo a passo
 

QUAIS OS PRIMEIROS SINTOMAS DE GRAVIDEZ?

Ainda antes do primeiro teste de gravidez, muitas mulheres atentas ao seu corpo, garantem que já sentiam os primeiros sintomas.

A verdade é que isso é muito possível, especialmente, em mulheres que tenham ciclos muito regulares. Outras podem até passar toda a gravidez sem sentir nada de anormal. Estes são alguns dos primeiros sinais relatados pelas grávidas:

1. Tensão mamária
2. Dores pélvicas
3. Perda de sangue
4. Alterações de paladar e olfato
5. Náuseas e vómitos
6. Frequência urinária
7. Sonolência
8. Falta de memória
9. Prisão de ventre
10. Atraso menstrual
 

QUAL A ALTURA CERTA PARA FAZER UM TESTE DE GRAVIDEZ? 

Na verdade, pode fazer o teste de gravidez quando bem entender, porém, vale a pena esperar alguns dias ou semanas até que a menstruação atrase, pelo menos, uma semana para fazer o primeiro teste.

Passamos a vida a ouvir que basta uma vez para engravidar mas, na verdade, a janela é muito curta e não é assim. À sua disposição tem três tipos de teste: os testes de farmácia, os de urina e os de sangue.
 

QUAIS OS CUIDADOS A TER NUMA GRAVIDEZ DE RISCO?

A gravidez é assumida como um estado de graça e plena felicidade, contudo, nem todos as mulheres têm esta sorte. Por vezes, por vários fatores, pode ser determinada uma gravidez de risco e são necessários cuidados extra para que chegue a termo.

As complicações que podem levar a uma gravidez de risco são mais frequentes em mulheres muito novas, no caso da gravidez na adolescência, ou de idade mais avançada. Quando há risco, é necessária uma maior vigilância ou mesmo repouso absoluto.

O mesmo acontecerá nos casos em que a mulher sofre de doenças pré-existentes, como hipertensão, diabetes, ou se em gravidezes anteriores sofreu abortos, um feto com malformações ou morte fetal, pré-eclâmpsia ou diabetes gestacional.
 

E SE ALGUMA COISA CORRER MAL?

As estatísticas dizem que cerca de 60% das gravidezes não chegam a termo. Na verdade, a maior parte destas acabam ainda antes de serem detectadas. Por vezes, pequenos atrasos na menstruação são, na verdade, abortos muito precoces.  

Uma gravidez ectópica também pode acontecer em cerca de 1,5% a 2% das gravidezes, Neste caso, o ovo fecundado implanta-se fora do útero, na maioria das vezes, numa das trompas de Falópio mas também pode acontecer no colo do útero, no abdómen ou num ovário. Terá os mesmos sintomas que numa gravidez normal, porém, neste caso, não poderá prosseguir.

Não vale a pena pensar naquilo que pode correr mal, se está grávida, encontre um obstetra da sua  inteira confiança, alimente-se bem, cuide de si e relaxe porque o que é seu chegará. Desde que bem vigiada e corretamente diagnosticadas tudo correrá de modo a que, muito em breve, tenha o seu bebé nos braços.

Para mais sobre a gravidez, não deixe de espreitar os artigos que publicamos diariamente para saber tudo o que a espera nos próximos nove meses. E felicidades!

 
Receba aqui mais dicas para si e para o seu bebé !


Quer saber mais sobre a gravidez? Sugerimos que leia os seguintes artigos: